Desafio Gratidão| Semana 31: A Cidade

Costumo dizer que tenho as minhas duas cidades sao irmãs por serem tao parecidas e por encontrar ca em Londres detalhes e pormenores que me relembram o meu Porto.

Amo tanto o Porto, a cidade que me viu nascer, como Londres, a cidade que me adoptou. Falei delas aqui e aqui no cantinho da Cris Loureiro. Falo delas de coração cheio. E recomendo a toda a gente que queira visita-las. Vão ver que não se vão arrepender.

Foto da minha autoria Rotunda da Boavista, Dezembro de 2016

Do Porto guardo recordações muito boas, desde a minha infância ate à idade adulta. O meu sitio preferido da cidade são os Jardins do Palácio de Cristal. Sempre que regresso à minha cidade sinto-me de coracao cheio.

Fotografia da minha autoria Picadilly Circus, Setembro de 2014

De Londres continuo a ter tanto para descobrir que cada vez fico mais fascinada por esta cidade. Sempre que saio desta cidade, fico cheia de vontade de voltar.

 

Podem  acompanhar este desafio da Gratidão criado pela Liliana Silva do blog Silver Wing aqui .

Qual ou quais são as vossas cidades preferidas? 😉

About Matilde Ferreira

Mudar… por Cris Loureiro

Alô, alô! Sou a Cris e hoje regresso ao Cantinho da Tily. Se quiserem ver o que a Matilde tem a dizer sobre Londres deem um pulinho ao meu blog, ela está por lá.

A forma como cada um encara a mudança é muito pessoal, há quem tenha medo, há quem a ache excitante, há quem a evite a todo o custo, há quem a encare com naturalidade, há quem nunca a ponha sequer em causa, há quem esteja sempre a pensar nela… No meu caso eu não nego, não vou dizer que não tenho algum receio em mudar e não pondere e seja cautelosa em especial porque já não sou só eu, elas, as minhas filhas, têm um enorme peso em qualquer resolução e são elas que me levam muitas vezes a não arriscar.

Desde a idade adulto que encaro a mudança de forma bastante positiva, na minha perspetiva se decido mudar é porque não estou bem como estou e portanto irei contra uma insatisfação qualquer pelo que a ideia de mudança por si só gera esperança, contentamento e positividade. Mudei de Lisboa para o Porto e fui mais feliz, mudei do Porto para Londres para ser mais feliz e neste mudar realizei um grande sonho, por esse sonho mudei-me para Rochester e por outro sonho irei voltar a mudar mas ainda não é hora porque desta vez não sou apenas eu, sou eu (ele) e elas.

Mas mudar nem sempre envolve mudar de casa, de país ou cidade. Mudar de emprego é igualmente uma mudança que normalmente nos deixa ansiosos e receosos. Para mim mudar o meu ramo de atividade, mentalizar-me dessa mudança e render-me a ela foi um processo lento que me levou a onde estou hoje mas foi uma mudança que não envolveu apenas a parte prática de deixar de fazer uma coisa para fazer outra. Neste caso foi uma mudança interior acima de tudo e uma aceitação disso mesmo. Pensar que iria colocar um curso de cinco anos, muitos euros, desgaste, stress e muito, muito sacrifício de lado não foi tarefa fácil, foi uma grande luta interior. Aqui valeu-me a minha capacidade de análise, de entender o que era verdadeiramente importante para mim e de aceitar que nós próprios mudamos e o que um dia foi importante para nós, também pode mudar. As minhas prioridades passaram a ser outras e eu acabei por mudar para aquilo que ia mais de encontro à minha realidade atual onde o tempo e disponibilidade para a minha família assumiam o topo das prioridades.

Mudar é sempre um desafio mas a mudança traz crescimento e se a colocamos em perspetiva significa que algo não está a funcionar plenamente pelo que a mudança tem apenas de ser encarada com esperança e otimismo. Boas mudanças!

Foto da Cris Loureiro

Muito muito obrigada, querida Cris, por esta interação tão boa entre os nossos blogues 🙂

Espero que gostem tanto quanto eu estou a gostar desta troca de posts 🙂

About Matilde Ferreira

It’s Summer Time…

… e por isso mesmo está na altura de abrandar com os posts diários aqui no Cantinho, tambem para bem da minha inspiração e criatividade. 🙂 Mas vocês não se vão ver livres de mim assim com duas tretas. 😉 Vou deixar aqui posts dia sim dia não, (às segundas, quartas, sextas e domingos)  conforme a minha disponibilidade. 🙂

Espero que entendam, que continuo por aqui convosco mas a meio gás 🙂 Escrever para vocês faz-me muito bem por isso estamos sempre juntos 🙂

Agora vamos la aproveitar o Verão 🙂

Boas ferias e divirtam-se!

 

About Matilde Ferreira

E o melhor dia para…

…casar 🙂 É o 30 de Junho 🙂

Vou pedir ao Quim para mudar a letra pois o nosso dia é quando a gente quiser hehe 🙂

Pois é apesar de ja me sentir casada, eu e o Rui resolvemos por tudo no papel 😀 So por causa das coisas 😛 Este ano fazemos 13 anos de relacionamento, foi ha 13 anos que nos nos conhecemos, mas eu ainda lhe dei luta, foi preciso um Verão inteiro para nos conhecermos pessoalmente, sim conhecemos por estas bandas da internet, ainda nao existia facebook 😀 Somos mesmo da velha guarda 🙂 Ate que um dia, mais precisamente no dia 2 de Outubro de 2005 aceitei o pedido dele para namorar, junto ao Senhor da Pedra. E assim temo-nos aturado e amado muito com muita cumplicidade e… muita conversa. Ah pois, o segredo de uma relação esta na conversa. Lembro-me que os mais pais falavam muito um com o outro, quer dizer o meu pai desabafava e a minha mãe escutava-o mas ela quando falava também não se calava hehe 🙂

E pensar que eu não queria perder a amizade do Rui e no fim das contas mais do que meu companheiro ele é também o meu melhor amigo 🙂

E é incrível ha mais ou menos um ano atras, pensar que um casal nosso conhecido nos aconselhou a não casarmos e passados seis meses também casaram… é bom pensar que causamos boas influencias 😛 

E agora vou so ali dizer mais uma vez Sim 🙂

 

 

 

 

About Matilde Ferreira