Category Archives: Memories

O Autocarro| 3. Tema StoryTeller Dices D’As Gavetas

Como não tenho carta, este meio de transporte sempre fui, quase, a minha segunda casa. Acho ate que passei grande parte da minha vida dentro das camionetas de carreira da minha terra como forma de me deslocar para os empregos. Tenho tantas historias para contar, seja pelo tempo interminável em que ficava à espera do autocarro, ou então porque eram tao velhas que avariavam a meio do caminho, pelas conversas com os motoristas com quem fiz amizade, alias um dos meus melhores amigos era motorista de autocarro. E o melhor de tudo é que aproveitava as longas horas que passava no autocarro para fazer das coisas que mais gosto na vida: LER. Sim, eu consigo ler em autocarros e comboios, só em aviões é que fica mais difícil, acho que deve ser por causa da turbulência.

Como disse tenho muitas memórias deste meio de transporte que acho que tudo começou na minha infância, quando me sentava no colo do meu avô nos degraus da mercearia da esquina a ver passar as camionetas. E esse bichinho passou para o meu mano mais novo que desde os 3 ou 4 anos que adora autocarros, ate ja quis ser motorista, mas parece que lhe passou esse desejo. Parece que o estou a ver sentado atras do motorista, a imitar as manobras com os brasidos levantados e a rodar. E o mais incrível é que o Lu faz o mesmo sem o mesmo sem nunca ter andado de autocarro, uma coisa que temos de fazer em breve. Sempre que vamos à rua, ele adora ver os famosos red buses (autocarros vermelhos londrinos) a passar quase que em fila indiana, e chegou mesmo a cumprimentar os motoristas.

Imagem da minha autoria – um dos famosos autocarros vermelhos britânicos na nossa rua

Este desafio foi criado pela Andreia do blog As Gavetas da Minha Casa Encantada. Podem saber mais detalhes aqui.

About Matilde Ferreira

Vai no Batalha!

Antes de vir para o UK, fui turista na minha cidade em jeito de fazer o mais memórias possíveis. E das coisas que mais gostei de fazer, foi de andar de elétrico. É tao bom! Existe algo de magico nestes passeios de eléctrico, que eu registei com muito carinho na minha memória.

Apanhamos o elétrico 22 na Batalha e seguimos ate ao Carmo, e depois se quisermos apanhamos o 18 para a marginal de Massarelos, também podemos apanhar o 1 para a Foz. Recomendo! É um passeio mesmo bonito e romântico. 🙂

Imagem da minha autoria – Interior do eletrico 22 no Porto

Ja andaram de elétrico? Gostaram? 🙂

About Matilde Ferreira

Tenho saudades de…

…andar de barco no Douro 🙂

Em 2009 e 2011 a minha empresa na altura, organizou passeios de barco das pontes para comemorarmos o S. João com os clientes. Foi uma experiencia incrível. Ver o fogo do rio é mesmo muito bonito. Mas o que o que mais gostei foi mesmo do passeio da Arrábida, ate para alem da ponte do Freixo. Recomendo e quero muito voltar a fazer com a minha familia. Ja estou a imaginar a carinha do Lu a levar com o ventinho na cara 🙂

Isto se nao andarmos formos primeiro fazer um passeio de barco no Tamisa, em Windsor. 😉

Foto da minha autoria – Barco Rabelo no Douro – 2010

E voces, ja andaram de barco no Douro? 🙂

About Matilde Ferreira

O Meu Avó e o seu Chapéu| 1. Desafio StorytellerDices D’As Gavetas

Quando era pequenina tinha o fascínio pelos chapéus do meu avô. mas nao podia tocar neles para não os estragar. Se calhar era por isso que me cativavam tanto, afinal o fruto proibido é o mais apetecido. Os chapéus do meu avô faziam lembrar o do Fernando Pessoa. E eu adorava ver o meu avô com o seu chapéu. Dava-lhe um ar importante. O meu avô era o meu herói. Com ele sentia-me segura e protegida. Talvez por ser muito alto e o chapéu ainda o fazia mais alto. Eu adorava passear com ele de mãos dadas. E gostava ainda mais quando me sentava com ele nos degraus da mercearia da esquina da rua de casa dele a ver passar as camionetas de carreira lá da terra. E volta e meia o meu avô punha o seu chapéu na minha cabeça e eu sentia-me muito feliz.

Imagem retirada da internet – Fernando Pessoa com o chapéu igual ao do meu avô

São estas memórias boas que fazem com que as saudades que eu tenho do meu avô que faleceu em 1999 com cancro de pele, com 79 anos.

Este foi o primeiro tema do desafio StorytellerDices criado pelo blog da Andreia Morais, As Gavetas da Minha Casa Encantada.

About Matilde Ferreira

Make a Wish :)

Blow a dandelion 🙂 Sopra um dente-de-leão 🙂 O Lu adora dentes-de-leão 🙂 Quando começou a andar pelo próprio pé, levei-o ao parquinho próximo de casa, que fica em caminho na ida para o supermercado e ele adorou ver as pétalas a esvoaçarem com o vento. Soprei um e ele ficou encantado. Desde então ao ver este filme/ documentário do canal para crianças da BBC, o CBeebies que ja vos falei algumas vezes aqui, ele relaciona quando chega à parte em que a menina sopra um dente-de-leão.

Imagem da minha autoria

Quem gosta de soprar um dente-de-leão? Que todos os vossos desejos se realizem 🙂

About Matilde Ferreira