Category Archives: Divulgaçōes

Postcrossing

Um dos meus hobbies desde a adolescência sempre foi escrever cartas. Lembro que na minha adolescência escrevia cartas com a minha colega de carteira nas ferias de Verão. Aderia ao Postcrossing ha 2 anos e nao consigo parar. Faz lembrar os Penpals. O Postcrossing ja existe desde 2005, um ano que me diz muito mesmo pois foi quando conheci o meu melhor amigo. Mas so conheci esta maravilhosa plataforma ha 2 anos através de uma menina que conheci no grupo A Uma Carta de Distancia, que ja falei aqui. Para uma pessoa, como eu, que sempre teve a paixão da escrita, o Postcrossing é um projecto ideal. Faz-me lembrar os Penpals nos anos 90, e foi através deste projecto que consegui fazer a minha primeira viagem pela Europa ate à Alemanha que também ja vos falei aqui. Receber, enviar e trocar postais de todo o mundo é também viajar, das coisas que mais gosto de fazer. Em miúda, ficava ansiosa que o carteiro chegasse para ver se trazia cartas de outras paragens… Acho que foi das primeiras profissões que ambicionei ser. E hoje, o meu filhote adora interagir com os carteiros da nossa rua. 🙂

Incrivel como em menos de 2 anos ja tenho um maço de postais de todo o mundo para mais tarde recordar 🙂

Ja conheciam esta plataforma? Podem seguir o meu perfil aqui.

About Matilde Ferreira

Cartão Revolut

Ja ouviram falar deste cartão tão pratico?

O cartão Revolut pertence a um Challenger Bank online que funciona através de uma app no telemóvel, e tem muitas vantagens:

  • quando convertem dinheiro de uma moeda para outra pagam apenas a taxa de cambio.
  • visibilidade quase imediata das despesas na app
  • pagamentos contactless de uma forma segura
  • possibilidade de ter conta bancaria em varias moedas
  • possibilidade de fazer investimentos na bolsa
  • conta de negócios, caso tenha um pequeno negocio pode abrir uma conta de negócio
  • compatível com Apple Pay e Google Pay
  • podem congelar o cartão de imediato em caso de perca
  • anti-fraudes: caso o cartão seja clonado e fácil congelar o cartão ou ate pedir outro

A única desvantagem, para mim, um irrelevante, e que faz todo o sentido é de só podermos fazermos levantamentos em multibancos ate 200£/ € por mês, caso excedamos esse montante cobram taxas.

A diferença com o PayPal é que este é apenas uma plataforma/ mecanismo de pagamentos online.

Ja conhecem este cartão? O que acham dele?

About Matilde Ferreira

Pegadas no Parque| Desafio Storyteller d’As Gavetas

Imagem da minha autoria

Acordei cedo. Estava uma manhã fria, mesmo assim decidi fazer uma caminhada pelo parque. Tomei um cafe para acordar e aquecer e saí. Estava mesmo muito frio mas quanto mais andava menos frio sentia. Deixei-me levar. Até que, ja a meio do parque, vi umas pequenas pegadas no meu caminho e curiosa como sou, resolvi segui-las. de repente ouço um miar no meio dos arbustos, onde o rasto das pequenas pegadas terminava, e dei de caras com um gatinho preto de olhos verdes muito meiguinho e esfomeado. O meu instinto levou-me a pegar nele e leva-lo para casa. Caminhei em passo acelerado rumo a casa como gatinho ao colo, que tremia como varas verdes. Tinha parado de miar, talvez por se sentir confortável no meu colo.

Chegada a casa, fui recebida pelo meu filhote que entretanto ja tinha acordado e estava a tomar o pequeno almoço com o meu marido. Ao ver o gatinho, o nosso pequenote ficou excitadíssimo e não coube em si de contente. Ja o meu marido, prontificou-se logo a dar leite ao gatinho para de seguida o levarmos ao veterinário.

Parece um sonho tornado realidade, não parece? 🙂

Deixo-vos com uma foto da nossa gata maria que esta em Portugal aos cuidados dos meus manos e mãe. A nossa gata foi resgatada da rua juntamente com os seus irmãos e fomos busca-la a uma loja de animais na Senhora da Hora ha 10 anos.

Foto da minha autoria

Este desafio foi criado pelo blog AS GAVETAS DA MINHA CASA ENCANTADA.

About Matilde Ferreira

A magia do Natal da minha infancia

Lembro-me como se hoje, na noite de Natal depois da ceia, o meu pai me levar a mim e ao meu irmão à rua, bem agasalhados, ver seí o Pai Natal, enquanto a minha mãe ficava em casa para receber o Pai Natal, o que queria dizer que era ela que colocava os presentes debaixo da árvore. Lembro-me que estava mesmo muito frio mas a excitação de olhar para o ceu para ver se víamos o velhinho de barbas brancas era muito maior. Quando voltávamos para casa, as luzes estavam apagadas, apenas as luzes da arvore iluminavam a mesma, o que tornava tudo muito mais magico. 🙂 E as prendas debaixo da arvore significavam que o Pai Natal ja tinha passado por nossa casa, e o mais incrível é que nos não tínhamos visto 🙂

Por volta dos 7 ou 8 anos, descobri os embrulhos de Natal escondidos no guarda-fatos do quarto dos meus pais… mas continuei a acreditar na magia do Natal. Descobrir que o Pai Natal eram os meus pais fez-me ainda mais acreditar na magia desta época, e hoje ainda mais.

Imagens da minha autoria

Hoje estou no blog da Sandra Monteiro, o Blue Strass, a falar sobre esta época magica 🙂 Passem por lá 😉

About Matilde Ferreira