Category Archives: Desafios

Modo Vá Para Fora Cá Dentro

Cornualha. Um pequeno grande paraíso no sul de Inglaterra. Fomos de mini-ferias e ja temos saudades do nosso cantinho à beira-mar plantado. Azul-Verde-Mar. Paisagens relaxantes e de prender a respiração. Estávamos mesmo a precisar disto. 🙂 4 dias de mini-ferias e de retiro.

Ficamos numa casa de turismo rural, os chamados lodges como se diz aqui, numa pequena localidade chamada Bude em Kilkhampton . Cada vez mais prefiro ficar numa casa do que num hotel. É mais intimo e pessoal, ao contrario dos hotéis. E fez-nos tão bem que ate o potty training do Louis funcionou às mil maravilhas. Tivemos a sorte de ser um sitio pet friendly e assim podemos levar o nosso Ginger connosco que também se portou lindamente. 🙂 Sentido-nos em casa 🙂

Marhamchurch – Widemouth Bay

Que rica prainha. Mesmo com tempo encoberto soube mesmo bem caminhar na areia molhada e sentir o cheiro da maresia. E o Louis mais uma vez adorou brincar com as pedrinhas e conchinhas.

Uma vista de cortar a respiração, que dá vontade de ficar aqui para sempre 🙂

Forrabury and Minster Slaughter Bridge

De seguida rumamos ao sitio da Lenda do Rei Artur. Quem não conhece a famosa historia da espada Excalibur? O Louis sentiu-se um rei no pequeno parque de diversões existente no recinto Arthurian Centre. Fizemos uma pequena caminhada ate chegarmos à famosa pedra e soube mesmo sentir o sossego e a paz da Mae Natureza. É um sitio lindo e muito relaxante onde podemos ouvir as aguas do Rio Camel e desfrutar dos jardins da Lady Charlotte Falmouth.

KIng’s Arthur Stone

No sábado fomos a Bodmin onde visitamos a maior igreja da Cornualha, St Petroc’s Church. Almoçamos no centro da cidade e depois fomos dar uma volta a um parque, onde o Louis fez amizade com um esquilo a quem deu o resto da sua maça, e depois disso voltamos ao local onde fomos felizes e eu ja vos aqui neste post.

Sobre o sitio mágico do Museum of Witchcraft and Magic onde o Louis se deliciou com os saborosos gelados da Cornualha, e nós, os crescidos também 🙂 O que mais me fascinou foi a forma como as pessoas se deixam levar ate à pitoresca vila de Boscastle e voltar sempre. Se eu pudesse mudava-me hoje mesmo para este sitio que chama por mim de forma tão natural. Quem disse que as bruxas são más? Eu própria sinto-me meia bruxa, às vezes. Se não quase sempre 😀 O medo do desconhecido não me assiste. 🙂 Adoro tudo o que esteja relacionado com com o mundo da magia. Acho que se tivesse vivido na Idade Media tinha sido queimada na fogueira, se calhar ate fui para quem acredite em reencarnação 🙂

Pelo meio consolamo-nos com as tradicionais pasties, os típicos pasteis de massa quebrada recheados com, carne, queijo e cebola ou batata. Uma curiosidade: sabiam que estes pasteis foram criados como marmita para os os homens irem trabalhar para o campo? E as bordas da massa não se comiam pois serviam apenas para os homens segurarem no pastel com as mãos sujas.

Também comemos o famoso Fish and chips que nos soube mesmo talvez por estarmos mais próximos do mar 😀 Sabiam que esta refeição teve origem portuguesa nos inícios do século XVI?

