Category Archives: Places

Turista na minha cidade

Em Maio de 2012 fiz de guia para uma colega francesa da empresa em que trabalhava na altura.

Imagem da minha autoria – Tabuleiro inferior da Ponte Dom Luis I

Depois do almoço num dos restaurantes na zona ribeirinha de Gaia, começamos pelas caves Burmester. Por incrível que pareça foi a segunda vez que entrei numas caves, a primeira tinha sido em 1994 nas caves da Taylors. Depois de percorrermos as caves, fizemos uma prova de vinhos, que nos soube mesmo bem.

Imagem da minha autoria – Caves Burmester
Imagem da minha autoria – Caves Burmester

No final da visita guiada ainda tivemos direito a uma prova de vinhos. Recomendo!

Imagem da minha autoria – prova de vinhos nas Caves Burmester

Atravessamos o tabuleiro inferior da Ponte Dom Luis I em direção à Ribeira. Subimos ate ao Museu do Mercado Ferreira Borges, mas como não tínhamos muito tempo decidimos subir a Rua Mouzinho da Silveira, ate à lindíssima Estação de S.Bento, onde nos perdemos a contemplar os seus maravilhosos azulejos e arquitectura. De seguida, subimos a Torre dos Clérigos, tendo sido a primeira vez que o fiz, acreditam? Custou mas valeu a pena. A vista la de cima é maravilhosa e indescritível.

Imagem da minha autoria – vista da cidade do Porto, do lado de Gaia

As imagens falam por si 🙂

Imagem da minha autoria – Serra do Pilar vista da Ribeira do Porto

A minha colega, que ja tinha estado na nossa cidade, continuava deslumbrada com esta vista 🙂

E ficou ainda mais quando entrou na nossa estação, que ela julgava que nao estava em funcionamento.

Imagem da minha autoria – Estação de S. Bento
Imagem da minha autoria – estação de S.Bento
Imagem da minha autoria – Estação de S.Bento

A subida da Torre… 🙂

Imagem da minha autoria – subida da Torre dos Clérigos
Imagem da minha autoria – jogo de sombras

Ao chegar la em cima, esperava-nos uma recompensa maravilhosa, uma vista de cortar a respiração 🙂 Dá vontade de tirar fotos a tudo, para não perder nenhum registo 🙂

Imagem da minha autoria – Jardim da Cordoaria
Imagem da minha autoria
Imagem da minha autoria – vista da cidade do cimo da Torre
Imagem da minha autoria – Universidade do Porto frente ao Jardim da Cordoaria

De cortar a respiração 🙂

Imagem da minha autoria – vista do Douro ate ao mar
Imagem da minha autoria – a cidade e o rio

Depois de descermos a Torre, fomos ate à Livraria Lello onde tivemos uma terrível experiencia, com o homem aos berros connosco para nao tirarmos fotografias… coisa que nem sequer estávamos a fazer. Acreditam que nunca mais pus la os pés? Fiquei extremamente envergonhada e ofendida, mais pelo facto da impressão transmitida à minha colega francesa… 🙁

Mas nem tudo foi mau, atravessamos a cidade para ir lançar ao mitico Cafe Majestic e assim usufruirmos da nossa recompensa por termos subido a Torre. Estava um dia muito quente e soube mesmo bem deliciar-nos com um gelado triplo 😀

Imagem da minha autoria – terror do Majestic
Imagem da minha autoria – fachada do Café
Imagem da minha autoria – a nossa recompensa 🙂

Com muita pena minha faltaram os Jardins do Palácio de Cristal, Serralves, Castelo do Queijo, Rotunda das Boavista e uma viagem de teleférico, ou de elétrico ou no funicular dos Guindais, mas uma tarde só não deu para mais 🙂

O que mais gostam na cidade do Porto? 🙂

About Matilde Ferreira

Fomos à praia das pedrinhas…

Imagem da minha autoria – Mar do Norte

…e gostamos tanto. Brighton superou as minhas expectativas. E o Lu adorou a praia. Porque tinha pedrinhas. A fazer lembrar as praias do norte de Portugal, que também têm pedrinhas junto ao mar. Foi mesmo muito bom sentir o cheiro da maresia e o som do mar. Agora percebo porque é a minha escritora preferida, Dorothy Koomson, escolheu esta cidade para morar. 🙂

Imagem da minha autoria – Praia de Brighton
Imagem da minha autoria
Imagem da minha autoria

Brighton é uma cidade tao rica e cheia de coisas para mostrar que nos faz ter vontade de voltar. 🙂

About Matilde Ferreira

Fomos à quinta :)

Imagem da minha autoria – Urban Farm Hounslow

E adoramos 🙂 Ja andavamos para o fazer ha muito tempo e aproveitamos este fim de semana prolongado de 4 dias para o fazer. Foi mesmo muito giro. Estar em contacto com a natureza e com os animais fez-me viajar ate à minha infância em casa dos meus avós. O Lu primeiro estranhou mas depois adorou andar la de um lado para o outro, como peixe na agua. Que maravilha! Dava vontade de pegar nos coelhinhos e nos pintainhos. E voltei a imaginar-me atras das galinhas e dos pintainhos dos meus avós. 😀

Nesta quinta urbana vimos cavalos, porcos, galinhas, pavões, coelhos, porquinhos da índia, tartarugas, pôneis, cabras, ovelhas, alpacas, entre outros. Da vontade de fazer festinhas a todos, mas alguns não podia ser.

