Category Archives: Amor

Rumo à Aventura

Foram umas ferias merecidas que souberam a pouco, pois o Louis trouxe uma infeção viral da escola que o deixou de cama com febre alta. Infelizmente só se manifestou nos últimos dias das frias e nós tivemos um compromisso em Exeter, no sul de Inglaterra, que não podemos mesmo desmarcar. Mas com bom senso conseguimos gerir a situação. E também com muitos mimos à mistura. :)Em breve falarei um pouco da nossa estadia nesta cidade.

Os miúdos andam cansados e desmotivados, muito por culpa da Pandemia. Estes dois últimos anos foram carregados de pressão e stress. E não é só o Louis que se sente assim, o melhor amigo dele também só quer ficar em casa no sofá a ver televisão 🙁 Uma das coisas que o Louis mais gosta é de criar e dar largas à sua imaginação, e fico feliz que não tenha perdido esse estimulo 🙂 Um dos filmes preferidos dele é o UP e um destes dias apanhei-o assim, a ver o filme: haja criatividade, não acham? 😉

Apesar de tudo ainda conseguimos fazer duas actividades durante a semana. No domingo, dia 13, fomos ver a peça The Tiger Who Came To Tea, de Judith Kerr, no Teatro local. O Louis adorou e sabia a historia de cor 🙂 A meio da semana, na quarta-feira, aproveitamos para ir ver o Grufallo, da Julia Donaldson “em carne e osso” hehe 😀 Esta é também das historias preferidas do Louis, leu tantas vezes que acabou por a saber de cor e salteado 🙂 De seguida e a pedido dele, apanhamos o Underground ate à sua cidade preferida Uxbridge, onde compramos um balão estrela azul e apanhamos o red bus doubledecker de regresso a casa, não sem antes passar no “Donalds” para almoçarmos 🙂

E com isto, Fevereiro chegou ao fim e damos inicio ao meu mês: Março 🙂 Isto está a passar tão rápido, não acham? 😀

About Matilde Ferreira

Uma Aventura… no Carro Azul

caravana+carro+gelado

Férias, finalmente! Esta semana o Louis está de férias, pois bem precisa e Férias para ele são sinal de acampar 🙂 Ele até sonha com isso 🙂

Num destes dias de manha, mal acordou, chegou ao pe de mim a dizer: Mami, mami, eu sonhei que tínhamos ido acampar no nosso carro azul a pilhas 😀 (É a maneira dele dizer que o nosso carro é elétrico, a bateria, e comer muitos gelados 😀 Eu disse-lhe que so podíamos acampar nas ferias grandes do Verão pois tínhamos mais tempo mas podíamos fazer outro tipo de surpresa como por exemplo ir almoçar ao seu sitio preferido. Conseguem adivinhar qual é? O Louis adora pasta e gelado por isso é muito fácil e simples de agradar 🙂 Sim, o Louis adora restaurantes italianos 🙂

E agora vamos aproveitar bem a semana de ferias pois esta vai ser bem curta e vai terminar com uma surpresa numa Aventura no carro azul 🙂 Conseguem adivinhar onde vamos? 🙂 Uma pista: tem areia 🙂

Este desafio foi criado pelo blog As Gavetas da Casa Encantada.

About Matilde Ferreira

Celebrar o Amor

E porque faço por ser uma boa menina, o meu Rui ofereceu-me uma prenda que eu sempre quis ter, desde pequenita. 🙂

Aqui está ela, uma FujiFilm Mini9, cor de rosinha, pois claro está (a cor foi escolha do marido, pois por mim não me importava que ela tivesse as cores do arco-íris). Acho magico a forma como a foto sai destas maquinas automaticamente 🙂 Obrigada, Andreia, pela inspiração, tinhas razão 😉

O Amor está nas pequenas coisas e gestos. 🙂 Seja nos detalhes de beijinhos, abraços ou xis-coração 🙂 Sao estes que nos fortalecem e nos fazem acreditar no verdadeiro sentido da Vida. 🙂

Na sexta-feira, aproveitamos que o Rui teve o dia livre por dispensa da empresa e fomos comemorar no nosso sitio preferido, no sitio onde nos sentimos bem, por ser muito cozy, como os ingleses dizem 🙂 Fomos a um pub, chamado White Hart, aqui na zona que ja frequentamos desde que estamos cá em Londres… há quase uma década 🙂 Nem acredito. E por ser sexta-feira a ementa foi fish and chips, que é tradição cá da ilha 🙂 E com direito a uma sobremesa deliciosa, cheesecake de manga, que estava divinal 🙂 Ah o marido escolheu chocolate caramel fondant para partilharmos juntamente com o cheesecake.