E claro, que eu tinha de experimentar o famoso Cream Tea, uma variante do Afternoon Tea, típico e originário desta zona 🙂

Foram dias maravilhosos neste pequeno paraíso a sudoeste de Inglaterra, do qual nos não queríamos sair e havemos de tornar a voltar 🙂

E assim demos por terminado um Verão diferente mas muito intenso 🙂

Mesmo em tempo de pandemia, conseguimos tirar uns dias em segurança para repor energias 🙂

E na viagem de regresso o GPS fez-nos esta surpresa para fugirmos ao transito: Passamos por Stonehenge

Stonehenge – imagem da minha autoria

Ficaram com vontade de visitar? 🙂

Como foram as vossas ferias? 🙂

About Matilde Ferreira

Storyteller Dices d’As Gavetas| Sabores do Coração

Voltar ao sitio onde fomos felizes. Tão bom. Mal saímos do carro o Louis reconheceu logo onde tínhamos estado no dia anterior. “Ice cream, please” disse ele no seu sotaque britânico. 🙂

Os melhores gelados aqui do Reino são da Cornualha. Depois de termos ido à praia, procuramos no mapa o Witchcraft Museum, que traduzido à letra, é o Museu das Bruxarias, que nos levou ate Boscastle, um sitio cheio de paz e magia. Senti-me no meu mundo.

Imagem da minha autoria – Witch Crafts Museum

Cernuno. Conhecem? Deus com chifres segundo os estudos celtas.

Por baixo da estatua do Deus e do gato preto, que eu adorei, estava um poço com a seguinte inscrição:

Lucky wishing well / Poço da sorte e dos desejos

By this coin / Que esta moeda

My wish fulfill / Cumpra o meu desejo

For the well is filled / O poço está cheio

By the witches will! / Por vontade das bruxas!

Todas as moedas atiradas para o poço são doadas para a Cornwall Air Ambulance e o Museu tem orgulho em poder contribuir com a sua parte para que os helicópteros e as “vassouras” continuem a sobrevoar os seus da Cornualha.

E é claro que o Louis atirou 2 moedinhas e ficou todo contente 🙂 Ja estão a ver o que é que ele pediu, claro: Ice-cream! Hehe 😀

Um sítio mágico, que nos atrai e nos faz querer voltar e querer ficar ali para sempre, como se nos tivesse lançado um feitiço ou talvez sejam os gelados, segundo o Louis. Talvez um dos ingredientes sejam pós de perilimpimpim que fazem com que as pessoas gostem tanto deste lugar e queiram voltar sempre 🙂

Qual é vosso sabor de gelado preferido? 🙂

E se o que desejariam se estivessem ao pé de um poço dos desejos? 🙂

Este desafio foi criado pelo blog AS GAVETAS DA MINHA CASA ENCANTADA.

About Matilde Ferreira

Storyteller dices d’As Gavetas| O balão sobe no céu estrelado…

O balão do Louis sobe sobe sobe pelo ar… 🙂

Sobe sobe balão sobe vai pedir aquela estrela que me deixe lá morar e sonhar… 🙂

Quando o Louis era bebe costumava cantar-lhe a primeira musica, personalizando com o nome dele, para o adormecer 🙂 E quando era da idade dele adorava e andava sempre a cantar a segunda 🙂

Noite de São João. O céu estava repleto de estrelas. E o Louis corria de um lado para o outro com o seu balão, todo contente. Quando de repente, o vento puxou o balão e fez com que este se soltasse da mãozita do pequenote… Veio ter comigo a choramingar, dei-lhe um abraço e um beijinho, ao qual ele retribuiu com o seu sopro tao característico, a forma dele dar beijinhos. Comecei a cantar-lhe a segunda musica, e o Louis ficou tão encantado que acabou por adormecer no meu colo, a olhar para as estrelas 🙂

Nota: O Louis ainda não teve a oportunidade de viver a festa do Sao Joao mas mal podemos esperar para que isso aconteça 🙂 E nem de propósito este post é publicado, precisamente um mes depois do aniversário do Louis.

Este desafio foi criado pelo blog As Gavetas da Minha Casa Encantada.

