Tag Archives: Karaoke

Desafio 3+1| Tily de A a Z

Quando tive conhecimento deste novo tema deste desafio lembrei-me do jogo do stop que fazíamos na nossa adolescência, nos intervalos das aulas ou nas folgas. Memórias boas e felizes.

Imagem cedida pelo blog Thirteen

Amor– O mundo, a humanidade esta a precisar de mais amor, amor próprio! Quando amamos vemos o mundo muito mais bonito.

Beleza– A verdadeira beleza é a interior, a verdadeira beleza é aquela que atrai gentileza.

Cafe– Cafe desperta-me, cha aconchega-me.

Dar– Fico de coração cheio quando dou, ofereço alguma coisa.

Esperança– É a ultima a morrer. Cada vez tenho mais certezas disso. Mesmo quando estamos quase a desistir, é nesses momentos que ganhamos forças para seguir em frente e acreditar. ja falei de Esperança aqui e aqui.

Felicidade– Outra palavra que ja falei muito por aqui. A Felicidade nao se procura, é um estado de alma. A Felicidade vem ao nosso encontro quando menos esperamos, so temos de estar atentos para a receber.

Gatos– Adoro felinos. Sempre tive gatos desde a infancia. Gosto de caes mas identifico-me mais com a personalidade independente dos gatos. ja decidimos que a prenda do próximo aniversario do Lu vai ser um gatinho, pois tambem ele adora gatos, nos Açores fartou-se de fazer festinhas aos gatos que encontrava na rua, que por sinal eram muito doceis.

Humor– Rir é o melhor remedio. Adoro ouvir as gargalhadas do meu filhote. Gosto de rir com o Herman Jose, com os Monty Python, com o Nuno Markl, o Ricardo Araujo Pereira, a Joana Marques e o Bruno Nogueira.

Inveja– Odeio inveja… Mas porque é que as pessoas não são felizes com a própria vida? 🙁

Julho– o mês dos meus dois amores. O mês do meu falecido pai. Sempre gostei deste mes para tirar ferias em vez de Agosto. Julho e Setembro sempre foram os meus meses preferidos para tirar ferias, apesar de uma das minhas ferias favoritas em Valhelhas e Amarante, terem sido na primeira quinzena de Agosto.

Karaoke– Tenho saudades de cantar karaoke. Apesar de não cantar grande coisa, tenho boas recordações das minhas cantorias em bares à tarde ou à noite.

Louis| Londres – Um sonho tornado realidade como ja falei aqui. O nosso filhote. Um bebe proveta muito desejado e muito esperado. Foi uma longa batalha mas valeu bem a pena. | Outro sonho tornado realidade. Londres é um mundo dentro de um mundo mundo. Sou completamente apaixonada por esta cidade que tanto revejo na minha cidade de origem o meu Porto. Seja pelo clima, ambas têm o típico nevoeiro, como pela arquitectura e pelas suas ruas. De Londres gosto dos seus museus e parques que ja falei por aqui. Gosto do seu multiculturalismo e da sua Historia. Uma cidade que ja ja passou por muita coisa desde a Revolução Industrial ate ser bombardeada na Segunda Grande Guerra. Recomendo vivamente a quem quiser visitar.

Matilde – Aprendi a gostar do meu nome. Acreditam que eu era a única Matilde na minha sala da Primaria? Quando aparecia um texto da Matilde Rosa Araujo toda a gente se ria a dizer que era eu. Ficava toda envergonhada mas hoje tenho muito orgulho do meu nome. A minha madrinha chamava-se Matilde, e a madrinha dela, neta do Eça de Queiroz também se tinha este nome. Hoje fico muito contente por ser dos nomes mais escolhidos para meninas em Portugal.

Neve– Gosto tanto de ver a neve cair. Gosto tanto de ver tudo branquinho. So tive oportunidade de a ver de perto no ano passado mas valeu bem a pena a espera, parece que ela estava a espera que o Lu nascesse para eu a ver 🙂

Orgulho– Tenho orgulho no ser humano que sou, no meu filho, no meu marido, na minha mãe que continua a ser um grande exemplo para mim, orgulho nos meus manos, principalmente no mais novo que se esta a tornar num ser humano responsável e com os pés bem assentes na terra. Gostava de ser mais orgulhosa no sentido de saber dizer não mais vezes, mas acredito que agora estou no bom caminho. 🙂

Paz| Porto– Gosto de estar em paz comigo mesma, gosto de ficar no meu canto quando não estou bem para não incomodar os outros. Gosto da sensação de consciência tranquila e em paz quando me deito. É sem duvida, a melhor almofada. | A minha cidade, o meu Porto Sentido, o meu Porto de Abrigo. O lugar que me pertence e eu a ele. Sei que posso contar sempre com esta cidade para voltar. O meu clube que tantas vitorias e alegrias me deu. Continuo a acreditar na sua mística, pois para ganhar e preciso saber perder.

Qualidade/ Quantidade– Menos é mais. Não preciso de muito para ser feliz. Não preciso de muitos amigos, preciso daqueles com quem sei que posso contar e eles comigo.

Rui– Demorei a conhecer-te mas sempre acreditei em ti e no teu valor. É isso que me faz nao desistir de ti 😉

Saúde – “Sem saude nao ha trabalho” sempre ouvi a minha mae dizer. E eu tive de parar para a recuperar.

Tatuagem– Ainda não desisti de fazer pelo menos uma.

