Tag Archives: Criatividade

Que ideia fantastica!

A Lego juntou-se ao Ikea para, juntos darem largas à imaginação de miúdos e graúdos.

E estas caixas cheias de magia tornaram-se o brinquedo preferido do nosso Louis. Como não? Voltei aos meus tempos de criança, sabiam que a minha mae me trazia um caixa de legos, das mais baratinhas, sempre que eu ficava doente? Parecia que ajudava a eu ficar melhor. 🙂

Legos são a melhor invenção de sempre para aumentar a nossa criatividade, sem sombra de duvidas.

E verdade seja dita, são uma grande ajuda para sermos independentes e desenrascados para a idade adulta 😀

Ja têm a vossa BYGGLEK? 😀

*este post nao é patrocinado*

About Matilde Ferreira

O coelho e a raposa 🐰🦊

Estes são os bonecos preferidos do Louis. Lembram-vos de alguma historia em especial? O Louis adora a raposa do Peter Rabbit, por isso escolheu estes dois peluches para serem os seus melhores amigos. Anda sempre com eles de um lado para o outro, seja para contar historias, “tomar chá”, hora da papa ou da naninha. 🙂

Imagem da minha autoria

Entretanto na floresta…

-Onde vais com tanta pressa?- perguntou a Raposa ao Coelho.

-Tenho de me despachar, não posso falar agora- respondeu Coelho.

-Posso te acompanhar? – perguntou novamente a Raposa.

-Não te ponhas com segundas intenções, raposinha – disse o Coelho, desconfiado- olha que eu sou muito rápido, para alem de estar sem paciência para as tuas “brincadeiras”.

-Tem calma, Coelho, eu só quero fazer amigos… Sabes que desde o tempo do Principezinho que me sinto muito sozinha… – disse a Raposa com um ar triste.

-Pois acredito, mas eu tenho imensa pressa pois não tarda nada começa a chover e eu tenho de levar cenouras para casa para alimentar os meus filhotes que devem estar cheio de fome.

-Eu ajudo-te. Assim como assim nao tenho nada para fazer.

-Está bem, mas tens de me prometer que te portas bem.

-Combinado.

O coelho corria muito rápido e a raposa tinha muita dificuldade em o acompanhar até que começou a chover torrencialmente e tiveram de parar.

-Assim nunca mais vou conseguir levar comida para os meus filhotes- disse o Coelho, muito triste.

-Calma, disse a Raposa- vais ver que quando a chuva parar o arco-iria vai-te mostrar o caminho.

E assim foi, depois de algum tempo a chuva deu lugar a um belo arco-íris que mostrou o caminho para uma pequena quinta onde havia uma pequena horta cheia de cenouras.

A Raposa ajudou o Coelho a colherem algumas cenouras sem serem vistos, e nova Minho para casa consolaram-se a comer duas grandes cenouras cada um.

Ao chegarem a casa do Coelho, este disse:

-Muito obrigada por me teres ajudado, Raposa, o que posso fazer te retribuir?

-Seres meu amigo basta-me.

Dito isto a Raposa virou costas e foi-se embora.

De repente o Coelho chamou-a e disse: -Gostava de te convidar para tomares um cha ca em casa e conheceres a minha familia.

A Raposa aceitou muito tímida, e foi assim que deram inicio a uma bela Amizade.

About Matilde Ferreira

Storyteller Dices| A Bruxa e o Rei

Hoje trago-vos mais uma historia criada com a inspiração dos dados contadores de historias.

Lancei os dados e saíram estas palavras 🙂

Espero que gostem 😉

Imagem da minha autoria

Era uma vez uma bruxa tão má, mas tão má que vivia longe de tudo e de todos pois toda a gente tinha medo dela e ninguém conseguia se aproximar dela. Diz quem se lembra, que ela esconde um segredo que esta escrito numa carta que ela guarda religiosamente no seu livro de feitiços.

Certo dia o rei, que andava por ali a caçar, nas imediações do castelo da bruxa, decidiu aventurar-se e confrontar a bruxa.

-Que queres daqui?- perguntou a bruxa ao rei.