About Matilde Ferreira

Desafio: Um Erro Inocente|The Ice Cream Girls

Dorothy Koomson propôs o desafio e eu aceitei de imediato. Li este livro ha 10 anos atras em português. Estou neste momento a ouvi-lo em ingles. O meu livro preferido desta autora. Este livro causa-me um turbilhão de emoções. Quero entrar na Historia. Parece que estou dentro da Historia. Parece que estou a viver as emoções da personagens. Tenho vontade de as abraçar e protege-las do homem que lhes tirou a inocência… Peço desculpas pelo spoiler.

Durante a adolescência, Poppy Carlisle e Serena Gorringe foram as únicas testemunhas de um trágico acontecimento. Entre aceso debate público, as duas glamorosas adolescentes viram-se a braços com os tribunais e foram apelidadas pela imprensa de “As Meninas do Gelado”. 
Anos mais tarde, tendo seguido percursos de vida muito diferentes, Poppy está decidida a trazer ao de cima a verdade sobre o que realmente sucedeu, enquanto Serena, esposa e mãe de dois filhos, não pretende que ninguém do presente desvende o seu passado. Mas é impossível enterrar alguns segredos – e se o seu for revelado, a vida de ambas voltará a transformar-se num inferno… 
Emocionante e enternecedora, esta história fará com que nos perguntemos se alguma vez poderemos conhecer verdadeiramente aqueles que amamos.

Retirado do GoodReads

Como disse, Dorothy Koomson lançou o desafio nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook. Procurem pelas hashtags #GotMine and #TheIceCreamGirlsReadalong

O desafio começa hoje, segunda-feira, dia 25 e termina no final da semana. E há prêmios. O novo livro da escritora, All My Lies Are True, que é a sequela deste, e ainda um bonito saco.

Enquanto escrevo este post, estou a ouvir o livro e estou a gostar bastante da experiencia. “Ouvir” um livro é bastante relaxante e inspirador. Estou mesmo rendida ao ebook, claro que não vou deixar de ler livros físicos, mas o ebook é bem mais pratico para o dia-a-dia desta mãe a tempo inteiro 😀

Ja leram este livro ou algum livro desta escritora? 🙂

About Matilde Ferreira

Desafio Alma Lusitana| Dia do Autor Português

A Andreia do blog As Gavetas da Minha Casa Encantada teve a ideia e eu fiquei cheia de vontade de responder, pois a causa é muito nobre a fim de comemorar o Dia do Autor Portugues.

Mas desde já peço desculpas por não conseguir ler a maior parte dos livros da minha lista. Não só por falta de tempo mas também estar fora de Portugal e ser-me mais difícil obter as obras que pretendo ler. Mas acredito que hei-de conseguir, ate porque agora tenho a ajuda de um kindle, oferta do maridão, e assim fica mais facil ler obras portuguesas. Mais tarde falarei sobre esta nova aquisição.

=CATEGORIAS=

PORTO – Um autor que nunca tenhas lido, mas que está na tua lista: Miguel Esteves Cardoso: quero muito ler esta coleção do autor. 🙂 Miguel Esteves Cardoso não tem papas na lingua e escreve com alma e talvez por isso me desperta tanto o interesse. Espero que nunca se canse de escrever e que a inspiração jamais lhe falhe ate ao ultimo suspiro, e que este seja daqui a muitos e muitos anos.

Imagens retiradas do site da Wook

AVEIRO – Um livro para morar: O Nosso Reino de Valter Hugo Mãe: Enquanto lia esta historia, dei por mim na minha infância em casa dos pais e avós. Voltei atrás no tempo. E foi bom e engraçado. As personagens lembraram-me as minhas avós e tias, que sempre que passavam pela cruz de Cristo benziam-se. 🙂

Podem ler o review deste livro aqui.

Imagem da minha autoria

COIMBRA – Um livro do teu autor preferido: A Formula de Deus de Jose Rodrigues dos Santos: gosto de livros que me façam pensar, e este esclareceu-me tanto mas tanto. Não me canso de o recomendar.

