Category Archives: Life

Storyteller Dices D’As Gavetas| O Telefone

Tenho uma relação complicada com o telefone. Foi o meu principal material de trabalho da ultima década. Talvez por ter falado tantas horas ao telefone agora não goste de o fazer. Prefiro escrever, enviar mensagens. Pelo menos fica tudo registado. Enquanto que por voz, é tudo momentâneo. Agora que me lembro, ja nos empregos quando queria que algo ficasse provado, preferia enviar um email. Assim não existiam margens para duvidas.

Mas dou por mim a ter saudades de falar ao telefone com os clientes. E acreditem que eu adorava conversar com eles. É um sentimento contraditório, eu sei. Mas tenho muitas saudades daquelas conversas. O simples gesto de pegar no telefone e animar o dia de outras pessoas não tem preço. Sentir que animamos o dia de outras pessoas é mesmo muito bom. Mesmo que, no meu caso so estivéssemos a vender aço inox ou ligas especiais, ou a prestar informações sobre fiscalização de gêneros alimentícios. 🙂

O mais incrível é quem vivemos numa era em que é raro usar a principal função do telefone: fazer chamadas. As vezes faz bem fazermos uma chamada. A minha mãe adora que eu lhe ligue e eu adoro falar com ela. A distancia pesa. Mas estes telefonemas ajudam bastante.

As vezes, apesar de estarmos rodeados de pessoas virtualmente, o que nos precisamos mesmo é de alguém que nos ligue a perguntar se estamos bem 🙂

Um simples telefonema pode salvar uma vida, quando pensarem em alguém liguem-lhe, vocês não imaginam o quanto esse gesto pode ajudar essa pessoa 😉 Este pensamento veio de encontro à campanha Setembro Amarelo – mês da prevenção contra o suicídio.

Falar faz bem, alivia a alma! Por muito que não gostemos de falar ao telefone 😉 Eu aprendi a deitar ca para fora aos meus 20 anos depois da minha depressão e foi a melhor coisa que fiz 🙂 Nem que seja para o papel 😉 Escrever alivia tanto 🙂

Imagem da minha autoria

E vocês, gostam de falar ao telefone? 🙂

Aproveitem o dia de hoje para ligarem a quem vocês acham que precisa 😉

About Matilde Ferreira

Fomos à Lua :)

O ultimo fim de semana de Agosto, foi prolongado por motivo de ser Bank Holiday na segunda-feira, dia 26 de Agosto e aproveitamos para ir ver a Lua, no meu museu preferido ca de Londres, o National History Museum. Uma exposição muito bonita, entitulada Museum of the Moon, do artista Luke Jerram. Os visitante podem tirar fotografias como se estivessem a agarrar a lua ao som de musicas como Clair de Lune.

Aproveitamos também para dar uma volta pelo museu, a primeira vez do Lu, que adorou os dinossauros mas preferiu o Wildlife Garden, uma especie de reserva natural na parte traseira do museu.

Imagem da minha autoria
Imagem da minha autoria

Em Portugal puderam ver a Lua em Oeiras no passado mes de Julho.

About Matilde Ferreira

Mundo triste…

Mais um excelente documentário da Stacey Dooley.

Lembram-se de Bring Back Our Girls? Infelizmente as coisas não melhoraram.Infelizmente continuam a raptar raparigas para casarem à força com membros do exercito rebelde do Boko Haram (grupo terrorista islâmico com base no nordeste da Nigeria.) E quando os maridos morrem, estas são usadas como bombas suicidas. 🙁 É-lhes feita uma lavagem cerebral tao grande, que elas so pensam e morrer. 🙁 Horrível! E do outro lado o exercito nigeriano rapta homens e rapazes novos, acabando por assassina-los em parte incerta a sangue frio, sem direito a julgamento, por pensarem que eles fazem parte do grupo terrorista…

Printscreen do documentário – Mães nigerianas com fotografias dos filhos desaparecidos

Até quando estas guerras estúpidas em nome da religião vai continuar a existirem? Ate quando vão continuar a serem violados os direitos da humanidade por motivos tao hediondos?

About Matilde Ferreira

Stacey Dooley Meets the IS Brides

O que faz alguém que vive em segurança, querer ir viver para um sitio que está em guerra constante, sem as mínimas condições de sobrevivência. A mim custam tanto entender o que leva estas jovens a trocarem um vida boa por uma vida miserável. São levadas, iludidas, por gentes sem um pingo de humanidade e escrúpulos. Aproveitam-se da ingenuidade delas, do facto destas ainda não estarem formadas a nível psicológico, ainda não pensarem pela sua própria cabeça e manipulam-nas sem dó nem piedade, e elas deixam-se levar, chegando mesmo a acreditar que vivem numa realidade melhor. Mas o que a faz largar uma vida de conforto por uma vida de miséria? Ilusão. Quem as ilude, fá-las acreditar que esta vida é passageira, e o islão diz que elas vão encontrar uma vida melhor depois da morte. O mais triste é elas não saberem que esta vida poderá ser a única que têm…

https://www.bbc.co.uk/iplayer/episode/m0007fcg/panorama-stacey-meets-the-is-brides

Vejam aqui o momento em que Stacey Dooley entra em choque com estas raparigas…

E vocês, o que acham sobre este recrutamento de ocidentais pelos terroristas do IS?

About Matilde Ferreira

Self Love :)

Imagem retirada do Google

Demorei mas consegui. Aprendi a amar-me depois dos meus 20 anos, depois de uma depressão profunda que me deixou sem querer sair de casa durante quase um ano. Ja vos contei aqui e aqui a minha historia.

Vivemos numa geração muito debilitada de amor próprio e isso deixa-me triste. 🙁 Pois não dizer aos quatro ventos que se gosta de si próprio tal como é so para agradar aos outros, têm de acreditar em si mesmo, de verdade. É muito complicado… infelizmente estas duvidas acontecem na idade em que deixamos de ser crianças e passamos a ser adultos. Crescer não é fácil de todo mas faz parte. E tem de partir de dentro de nós.

Conhecem o anuncio do leite Matinal? Ha 20 anos passava muito na tv e aquela mensagem entrou de tal forma na minha cabeça que nunca mais saiu, de tanto que a ouvi em loop. 🙂

Eu costumo trocar a ordem das palavras e dizer: Se eu não gostar de mim, quem gostará?

Imagem retirada da internet

Se vocês precisam de acreditar em alguma coisa… comecem por vocês mesmos 🙂

Concordam? 😉

About Matilde Ferreira