Imagem da minha autoria – animais fofinhos
Imagem da minha autoria – mais animais fofinhos

Infelizmente esta quinta só tem um aspecto negativo, os aviões de Heathrow a sobrevoar, quase que em fila indiana, a quinta, o que deixava os animais, principalmente os mais pequeninos como os pintainhos e coelhos bastante assustados e agitados… espero que consigam resolver a situação muito em breve.

Imagem da minha autoria – avião acabado de levantar voo a sobrevoar a quinta
Imagem da minha autoria – Lu nas suas quintas 🙂

Ja visitaram alguma quinta urbana? 🙂

About Matilde Ferreira

Notre Dame…

Imagem retirada do Google

Estive em Paris há 25 anos. Vi esta obra-prima por fora, dentro de um bateau-mouche. Fiquei maravilhada e não foi para menos. Notre-Dame foi construída no século XII em estilo gótico. Um dos meus estilos arquitetônicos preferidos. Os seus vitrais são únicos e cheios de Historia e magia. Notre-Dame inspirou Victor Hugo na criação do seu Corcunda.

Notre-Dame sobreviveu a duas grandes guerras. Sabiam que os seus vitrais foram retirados e enterrados para não serem destruídos durante a guerra? Sabiam que os mesmos vitrais foram por alquimistas sob o conceito de cromoterapia. Os vidraceiros nao podiam apesar a receita das cores por escrito, como era passado por palavra, esse segredo foi perdido no tempo!

Image retirada do Google
Imagem retirada do Google

Porque deixaram arder Notre-Dame?

Imagem retirada do Google – manha de 16 de Abril de 2019 – rescaldo do incêndio de Notre Dame
Notre Dame em 1994 – imagem da minha autoria

About Matilde Ferreira

Vou Ali e Venho Já| Tóquio

Quando vi este desafio não resisti pois se há coisa que adoro fazer nos meus raros tempos livres é viajar através do Google Maps no modo street view. Aproveito para visitar sítios onde ja estive e onde vivi. E adorei saber que o primeiro destino deste desafio era Tóquio, pois adoro sushi e tenho muita curiosidade em conhecer o Japão.

Fiquei a conhecer muito mais do que ja imaginava sobre esta cidade.

Comecei por 2 dos pontos mais atractivos e turísticos da cidade: o Metropolitan Government Building, que é tão bonito tanto de noite como de dia, dando a ideia de que estamos noutra dimensão visto os edifícios parecerem tão futuristas, na minha opinião. Depois fui ate aos Jardins do Palácio Real em que podemos desfrutar de um ambiente de paz e harmonia bem no centro de uma grande cidade. 

Tokio Metropolitan Gouvernment Building – imagens retiradas do Google Maps Street View
Imperial Gardens – imagens retiradas do Google Maps Street View

Outras duas atrações turísticas sao a SkyTree Tower e a Tokio Tower, gostei de ambas, mas a minha preferida é a SkyTree.

Tokio Tower- imagens retiradas do Google Maps Street View

Sky Tower – imagens retiradas do Google Maps Street View

Como amante de sushi, tive de ir ate ao Mercado de Peixe Tsukiji, e fiquei a conhecer alguns restaurantes da zona que gostava muito de experimentar.

Tsukiji Fish Market – imagens retiradas do Google Maps Street View

Um facto curioso não sabia que Tóquio também tinha uma estatua da liberdade, em Osaiba, que fica num sitio lindíssimo e com uma vista deslumbrante. 

Osaiba Liberty Statue – imagens retiradas do Google Maps Street View

Não podia deixar de explorar o Circuito de Suzuka, como eterna apaixonada de Formula 1 muito por causa de Ayrton Senna que ganhou 2 Grandes Prêmios no Japão nos anos de 88 e 93, quase que eram 3 mas 89 foi desclassificado. 

Suzuka Circuit – imagens retiradas do Google Maps Street View

Para quem gosta, Tóquio também tem um Disney Resort

Disney Resort – imagens retiradas do Google Maps Street View

Fiquei também fascinada com as estações de metro, e destaco as de Shinjuku, Shin-Okubo e Harajuku.

imagens retiradas do Google Maps Street View

Por ultimo mas não menos importante, não pude deixar de ir à famosa zona dos reclames luminosos, Kabukichu.

imagens retiradas do Google Maps Street View

Apesar de ser no Oriente, Tóquio é uma cidade muito cosmopolita e com fortes inspirações no Ocidente. 

Ja conheciam este desafio? 😉

Gostaram de conhecer Tóquio desta forma virtual? Costumam utilizar o modo street view do Google Maps?


About Matilde Ferreira