Imagem retirada do Google – o meu está em Portugal

ERICEIRA – Um livro que te transporta para uma zona do país que gostas: A Formula de Deus que nos transporta para a beleza de Coimbra

GUIMARÃES – Um livro que deveria ter uma adaptação cinematográfica: Indecisa entre O Nosso Reino de Valter Hugo Mãe e A Formula de Deus de Jose Rodrigues dos Santos. Porque me “tele-transportaram” para as suas historias, foi como se eu fizesse parte delas, por isso acho que dariam bons filmes.

SINTRA – Um livro de poesia: Sonetos de Luis Vaz de Camões. O maior poeta português. Sempre me inspirou para a poesia e continua a inspirar. Este poema continua a fazer muito sentido nos tempos que correm.

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.

Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança;
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem, se algum houve, as saudades.

O tempo cobre o chão de verde manto,
Que já coberto foi de neve fria,
E em mim converte em choro o doce canto.

E, afora este mudar-se cada dia,
Outra mudança faz de mor espanto:
Que não se muda já como soía.

BRAGANÇA – O primeiro autor que leste: Sophia de Mello Breyner Andersen: A Menina do Mar, A Fada Oriana, O Cavaleiro da Dinamarca são livros que me marcaram muito pois ensinaram-me a ler, a sonhar ainda mais e a dar asas à minha imaginação. Ja leram algum destes?

Imagem da minha autoria

GAIA – Um livro infanto-juvenil: Colecção Uma Aventura de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada: Li a coleção toda num Verão da minha adolescência, gostei tanto de viajar com as 5 personagens e os dois cães através do nosso belo país e aprendi tanto com eles.

Imagem retirada do Google

LISBOA – Um livro que mencione outras expressões artísticas: Afectivamente – GNR: esta banda traz-me tão boas recordações. Sempre que ouço deixo-me levar ate ao final da minha adolescência. Pronuncia do Norte transporta-me sempre até a cidade do Porto, percorro mentalmente a ponte Dom Luis até à Ribeira, perdendo-me com a bela paisagem da cidade. Sangue Oculto faz-me dançar e cantar como se nao houvesse amanha e Dunas leva-me ate à praia de Sophia de Mello Breyner Andersen e Eça de Queiroz, a Praia da Granja. Tenho mesmo de ler este livro sofre a Historia da primeira banda rock portuguesa.

Imagem retirada do Google

BRAGA – Um livro passado na tua estação do ano preferida: O Tecido do Outono de Alçada Baptista – mais um livro para adicionar às minhas leituras. Nunca li nada deste autor mas a sinopse chamou-me a atenção.

Imagem retirada do Google

Filipe casara ainda jovem com Matilde, mas nunca fora capaz de classificar a relação de ambos. Aos trinta anos encontra Bárbara, uma mulher que partilha com ele a procura incessante pela esfera do divino. Com ela vive uma forte paixão pautada, no entanto, pelo fatalismo. Só então, magoado, redescobre Matilde, também ela agora com algumas cicatrizes…

ÓBIDOS – O livro com a capa mais bonita: O meu 💙 só tem uma cor de Joana Marques – Mais um livro que me diz muito e por ter vivido todas emoções que a Joana fala no livro. Tenho muito orgulho em todas as vitorias e glorias que o meu/nosso F.C. do Porto me deu ao longo destes 30 anos. E nem de propósito, o nosso Louis hoje acordou a cantar o hino todo do nosso clube 🙂

Imagem da minha autoria

Categoria Extra criada por mim conforme pedido pela AndreiaSÃO MIGUEL – AÇORES – Uma personagem: Falei deste livro aqui Gostei tanto da personagem da Guidinha Caderninho, talvez por me ter identificado muito com ela quando eu era pequenina.

O review está aqui.

Desde ja peço mais uma vez desculpas se fui repetitiva nas escolhas, mas tanto a Formula de Deus como O Nosso Reino são livros que me dizem bastante, espero que compreendam assim como o numero de livros lidos ser muito inferior ao livro de livros que quero ler. Desculpa, querida, Andreia. ❤️

E vocês, quais sãos vossos autores portugueses preferidos? Têm muitos livros para ler? 🙂

About Matilde Ferreira