-Fiquei curioso e gostava de saber como te sentes por viver aqui sozinha longe de tudo e de todos…

-Aprendi a gostar e viver de estar sozinha para não fazer mal a ninguém…

-A ninguém ou a ti?…

-Sabes, eu tenho um segredo…

-Um segredo, como assim?…

-Sim, esta aqui guardado no meu livro de feitiços

O rei ficou ainda mais curioso, e num movimento rápido sacou do livro à bruxa, deixando cair a carta com o segredo dela. Esta apanhou a carta e disse em voz alta:

-Tenho a habilidade da transformação, posso me transformar ou aos outros naquilo que eu quiser. E a ti, rei, vou-te transformar num sapo!

-Croac! Croac! – exclamou o rei. – Porque fizeste isto?…

-Se me deres o teu maior tesouro, eu desfarei o feitiço – respondeu a bruxa – estas a ver esta ampulheta? O tempo dela é o teu prazo, e o feitiço só se desfará quando passar a estrela cadente.

-Aqui tens a minha coroa e o meu anel de diamantes do reino. – disse o rei.

-Não! – retorquiu a bruxa – Estas tão enganado, esse não e o teu maior tesouro…

O rei ficou confuso…

-O teu maior tesouro – continuou a bruxa – é a tua filha! A bruxa revelou que o seu maior segredo foi ter perdido a sua filha que morreu ainda criança com uma doença muita grave.

Num passe de magica, a filha do rei apareceu no castelo da bruxa. A princesa estava assustada, e ainda mais ficou quando ouviu o sapo falar: “Filha, nada temas” e este saltou para o colo da filha, que movida de coragem deu um beijo na face do sapo, e nesse mesmo instante o rei voltou à forma humana. Quanto à bruxa ficou tão furiosa ao ponto de ficar verde de raiva e se transformar ela própria em sapo e desaparecer nas profundezas da floresta.

O rei e a princesa voltaram aliviados para o seu castelo, e o seu povo pode viver em paz e sem medo.


About Matilde Ferreira

Desafio Gratidão| Semana 11: A Criatividade

Sem caos não ha criação…

Desde miúda que adoro criar… com legos 🙂 Lembro de passar horas entretida a fazer as minhas construções :)Fico embevecida ao ver o meu filhote entretido a fazer as suas torres de legos 🙂  Mas por incrível que pareça quando a professora da primaria nos pedia para fazermos um desenho livre eu tinha algumas dificuldades em preencher o vazia da folha branca. Parecia que a criatividade não aparecia quando devia… o mesmo acontece em adulta. A minha criatividade só aparece em horas menos próprias, ou seja as 3 da matina, quando eu devia estar a dormir. Ou então quando estou no duche. Agora dou por mim a ter inúmeras ideias quando estou no banho… Caramba, e que não da jeito nenhum pois não posso levar nem papel nem o telemóvel para a agua… Também vos acontece o mesmo?… Digam que sim para eu não me sentir tão sozinha. Hehe 😀

Podem  acompanhar este desafio da Gratidão criado pela Liliana Silva do blog Silver Wing aqui .

About Matilde Ferreira

DiY| Sugestões de prendinhas

Este fim de semana estive entretida a ajudar a minha vizinha a fazer umas lembrancinhas de Natal para ela oferecer aos familiares mais distantes. E eu gostei tanto do resultado que decidi partilhar convosco este DIY tão simples 🙂

Vão precisar de:

– bolinhas de Natal de varias cores que podem encontrar na Primark

– saquinhos coloridos de organza. (comprei na Amazon) 

– fitinhas de seda coloridas. (Amazon)

– cartolinas de varias cores. Amazon)

– tesoura de Zig-zag.

Criatividade e imaginação.

As cartolinas e tesoura são para fazer as etiquetas/ tags onde podem escrever os nomes das pessoas a quem querem oferecer as lembranças. 

Desde ja peço desculpas pelas fotos mas eu estava tão entusiasmada que me esqueci de tirar fotos em condições.

Gostaram da sugestão? 😉 Eu adorei o resultado final 🙂

About Matilde Ferreira