4 meses de recuperação…

E o balanço é positivo e… lento muito lento. O meu corpo está a habituar-se a voltar ao normal e para isso precisa de tempo. Não está fácil mas eu dou a volta pois o que não nos mata torna-nos mais forte. Às vezes mal tenho forças para sair da cama mas o meu maior estimulo é o meu filhote que precisa de mim.Como sabem fui operada no dia 1 de Fevereiro para remover um cisto de 9 cms do ovário esquerdo e colocar o DIU. As primeiras semanas custaram bastante, principalmente a mudar a fralda ao Lu, sempre a desviar-me das pernitas irrequietas dele 🙂 Por vezes parece que ainda tenho o cisto, pois ainda sinto as fisgadas como se tivesse uma pedra a apertar-me o estômago. A recuperação de 3 a 6 meses pois o organismo tem de se habituar a um corpo estranho nele como diz e bem esta blogger britânica muito conhecida por estas paragens que também colocou o aparelho por motivo de sofrer de endometriose.  Neste post  ela conta a sua experiência com o aparelho intra-uterino e da excelentes conselhos para quem quiser experimentar. É um método contraceptivo 99% seguro e quem me dera te-lo colocado quando me foi diagnosticada a doença. Porque aos 40 anos infelizmente o organismo não é o mesmo que aos 20 pois esta muito mais lento…mas eu consigo, um dia de cada vez e devagar devagarinho isto vai ao sitio, tem de ir. Agora tenho de marcar uma consulta de rotina para ver se esta tudo bem pois quero aproveitar o Verão ao máximo sem muitas dores (as minhas hormonas não se dão muito bem com o calor, vamos a ver como isto corre, pois o aparelho também serve para as regular). 

Ao contrario do que tenho lido por estas bandas acerca deste assunto, o DIU não e abortivo, se assim fosse a pílula e o implante hormonal também o eram. 😉 

Infelizmente isto nao me vai curar a doença uma vez que ela é crônica mas acredito que me vai devolver anos de vida e de saúde.

About Matilde Ferreira

Nao falem do que nao sabem…

tumblr_mjl4jjwvCg1rncv5ao1_500Para quem nao sabe, sofro duma doenca chamada SOP (Sindrome de Ovarios Policisticos), foi-me diagnosticada aos 18 anos, ha precisamente 20 anos que lido com dores, mal-estares, e apesar disso, sempre trabalhei, sempre lutei, e agora que olho para tras, sinto orgulho no meu percurso e tudo o que fiz so me da ainda mais forcas para continuar, recuperar, seguir em frente e voltar a fazer tudo e algo mais 🙂

Existem mulheres que nao conseguem fazer tarefas domesticas tao simples como fazer a cama, varrer, ou tratar da roupa… acreditam? E eu ja me dou por satisfeita por conseguir fazes as actividades domesticas, mal ou bem, dependendo dos dias, nao consigo estar parada nem quero… ja basta ter deixado de trabalhar ao fim de 20 anos… o meu corpo disse que nao aguentava mais, e mais uma vez volto a dizer que foi preciso vir para a ilha, para o Uk para encontrar a solucao para o meu problema ( que nao tem bem uma solucao definita, pois a SOP e cronica…)cleaning-footsteps_167

No meio disto, eu so nao quero chatear o meu querido Rui, que nao tem culpa por eu ter esta doenca, nem eu tenho, por isso muitas vezes prefiro sofrer calada, no meu canto para nao o chatear…giphy-com-sleeping-beauty

Quantas de voces se sentem assim?…

About Matilde Ferreira