Category Archives: Life

É caso para dizer…

Imagem da minha autoria

Hoje ao percorrer o meu feed no Facebook, deparei-me com este artigo: Marido exige ser enterrado com todo seu dinheiro e mulher encontra forma genial de honrar o seu pedido

Segundo a história, o homem havia trabalhado diligentemente durante toda a sua vida. Ao chegar à velhice, tinha conquistado uma boa fortuna. Ele nunca desperdiçou um centavo. Como uma recompensa, ele queria ser enterrado com todas essas riquezas para poder gastá-las na vida após a morte.


Apesar da sua avareza, o homem tinha um bom casamento e sua esposa, portanto, queria respeitar os desejos do marido. Ela lutou com a ideia no início – afinal, aposentar-se não sai barato e ela precisava do dinheiro. Finalmente, porém, essa mulher encontrou uma forma de solucionar a questão.
No funeral, ela estava devidamente sentada com todos os seus entes queridos. Quando seu marido estava prestes a ser enterrado, a mulher gritou: “Espera!”
Ninguém podia acreditar que ela realmente estava prestes a fazer aquilo!
Ela estava segurando uma caixa de sapatos e cuidadosamente a colocou no caixão antes que ele fosse fechado. Chocados, seus amigos perguntaram o que havia acontecido. A mulher respondeu que era importante manter promessas, mesmo quando elas parecem esquisitas.

A mensagem que eu tiro desta historia é muito simples, é a mesma mensagem que Antonio Feio nos deixou: “aproveitem a vida, não deixem nada por dizer nem por fazer” 

Este homem levou uma vida a inteira a trabalhar para poupar e levar o dinheiro para a morte, sem aproveitar o melhor presente da Vida: vive-la. Não vale a pena. So temos uma Vida e quando esta acabar, não ha mais nada. Por isso aproveitem, aproveitem bastante. Vivam a Vida.

Imagem retirada da internet

About Matilde Ferreira

1+3: Palavra(s) Chave(s): Esperança| Amizade

A Esperança é a ultima a morrer ou enquanto há Vida há esperança. Eu acredito muito nisto. Quem espera sempre alcança. Tenho aprendido que a Esperança é a força da Vida. Podem ser frases feitas mas que fazem bastante sentido. Sinto que só vou perder a minha esperança quando morrer. Aprendi a não desistir. E estes últimos anos foram prova disso. É nas minhas fraquezas que vou buscar forças e esperança para seguir em frente. É nos maus momentos que encontro a esperança para continuar a acreditar que tudo vale a pena.

2018 foi também o ano que restaurei a fé nas Amizades. Aprendi a não dar importância com quem nao se importa comigo. Não vale mesmo a pena. Foi um ano cheio de emoções. Foi um ano inspirador para continuar esta caminhada maravilhosa que é a Vida.

Continuo a seguir a minha velha maxima: Poucos mas Bons, e cada vez faz mais sentido pois devemos preservar quem é essencial.

Imagem da minha autoria – melhores momentos de 2018 – os meus melhores amigos, marido e filho 🙂

About Matilde Ferreira

C.A.V.M.E.

Fui nomeada pela querida Andreia para este desafio no mínimo sui generis e confesso que não me sinto muito à vontade nestas coisas de mentir, ainda que seja na forma de inventar 🙂 Mas como gosto deste tipo de coisas, aqui vai 😉 

Corria o ano de 2005 quando conheci o Rui aqui na internet. Para quem não sabe foi uma experiencia muito boa. Depois de uma grande desilusão amorosa… o meu ex traiu-me ao fim de 3 anos de relacionamento, ja morávamos juntos em casa dos meus pais 🙁 … e eu precisei de um tempo sozinha para esfriar as ideias. Precisei de quase 3 anos para me estabilizar. Eu tinha 28 anos e cheguei a dizer que não queria mais homens na minha vida mas se acontecesse é porque teria de acontecer… Nada, mas mesmo nada acontece por acaso, vão por mim. 

Comecei a explorar melhor a internet ate que um dia recebi um email com um convite dele. Demoramos o Verão todo para nos conhecermos… sim eu dei-lhe luta, pois tinha os meus receios, apesar de gostar muito de conversar e de me sentir bastante à vontade com ele no chat. Parecia que ja o conhecia desde sempre. Era tao bom! Acho que me estava a voltar a apaixonar apesar de não querer perder a amizade dele. ♥

Ate que um dia a oportunidade surgiu… cansada depois de um dia de trabalho, decidi aceitar o convite dele para tomar um cafe, antes que ele desistisse hehe. Combinamos no Mac do Via Catarina, uma vez que eu trabalhava ali ao lado na Rua da Alegria… Aquela conversa prolongou-se, eu sentia-me mesmo e ano queria ir sair dali. Ele levou-me a casa com a promessa de nos voltarmos a ver. E a oportunidade voltou a surgir. O meu computador resolveu pregar-me uma partida o Rui ofereceu-se para o formatar hehe (ah o ele é informático, para quem não sabe). Vocês não vão acreditar no que aconteceu a seguir: mal o computador reinicia e liga o msn messenger e a minha querida colega do emprego, a Isabel aparece e pergunta: “Então ja foste formatada?” Eu fiquei de todas as cores e se houvesse u buraco para eu me enfiar acreditem que eu desaparecia… Mas valeu a intenção pois ainda hoje nos divertimos  à custa da Isabel (que entretanto desapareceu das nossas vidas e da vida online). Estávamos mesmo quase a beijar-nos quando os meus pais e irmãos chegaram de uma excursão… mais uma vez ficamos os dois sem reação hehe Depois disso jantar, e terminamos por dar um passeio à noite à beira-mar junto à Praia do Senhor da Pedra, em Miramar, onde nos beijamos pela primeira vez e ele me perguntou se eu queria namorar com ele… escusado será dizer qual foi a minha resposta. 🙂 isto depois dele me ter emprestado o seu casaco, pois eu estava cheio de frio naquela noite de Outono… agora que penso, se calhar não era bem frio mas sim as borboletas na barriga hehe. 

E foi assim que aconteceu o enguiço que ja dura ha mais de 13 anos 🙂

Imagem retirada do Facebook – Senhor da Pedra, Praia de Miramar

Qual é a vossa opinião sobre encontros online? 😉

About Matilde Ferreira