E para hoje temos mais miminhos comprados na loja Card Factory para nos divertirmos-nos mais logo 😀 A ementa será risotto de camarão elaborado pelo chef Pai Rui 🙂

Amem-se muito 🙂

About Matilde Ferreira

Mudar Faz Bem

E ajuda tanto. 🙂 Ano Novo, Vida Nova, Novo Eu. Estava mesmo a precisar de mudar, e nada melhor do que voltar a minha cor preferida de cabelo. Sinto-me mesmo bem de cor ruiva. Para alem de enaltecer a cor verde dos meus olhos, sinto-me mais natural, mais eu. E ja para nao falar que me confundem com uma irlandesa, como umas senhoras francesas pensaram, em 2008, quando estive em Lyon.

Esta cor de cabelo anima-me, sinto-me mais sexy e mais solta, mais livre 🙂 Estava mesmo a precisar depois da operação que me ajudou a libertar do sofrimento destes últimos 20 anos. Tão bom! E foi com ela que pintei o cabelo pela primeira vez, ha mais de 20 anos atras, no inicio do ano de 2000, quando sai da Depressão. Na altura tive a ajuda da minha mãe que pagou 10 contos (50€, ainda faltavam 2 anos para deixarmos o escudo). E pensar que agora so custou 6£. 😀

Gosto muito de red hair women. 🙂 As minhas referencias no mundo das super-heroínas da Marvel são a Wanda e a Medusa, chorei quando cortaram o seu cabelo a esta ultima… 🙁

Porque para gostarem de nós, temos de sermos nós a faze-lo primeiro 🙂

About Matilde Ferreira

O Meu Pai

O meu pai era um homem simples e humilde, com os seus defeitos como qualquer ser humano. das melhores recordações que tenho é do meu pai gravar-me a cantar as musicas das Doce, O Sobe sobe balão sobe da Manuela Bravo, Eu vi um sapo entre outros êxitos da minha infância. 🙂

O meu pai não tinha muito mas sempre fez tudo para não deixar faltar nada à sua familia. Eu adorava ir com ele ao Hospital São João, no 78, sempre que ele ia dar sangue, e no fim as enfermeiras davam-me sempre um lanchinho, um pacote de bolachas maria e um sumo ou leite achocolatado 🙂 Sabia pela vida 🙂

O meu pai trabalhou a vida toda para não faltar nada à sua familia, e chegou à idade da reforma o trabalho deu-lhe um cancro na bexiga fruto dos anos em que andou a inalar vapores dos vernizes que usava devido à sua profissão como polidor de moveis, sem qualquer tipo de proteção. 🙁 Antes de ser operado o meu pais, que nunca teve medo de hospitais, estava com receio e eu disse-lhe ao telefone, daqui de Londres, que ia tudo correr bem, sempre com o meu optimismo natural. E correu, a operação foi um sucesso, conseguiram remover o cancro sem causar danos, pois este ainda estava na fase inicial mas o pior veio depois… o meu pai não resistiu a uma infecção hospitalar e acabou por não resistir… deixaram-no morrer sozinho e o pior, mandaram-no para a morgue sem insistirem em avisar os familiares 🙁 O Meu Pai nao merecia ser tratado assim depois de tanto ter contribuído para o o SNS com 40 de dador de sangue.

O meu pai faleceu ha quase 7 anos, 1 ano antes do nascimento do neto, Louis. Demos-lhe este nome em homenagem ao vô Luis que será sempre a estrelinha que guia o neto. E sabem o que mais? É isso que conforta o meu coração 🙂

About Matilde Ferreira