Não consigo entender…

O pequeno Noah, de 2 anos e meio, desapareceu de sua casa, na passada quarta-feira de manha… Expliquem-me como deixam um bebé sair assim sozinho de casa, na companhia da sua cadela?… 🙁 Quando o Louis tinha esta idade eu ficava com o coração apertado de cada vez que ele fugia de mim, por isso optamos por comprar o arnês, foi um descanso, acreditem.

Todo o cuidado é pouco e temos de pensar em tudo. Quando eu era pequenina adorava andar à solta no terreno fechado dos meus avós. Havia a fossa, o poço, deixei muitas vezes a minha mãe de coração apertado, mas eu só estava bem no canto das framboesas de onde aparecia com a boca lambuzada e toda vermelha, ja tinha 4 anos porque com 2 a minha mãe nao me deixava andar à solta por ainda ser bebé…

O Noah apareceu, 33 horas depois… Depois de ter passado uma noite ao relento sujeito a ser atacado por algum bicho do mato… 🙁 Coisas com as quais nao se conta. O Noah só não deve ter caído ao rio, ou ate mesmo ser arrastado pela corrente por tal como a minha mãe me disse vezes sem conta para não me aproximar da fossa ou do poço, também ele deve ter ouvido o mesmo para ter cuidado com rio.

O Noah não é um super bebé. No meu parecer, ele como bebé que é, cansou-se depois de ter andado às voltas, pois deve ter-se perdido (afinal nao conhecia a zona tao bem como os pais dizem), ficou com soninho e com fome (essenciais do ser humano, não é verdade)… Tirou a fralda pois devia estar cheia e suja, e devia estar desconfortável 🙁 Tirou a roupa pois deve ter tido calor… e acabou por adormecer num cantinho que achou confortável. Com fome, ficamos sem forças daí terem demorado mais tempo sem darem por ele. Esta é a minha forma mais simples de tentar explicar as coisas…

Graças aos anjinhos e ao Universo, o Noah sobreviveu, o Noah escapou de ser atacado por algum animal do mato, como por exemplo um javali… 🙁

Espero que os pais tomem consciência da irresponsabilidade que tiveram e que partir de agora sejam mais vigilantes. Lembro-me como se fosse hoje de todas as noites o meu pai confirmar, duas ou três vezes, se o portão e as portas de nossa casa estavam trancadas. E hoje em dia o Rui faz o mesmo. Não é paranoia, é zelar pela nossa segurança. Eu tal como a familia do Noah vivia num meio pequeno, apesar de não ser tao isolado, lembro-me de andar muitas vezes a brincar sozinha na rua e hoje, digo que tive muita sorte por não ter sido por alguém mal-intencionado 🙁 E amem me lembro de ouvir a minha mãe sempre a chamar por mim e a mandar-me para casa…

Imagem retirada do JN – Noah com o pai depois de ter sido encontrado

Qual é vossa opinião sobre este caso? Acham que a familia do Noah deva ser sinalizada pelos serviços sociais?

About Matilde Ferreira

Das coisas que não se dizem…

Quando eu pensava que ja tinha visto tudo…aparece-me este post no meu feed. Retire esta imagem da pagina do Facebook “Sarcasmmother” que partilhou este print como forma de mostrar a indignação e expor o que esta pessoa escreveu.Como é que esta gente é capaz de pensar sequer nisto? A serio que existe alguém a fazer este tipo de comparação e argumento?

“A diferença entre assedio e flirt é a sua situação financeira…

Imagem retirada do Facebook

Mas a Vera Benavente do Love Adventure Happiness deu uma resposta à altura neste este post e veio de encontro ao que eu penso sobre este assunto.

Qual é vossa opinião sobre isto?

About Matilde Ferreira

Leviano

Um filme cheio de emoções e momentos estranhos mas cativante com uma mão cheia de excelentes actores e actrizes. Alba Batista, Anabela Teixeira, Diana Marquês Gomes, Mikaela Lupu, Ruben Rua, Jose Fidalgo, entre outros. Nomes bem conhecidos da nossa praça, cheios de talento.

Festas. Paixões. Meia Idade. Adolescência. Violação. Está dado o mote para o enredo da historia.

Sinopse:

Na entrevista mais esperada do ano, as irmãs Adelaide, Carolina e Júlia Paixão unem-se com a sua mãe Anita para recontar passo-a-passo, os acontecimentos que deram origem a um dos casos mais polémicos de sempre em Portugal.

Podem ver o filme aqui no RTP Play.

Já viram?

About Matilde Ferreira

Alerta!

Imagem retirada da internet

Nestas coisas da internet, todo o cuidado é pouco. No outro dia fui contactada por uma empresa com uma proposta tentadora para publicar textos pagos. Ate aqui tudo bem… se a empresa existisse! Valeu o bom senso do meu Rui que logo à partida achou tudo muito estranho.

“Nós temos uma excelente equipa de redatores que poderia criar um artigo informativo (sem publicidades) totalmente exclusivo para o seu site, que incluiria uma série de links relevantes, incluindo um para um dos nossos clientes.”

Aquele “sem publicidades” é muito descabido não acham? Ora se eu estou a publicar textos que não são meus, logo estou a publicita-los, certo? E com este argumento ficamos sem resposta por parte da dita empresa.

Deixo-vos o nome da empresa para o caso de puderem ser contactados e estarem prevenidos.

Alias acabei de constatar que o site foi suspenso… conveniente nao? http://contentring.com/cgi-sys/suspendedpage.cgi

Através de uma pesquisa mais detalhada o meu Rui verificou que este site pertencia a esta empresa de publicidade. Infelizmente estas empresas criam estes scams para sacar dados dos utilizadores.


About Matilde Ferreira

Crescer…

…nao é facil. Mas é bom. Faz-nos bem. Por incrível que pareça, ao contrario da maioria nao tive pressa de crescer. Tive sim os meus medos, os meus receios, mas faz parte. E consegui ultrapassa-los. E é das coisas que mais orgulho tenho no meu percurso. Ninguém dava nada de mim. Talvez por eu aparentar ser aquela menina de aspecto frágil. Aprendi a acreditar em mim. Por gostar tanto de ser criança aproveitei todos os momentos. Quando cheguei à idade adulta enfrentei uma Depressão por ter querido viver muita coisa ao mesmo tempo… nao foi fácil mas consegui dar a volta, e aprendi a gostar de mim.

Para tudo é preciso dar tempo ao tempo.

E é mesmo isso que estou a fazer com o meu filho. Deixa-lo ser criança. Porque passa tão rapido. Quero que ele aproveite bem. Quero que ele tenha uma infância como a minha. Explorar. Observar. Ler. Escrever. Pintar.

Imagem retirada da internet

E voces, tiveram ou têm pressa de crescer? 🙂

About Matilde Ferreira