Um Filme… para ver de novo

A Raiz do Medo, ou no titulo original Primal Fear, que conta com a participação principal de Richard Gere e tem como banda sonora, a musica Canção do Mar, original de Amalia Rodrigues, cantada por Dulce Pontes.

Vi este filme em 2011, um pouco tarde pois este é do ano de 1996. Mas valeu a pena, pois gostei mesmo muito do filme, da sua mensagem e de todo o suspense existente do princípio ao fim dele. Richard Gere representa como um peixe na água.

Em Chicago, a morte de um arcebispo a facadas choca o público, atraindo a atenção da mídia local. Um advogado oportunista em busca de fama se oferece para defender o principal suspeito do crime, um adolescente pobre com problemas mentais.

Uma curiosidade: segundo me lembro de ouvir dizer, a musica foi escolhida pelo próprio Richard Gere que adora fado e tem uma profunda admiração por Dulce Pontes.

Fiquem com o som do filme 😉

Fui bailar no meu batel
Além do mar cruel
E o mar bramindo
Diz que eu fui roubar
A luz sem par
Do teu olhar tão lindo
Vem saber se o mar terá razão
Vem cá ver bailar meu coração
Se eu bailar no meu batel
Nao vou ao mar cruel
E nem lhe digo aonde eu fui cantar
Sorrir, bailar, viver, sonhar contigo
Vem saber se o mar terá razão
Vem cá ver bailar meu coração
Se eu bailar no meu batel
Nao vou ao mar cruel
E nem lhe digo aonde eu fui cantar
Sorrir, bailar, viver, sonhar contigo
Ja viram este filme? Lembram-se desta musica? 🙂

About Matilde Ferreira

Uma musica… de uma diva

Aretha Franklin faleceu esta semana com 76 anos, vitima de cancro. O meu mano Daniel relembrou-me desta diva,  de seu nome Tina Turner ou Anna Mae Bullock  que com 78 nos está aí para as curvas, fazendo ver muitas miúdas de 20 anos. Relembrei com carinho e emoção o filme que retrata a vida dela, o seu percurso e violência domestica que sofreu por parte do marido, Ike. Recomendo que vejam. Eu vi-o quando tinha 18 anos e marcou-me mesmo muito.

Mrs Hot Legs é o verdadeiro exemplo de que o que não nos mata torna-nos mais fortes, uma verdadeira guerreira que eu admiro bastante. Uma Mulher com M grande que passou por muito mas se tornou numa mulher forte e corajosa, e não desistiu.

You must understand though the touch of your hand
Makes my pulse react
That it’s only the thrill of boy meeting girl
Opposites attract
It’s physical
Only logical
You must try to ignore that it means more than that ooo
What’s love got to do, got to do with it
What’s love but a second hand emotion
What’s love got to do, got to do with it
Who needs a heart when a heart can be broken
It may seem to you that I’m acting confused
When you’re close to me
If I tend to look dazed I’ve read it someplace
I’ve got cause to be
There’s a name for it
There’s a phrase that fits
But whatever the reason you do it for me ooo
What’s love got to do, got to do with it
What’s love but a second hand emotion
What’s love got to do, got to do with it
Who needs a heart when a heart can be broken
I’ve been taking on a new direction
But I have to say
I’ve been thinking about my own protection
It scares me to feel this way oh oh oh
What’s love got to do, got to do with it
What’s love but a second hand emotion
What’s love got to do, got to do with it
Who needs a heart when a heart can be broken
What’s love got to do, got to do with it
What’s love but a sweet old fashioned notion
What’s love got to do, got to do with it
Who needs a heart when a heart can be broken
ooh got to do with it
(What’s love but a second hand emotion)
What’s love got to do, got to do with it
Who needs a heart when a heart can be broken
(What’s love got to do with it) got to do with it
(What’s love)
Dedico este post à minha mãe que faz hoje 66 anos e sempre gostou muito desta senhora. 

 

About Matilde Ferreira

A song to…

…deixo ao criterio da vossa imaginação hehe 😀

Ora aqui esta uma musica que ja não ouvia ha muito tempo…

Rita Lee sempre foi uma cantora muito controversa mas eu adoro esta musica pela sua letra simples e sincera 🙂

Amor é um livro
Sexo é esporte
Sexo é escolha
Amor é sorte
Amor é pensamento, teorema
Amor é novela
Sexo é cinema
Sexo é imaginação, fantasia
Amor é prosa
Sexo é poesia
O amor nos torna patéticos
Sexo é uma selva de epiléticos
Amor é cristão
Sexo é pagão
Amor é latifúndio
Sexo é invasão
Amor é divino
Sexo é animal
Amor é bossa nova
Sexo é carnaval
Amor é para sempre
Sexo também
Sexo é do bom
Amor é do bem
Amor sem sexo
É amizade
Sexo sem amor
É vontade
Amor é um
Sexo é dois
Sexo antes
Amor depois
Sexo vem dos outros
E vai embora
Amor vem de nós
E demora
Amor é cristão
Sexo é pagão
Amor é latifúndio
Sexo é invasão
Amor é divino
Sexo é animal
Amor é bossa nova
Sexo é carnaval
Amor é isso
Sexo é aquilo
E coisa e tal
E tal e coisa
Tenham um bom domingo cheio de boas vibes 😉

About Matilde Ferreira

Musicas da Minha Infancia

Longe vão os tempos em que eu andava com um microfone ligado a um pequeno radio a pilhas pela casa dos meus avos a cantar estas musicas 🙂

Esta primeira era a minha preferida… xobe xobe balão xobe

Sobe, sobe, balão sobe
Vai pedir àquela estrela
Que me deixe lá viver e sonhar
Levo o meu amor comigo
Pois eu sei que encontrei
O lugar ideal para amar

Podes não saber cantar
Nem sequer assobiar
Com certeza que não vais desafinar
Em play-back, em play-back, em play-back
Só precisas de acertar
Não tem nada que enganar
E assim mesmo, sem cantar vais encantar
Em play-back, em play-back, em play-back
Põe o microfone à frente
Muito disfarçadamente
Vai sorrindo, que é pra gente
Lá presente
Não notar!
Em play-back tu és alguém
Mesmo afónico cantas bem
Em play-back
A fazer play-back
E viva o play-back
Hás-de sempre cantar
Em play-back, respirar pra quê?
Quem não sabe também não vê
Em play-back
A fazer play-back
E viva o play-back
Dá pra toda uma soirée
Podes não saber cantar
Nem sequer assobiar
Com certeza que não vais desafinar
Em play-back, em play back, em play-back
Só precisas de acertar
Não tem nada que enganar
E assim

Uma da manhã
Um toque, um brilho no olhar
Duas da manhã
Dois dedos de magia
Às duas por três
Quem sabe onde isto irá parar
Quatro da manhã caindo
Um luar de lua lindo
Uma gota a mais
E o chão ia fugindo
Uma da manhã ei bem bom
Duas da manhã bem bom
Já três da manhã ei bem bom
Quatro da manhã bem bom
Cinco da manhã ei bem bom
Já seis da manhã bem bom
Sete da manhã ei bem bom
Oito da manhã bem bom
Café da manhã pra dois
Sem saber o que virá depois bem bom…

E o Lu também ja vai pelo mesmo caminho, para ja ainda e só o “papa a papa, papa a papa” e também gosta que eu lhe A Machadinha e o Mahna Mahna dos Marretas hehe. 

E voces, que musicas guardam da vossa infância?

About Matilde Ferreira