UK– Ser emigrante não é facil. 6 anos de vida no Reino Unido. Muita luta. Muitas batalhas ganhas. Foi mais um sonho tornado realidade. Se conseguimos viver aqui, conseguimos viver em qualquer parte.

Vida– o nosso bem mais precioso. O nosso tesouro. Viver um dia de cada vez é dar valor a este tesouro.

Wanderlust – (desculpa, Andreia mas adorei a palavra) – Amo viajar, se pudesse andava sempre de um lado para o outro. mas tambem o posso fazer através de um um bom livro, nada melhor do que viajar através das palavras de boas historias.

Xi-coração – Dizem que um abraço é terapêutico e alivia o stress. Eu adoro os xis sem contar do Lu e do marido ao final do dia.

Ying-Yang – Equilibro. Gosto de meio termo. Nem 8 nem 80. Nem tanto ao mar nem tanto à terra.

Zelo– Sou uma pessoa muito zelosa pelos meus. As vezes ate peco por excesso, em preocupação e ansiedade…

O que acharam do meu A a Z?

About Matilde Ferreira

Karaoke Times…

Dos tempos em que eu cantava Karaoke.. Ja la vão uns aninhos valentes , mais ou menos 15 🙂 Confesso que ja tenho saudades de pegar no microfone. Posso não cantar grande coisa, mas é uma sensação  que me faz bem a alma. Desligas o complicometro e deixas-te levar 🙂

Knew the signs
Wasn’t right
I was stupid for a while
Swept away by you
And now I feel like a fool
So confused,
My heart’s bruised
Was I ever loved by you?
Out of reach, so far
I never had your heart
Out of reach
Couldn’t see
We were never
Meant to be…

I have climbed the highest mountains
I have run through the fields
Only to be with you
Only to be with you.

I have run, I have crawled
I have scaled these city walls
These city walls
Only to be with you.

But I still haven’t found
What I’m looking for.
But I still haven’t found
What I’m looking for.

I have kissed honey lips
Felt the healing in her finger tips
It burned like fire
(I was) burning inside her.

I have spoke with the tongue of angels
I have held the hand of a devil
It was warm in the night
I was cold as a stone.

But I still haven’t found
What I’m looking for.
But I still haven’t found
What I’m looking for.

I believe in the Kingdom Come
Then all the colours will bleed into one
Bleed into one.
But yes, I’m still running.

You broke the bonds
And you loosed the chains
Carried the cross of my shame
Oh my shame, you know I believe it.

But I still haven’t found
What I’m looking for.
But I still haven’t found
What I’m looking for.

But I still haven’t found
What I’m looking for.
But I still haven’t found
What I’m looking for.

I wanna run, I want to hide
I wanna tear down the walls
That hold me inside.
I wanna reach out
And touch the flame
Where the streets have no name.

I wanna feel sunlight on my face.
I see the dust-cloud
Disappear without a trace.
I wanna take shelter
From the poison rain
Where the streets have no name
Where the streets have no name
Where the streets have no name.

We’re still building and burning down love
Burning down love.
And when I go there
I go there with you
(It’s all I can do).

The city’s a flood, and our love turns to rust.
We’re beaten and blown by the wind
Trampled in dust.
I’ll show you a place
High on a desert plain
Where the streets have no name
Where the streets have no name
Where the streets have no name.

We’re still building and burning down love
Burning down love.
And when I go there
I go there with you
(It’s all I can do).

See the stone set in your eyes
See the thorn twist in your side
I wait for you
Sleight of hand and twist of fate
On a bed of nails she makes me wait
And I wait, without you

With or without you
With or without you

Through the storm we reach the shore
You give it all but I want more
And I’m waiting for you

With or without you
With or without you
I can’t live
With or without you

And you give yourself away
And you give yourself away
And you give
And you give
And you give yourself away

My hands are tied
My body bruised, she’s got me with
Nothing to win and
Nothing left to lose

And you give yourself away
And you give yourself away
And you give
And you give
And you give yourself away

With or without you
With or without you
I can’t live
With or without you
Oh

With or without you
With or without you
I can’t live
With or without you

With or without you

Green light, seven eleven
You stop in for a pack of cigarettes
You don’t smoke, don’t even want to
I see you check your change
Dressed up like a car crash
The wheels are turning byt you’re upside down
You say when he hits you, you don’t mind
Because when he hurts you, you feel alive
Is that what it is?
Red lights, gray morning
You stumble out of a hole in the ground
A vampire or a victim
It depends on who’s around
You used to stay in to watch the adverts
You could lip sync to the talk shows
And if you look, you look through me
And if you talk it’s not to me
And when I touch you, you don’t feel a thing
If I could stay then the night would give you up
Stay, and the day would keep it’s trust
Stay, and the night would be enough
Faraway, so close
Up with the static and the radio
With satellite television
You can go anywhere
Miami, New Orleans, London, Belfast and Berlin
And if you listen I can’t call
And if you jump, you just might fall
And if you shout I’ll only hear you
If I could stay then the night would give you up
Stay then the day would keep it’s trust
Stay with the demons you drowned
Stay with the spirit I found
Stay and the night would be enough
Three o’clock in the morning
It’s quiet and there’s no one around
Just the bang and the clatter
As an angel runs to ground
Just the bang and the clatter
As an angel hits the ground

 

E voces, gostam de cantar? Digam-me onde, no carro, no duche, vale tudo 😀

 

 

About Matilde Ferreira