Tag Archives: Porto

Magia do Outono em…

Londres e no Porto. As minhas cidades ficam ainda mais bonitas nesta estação do ano. Magia. As duas cidades ficam cheias de magia com as cores típicas desta altura do ano.

No Porto, eu gostava de passear pelos Jardins do Palacio de Cristal, e disfrutar da vista do Rio Douro, passear pelos tapetes de folhas secas. Também gosto muito do Jardim da Cordoaria que nesta altura do ano se veste com pompa e circunstancia de tons avermelhados, alaranjados e amarelados. Ou ir até à Rua de Sta. Catarina e sentir o cheiro quente das castanhas assadas e acabar a percorrer a rua com um cartuxo na mão, enquanto nos deliciamos a come-las.

Cá em Londres temos por habito ir ate ao St. James Park ou Hyde Park dar comida aos esquilos que se preparam para hibernar. 🙂

Quanto ao clima, deixei que ca cheguei que não noto grandes diferenças pois no Porto quando faz frio, faz mesmo frio, deve ser por isso que me sinto em casa, cá em Londres. À excepção de que estou um pouco mais longe do mar…

Deixo-vos com algumas actividades para fazer em Londres e no Porto.

E apesar da pandemia, se tomarmos as devidas precauções, podemos fazer estas actividades em segurança. Principalmente sair de casa e ir dar um passeio até ao parque ou jardim 🙂

About Matilde Ferreira

Há males que vêem mesmo por bem…

Sei que pode ser mau eu dizer isto mas acreditem que é… Infelizmente é mesmo isto que eu penso… 🙁 Com este lockdown os níveis de poluição diminuíram em varias partes do planeta. E finalmente as minhas preces forma ouvidas em relação aos aglomerados fora do normal na cidade do Porto. Não é que eu não goste de turismo, mas nem 8 nem 80… E a maioria das pessoas parece que adora exageros. Eu não gosto de confusões. Sinto-me claustrofóbica no meio de muita gente, gosto de sossego e silencio na medida do possível.

As minhas duas cidades, Porto e Londres, estão desertas. E eu sinto-me bem com esta paz de espirito. Por incrível que pareça sentia-me mais incomodada com os aglomerados do Porto do que de Londres, talvez por morar mais distante do centro de Londres do que quando morava perto da zona ribeirinha da cidade invicta. Talvez por a minha cidade natal ser mais pequena e se sentir mais o sentimento de claustrofobia mesmo estando fora de casa… ja estou a divagar, peço desculpas…

Espero que as pessoas, depois disto, aprendam a dar o valor 🙂 O planeta agradece 😉

About Matilde Ferreira

RePost: As minhas duas cidades

Escrevi este post ha mais de 4 anos, em Maio de 2014 mas o sentimento é o mesmo. Porto e Londres, as minhas duas cidades. O meu coração está dividido entre as duas. É uma sentimento que não se explica mas é tão bom. As minhas duas cidades têm mais em comum do que o se possa pensar. A bruma da nevoeiro que as deixa tao belas quanto nostálgicas. O simbolismo dos seus monumentos. A beleza das suas ruas. Cada recanto cheio de historia. As suas luzes que ficam ainda mais magicas nesta altura do ano.

Estas duas cidades que me dizem tanto, uma viu-me nascer e a outra acolheu-me para viver.

São os meus lugares do coração, as minhas casas, sei que tanto Londres como o Porto me vao acolher sempre que eu quiser e precisar 🙂

About Matilde Ferreira

Parece coisa de desenho animado…

…mas nao é. E atraves de uma pesquisa no Google, constatei que te método de assaltos a bancos é muito comum… no Brasil. Assaltou banco no Porto com um papel na mão. E logo uma dependência do Novo Banco… Era caso pra dizer, que ladrão que rouba ladrão tem 100 anos de perdão, mas o crime nunca compensa 😉

Imagem retirada do Google

About Matilde Ferreira

Turista na minha cidade

Em Maio de 2012 fiz de guia para uma colega francesa da empresa em que trabalhava na altura.

Imagem da minha autoria – Tabuleiro inferior da Ponte Dom Luis I

Depois do almoço num dos restaurantes na zona ribeirinha de Gaia, começamos pelas caves Burmester. Por incrível que pareça foi a segunda vez que entrei numas caves, a primeira tinha sido em 1994 nas caves da Taylors. Depois de percorrermos as caves, fizemos uma prova de vinhos, que nos soube mesmo bem.

Imagem da minha autoria – Caves Burmester
Imagem da minha autoria – Caves Burmester

No final da visita guiada ainda tivemos direito a uma prova de vinhos. Recomendo!

Imagem da minha autoria – prova de vinhos nas Caves Burmester

Atravessamos o tabuleiro inferior da Ponte Dom Luis I em direção à Ribeira. Subimos ate ao Museu do Mercado Ferreira Borges, mas como não tínhamos muito tempo decidimos subir a Rua Mouzinho da Silveira, ate à lindíssima Estação de S.Bento, onde nos perdemos a contemplar os seus maravilhosos azulejos e arquitectura. De seguida, subimos a Torre dos Clérigos, tendo sido a primeira vez que o fiz, acreditam? Custou mas valeu a pena. A vista la de cima é maravilhosa e indescritível.

Imagem da minha autoria – vista da cidade do Porto, do lado de Gaia

As imagens falam por si 🙂

Imagem da minha autoria – Serra do Pilar vista da Ribeira do Porto

A minha colega, que ja tinha estado na nossa cidade, continuava deslumbrada com esta vista 🙂

E ficou ainda mais quando entrou na nossa estação, que ela julgava que nao estava em funcionamento.

Imagem da minha autoria – Estação de S. Bento
Imagem da minha autoria – estação de S.Bento
Imagem da minha autoria – Estação de S.Bento

A subida da Torre… 🙂

Imagem da minha autoria – subida da Torre dos Clérigos
Imagem da minha autoria – jogo de sombras

Ao chegar la em cima, esperava-nos uma recompensa maravilhosa, uma vista de cortar a respiração 🙂 Dá vontade de tirar fotos a tudo, para não perder nenhum registo 🙂

Imagem da minha autoria – Jardim da Cordoaria
Imagem da minha autoria
Imagem da minha autoria – vista da cidade do cimo da Torre
Imagem da minha autoria – Universidade do Porto frente ao Jardim da Cordoaria

De cortar a respiração 🙂

Imagem da minha autoria – vista do Douro ate ao mar
Imagem da minha autoria – a cidade e o rio

Depois de descermos a Torre, fomos ate à Livraria Lello onde tivemos uma terrível experiencia, com o homem aos berros connosco para nao tirarmos fotografias… coisa que nem sequer estávamos a fazer. Acreditam que nunca mais pus la os pés? Fiquei extremamente envergonhada e ofendida, mais pelo facto da impressão transmitida à minha colega francesa… 🙁

Mas nem tudo foi mau, atravessamos a cidade para ir lançar ao mitico Cafe Majestic e assim usufruirmos da nossa recompensa por termos subido a Torre. Estava um dia muito quente e soube mesmo bem deliciar-nos com um gelado triplo 😀

Imagem da minha autoria – terror do Majestic
Imagem da minha autoria – fachada do Café
Imagem da minha autoria – a nossa recompensa 🙂

Com muita pena minha faltaram os Jardins do Palácio de Cristal, Serralves, Castelo do Queijo, Rotunda das Boavista e uma viagem de teleférico, ou de elétrico ou no funicular dos Guindais, mas uma tarde só não deu para mais 🙂

O que mais gostam na cidade do Porto? 🙂

About Matilde Ferreira