Category Archives: Songs

Queen!

Ca em casa andamos com as musicas dos Queen sempre na cabeça e na boca 😀 O Lu volta e meia acorda a cantar “Mammaaaa…” ou com o “tutututu…” do We Will Rock You” so visto ou gravado… tal como o meu pai andava sempre de gravador em punho para gravar as minhas cantilenas 😀

Semana passada, mais precisamente, sábado, 24 de Novembro, fez 27 anos que Freddie Mercury morreu… 🙁 após uma grande luta contra o vírus da SIDA mas sobre isso falamos noutra altura. Freddie viverá para sempre entre nós através da sua musica. Foi um ser humano exemplar e eu gostava que mais pessoas seguissem o seu exemplo. Ver estes miúdos e graúdos reagirem às musicas dos Queen fez-me sorrir. 🙂

O meu Lu ja não passa sem as musicas desta banda. Reaje muito naturalmente aos ritmos de todas as musicas, o que me deixa muito admirada. Fico com vontade de ficar a olhar para ele sem querer fazer mais nada de tanto prazer que me dá.

E vocês, como reagem à Musica de uma das das melhores bandas de sempre?

 

About Matilde Ferreira

It’s Xmas Time!

Está aberta a época natalícia e por isso hoje trago-vos uma das minhas musicas preferidas de sempre…

I’m driving home for Christmas
Oh, I can’t wait to see those faces
I’m driving home for Christmas, yea
Well I’m moving down that line
And it’s been so long
But I will be there
I sing this song
To pass the time away
Driving in my car
Driving home for Christmas
It’s gonna take some time
But I’ll get there
Top to toe in tailbacks
Oh, I got red lights on the run
But soon there’ll be a freeway yeah
Get my feet on holy ground
So I sing for you
Though you can’t hear me
When I get trough
And feel you near me
Driving in my car
I’m driving home for Christmas
Driving home for Christmas
With a thousand memories
I take look at the driver next to me
He’s just the same
Just the same
Top to toe in tailbacks
Oh, I got red lights all around
I’m driving home for Christmas, yea
Get my feet on holy ground
So I sing for you
Though you can’t hear me
When I get trough
Oh and feel you near me
Driving in my car
Driving home for Christmas
Driving home for Christmas
With a thousand memories
I take look at the driver next to me
He’s just the same
He driving home, driving home
Driving home for Christmas
Driving home for Christmas
Curiosidade: Eu julgava que fosse mais antiga mas afinal esta musica é do ano de 1999… 🙂
Gostam? 😉
Bom domingo 🙂

About Matilde Ferreira

Um Filme… para ver de novo

A Raiz do Medo, ou no titulo original Primal Fear, que conta com a participação principal de Richard Gere e tem como banda sonora, a musica Canção do Mar, original de Amalia Rodrigues, cantada por Dulce Pontes.

Vi este filme em 2011, um pouco tarde pois este é do ano de 1996. Mas valeu a pena, pois gostei mesmo muito do filme, da sua mensagem e de todo o suspense existente do princípio ao fim dele. Richard Gere representa como um peixe na água.

Em Chicago, a morte de um arcebispo a facadas choca o público, atraindo a atenção da mídia local. Um advogado oportunista em busca de fama se oferece para defender o principal suspeito do crime, um adolescente pobre com problemas mentais.

Uma curiosidade: segundo me lembro de ouvir dizer, a musica foi escolhida pelo próprio Richard Gere que adora fado e tem uma profunda admiração por Dulce Pontes.

Fiquem com o som do filme 😉

Fui bailar no meu batel
Além do mar cruel
E o mar bramindo
Diz que eu fui roubar
A luz sem par
Do teu olhar tão lindo
Vem saber se o mar terá razão
Vem cá ver bailar meu coração
Se eu bailar no meu batel
Nao vou ao mar cruel
E nem lhe digo aonde eu fui cantar
Sorrir, bailar, viver, sonhar contigo
Vem saber se o mar terá razão
Vem cá ver bailar meu coração
Se eu bailar no meu batel
Nao vou ao mar cruel
E nem lhe digo aonde eu fui cantar
Sorrir, bailar, viver, sonhar contigo
Ja viram este filme? Lembram-se desta musica? 🙂

About Matilde Ferreira

Uma musica… de uma diva

Aretha Franklin faleceu esta semana com 76 anos, vitima de cancro. O meu mano Daniel relembrou-me desta diva,  de seu nome Tina Turner ou Anna Mae Bullock  que com 78 nos está aí para as curvas, fazendo ver muitas miúdas de 20 anos. Relembrei com carinho e emoção o filme que retrata a vida dela, o seu percurso e violência domestica que sofreu por parte do marido, Ike. Recomendo que vejam. Eu vi-o quando tinha 18 anos e marcou-me mesmo muito.

Mrs Hot Legs é o verdadeiro exemplo de que o que não nos mata torna-nos mais fortes, uma verdadeira guerreira que eu admiro bastante. Uma Mulher com M grande que passou por muito mas se tornou numa mulher forte e corajosa, e não desistiu.

You must understand though the touch of your hand
Makes my pulse react
That it’s only the thrill of boy meeting girl
Opposites attract
It’s physical
Only logical
You must try to ignore that it means more than that ooo
What’s love got to do, got to do with it
What’s love but a second hand emotion
What’s love got to do, got to do with it
Who needs a heart when a heart can be broken
It may seem to you that I’m acting confused
When you’re close to me
If I tend to look dazed I’ve read it someplace
I’ve got cause to be
There’s a name for it
There’s a phrase that fits
But whatever the reason you do it for me ooo
What’s love got to do, got to do with it
What’s love but a second hand emotion
What’s love got to do, got to do with it
Who needs a heart when a heart can be broken
I’ve been taking on a new direction
But I have to say
I’ve been thinking about my own protection
It scares me to feel this way oh oh oh
What’s love got to do, got to do with it
What’s love but a second hand emotion
What’s love got to do, got to do with it
Who needs a heart when a heart can be broken
What’s love got to do, got to do with it
What’s love but a sweet old fashioned notion
What’s love got to do, got to do with it
Who needs a heart when a heart can be broken
ooh got to do with it
(What’s love but a second hand emotion)
What’s love got to do, got to do with it
Who needs a heart when a heart can be broken
(What’s love got to do with it) got to do with it
(What’s love)
Dedico este post à minha mãe que faz hoje 66 anos e sempre gostou muito desta senhora. 

 

About Matilde Ferreira