Category Archives: Songs

Quero é Viver!

A Vida deu-me uma segunda oportunidade com esta operação de auto-risco. Se eu já tinha aprendido a dar valor nestes últimos dez anos, então agora quero mesmo aproveitar o melhor desta vida. Não me sinto invencível, esta última batalha desta luta ainda não está ganha mas sinto que o pior já passou. 

A recuperação está a ser positiva apesar de já ter tido alguns sustos que me levaram a tomar penicilina e outro antibiótico, este último resultou  ajudou a cicatrizar internamente.

Chegou a altura de viver. Viver para mim e para a minha família. Aproveitar esta dádiva única que é a Vida. Quero muito ajudar pessoas e ajudar o nosso planeta, a nossa Casa. Quero continuar a fazer com que a minha mãe tenha orgulho em mim, para um dia quando eu já for bem velhinha a voltar a abraçar. Mas até lá ainda há muito para viver 🙂 

Vou viver
até quando eu não sei
que me importa o que serei
quero é viver
Amanhã, espero sempre um amanhã
e acredito que será
mais um prazer
e a vida é sempre uma curiosidade
que me desperta com a idade
interessa-me o que está para vir
a vida em mim é sempre uma certeza
que nasce da minha riqueza
do meu prazer em descobrir
encontrar, renovar, vou fugir ou repetir
vou viver,
até quando, eu não sei
que me importa o que serei
quero é viver
amanhã, espero sempre um amanhã
eacredito que será mais um prazer
a vida é sempre uma curiosidade
que me desperta com idade
interessa-me o que está para vir
a vida, em mim é sempre uma certeza
que nasce da minha riqueza
do meu prazer em descobrir
encontrar, renovar vou fugir ou repetir
vou viver
até quando eu não sei
que me importa o que serei
quero é viver,
amanhã, espero sempre um amanhã
e acredito que será mais um prazer

About Matilde Ferreira

Musicas que me lembram do meu Porto…

…e marcaram a minha adolescencia 🙂

Enquanto ouço estas musicas, imagino-me e recordo-me a passear pelas ruas da nossa cidade. E que saudades que eu sinto… Mas tenho as memórias que me aconchegam o coração 🙂

Estas são as musicas que representam, para mim, a cidade que me viu nascer 🙂

Quem vem e atravessa o rio
Junto à serra do Pilar
Vê um velho casario
Que se estende ate ao mar
Quem te vê ao vir da ponte
és cascata, são-joanina
Dirigida sobre um monte
No meio da neblina.
Por ruelas e calçadas
Da Ribeira até à Foz
Por pedras sujas e gastas
E lampiões tristes e sós.
E esse teu ar grave e sério
Dum rosto e cantaria
Que nos oculta o mistério
Dessa luz bela e sombria
Ver-te assim abandonada
Nesse timbre pardacento
Nesse teu jeito fechado
De quem mói um sentimento
E é sempre a primeira vez
Em cada regresso a casa
Rever-te nessa altivez
De milhafre ferido na asa
Há um prenúncio de morte
Lá do fundo de onde eu venho
Os antigos chamam-lhe renho
Novos ricos são má sorte
É a pronúncia do norte
Os tontos chamam-lhe torpe
Hemisfério fraco, outro forte
Meio-dia não sejas triste
A bússula não sei se existe
E o plano talvez aborte
Nem guerra em bairro ou corte
É a pronúncia do norte
É um prenúncio de morte
Corre um rio para o mar
Não tenho barqueiro nem hei de remar
Procuro caminhos novos para andar
Tolheste os ramos onde pousavam
Da geada as pérolas, as fontes secaram
Corre um rio para o mar
E há um prenúncio de morte
E as teias que vidram nas janelas
Esperam um barco parecido com elas
Não tenho barqueiro nem hei de remar
Procuro caminhos novos para andar
E é a pronúncia do norte
Corre um rio para o mar
E as teias que vibram nas janelas
Esperam um barco parecido com elas
Não tenho barqueiro nem hei de remar
Procuro caminhos novos para andar
É a pronúncia do norte
Corre um rio para o mar
Há luz na artéria principal
Ardem as chamas de dois sóis
Há luta na arena artificial
Corre o sangue, mato-me primeiro e a ti depois
Al huir de una investida
Es como saltar una hoguera
La barrera de fuego una frontera
Ao fugir da própria vida
Sem correr e sem saltar
Oculto o sangue que tenho para dar
Flores como la sangre
Correrán entre mis venas
Arden como el deseo
Tu prision y mis cadenas
Ao fugir da própria vida
Sem correr e sem saltar
Oculto o sangue que tenho para dar
Al huir de una investida
Es como saltar una hoguera
La barrera de fuego una frontera
Ao fugir de uma investida
Como saltar a fogueira
A barragem de fogo, uma fronteira
Al dejar la propria vida
Sin volver la pista atrás
Guardaré la sangre que tengo para dar
Al huir de una investida
Es como saltar una hoguera
La barrera de fuego una frontera
Ao fugir da própria vida
Sem correr e sem saltar
Oculto o sangue que tenho para dar
Ao fugir de uma investida
Es como saltar una hoguera
Uma barragem de fogo, uma fronteira
Al dejar la propria vida
Sin volver la pista atrás
Oculto o sangue que tenho para dar
Al huir de una investida
Es como saltar una hoguera
La barrera de fuego una frontera
Ao fugir da própria vida
Sem correr e sem saltar
Oculto o sangue que tenho para dar

About Matilde Ferreira

Rocketman

Sir Elton John, o cantor internacional preferido da minha mãe. Lembro-me de ficar pasmada com ela a ver o videoclip de Nikita.

As musicas de Elton John ficam na nossa cabeça por tempos infinitos e são intemporais. Em Rocketman podemos ver a forma como o cantor conseguiu dar a volta ao bullying e descriminação do qual foi vitima nos primeiros anos da sua vida. Elton é uma fonte de inspiração para a comunidade LGBT e para todos nos em geral, por se ter revelado, por ter mostrado o seu verdadeiro eu 🙂 Gostava que o Freddie tivesse tido a oportunidade de fazer o mesmo.

Extremamente talentoso mas muito tímido, o pianista prodígio Reginald Dwight muda seu nome para Elton John e torna-se uma estrela da música de renome internacional durante os anos 1970.

Deixo-vos com a minha musica do momento que não me tem sido da cabeça 🙂 O original é dos Pet Shop Boys mas eu adoro este cover 🙂

When I look back upon my life
it’s always with a sense of shame
I’ve always been the one to blame
For everything I long to do
no matter when or where or who
has one thing in common too

It’s a, it’s a, it’s a, it’s a sin
It’s a sin
Everything I’ve ever done
Everything I ever do
Every place I’ve ever been
Everywhere I’m going to
It’s a sin

At school they taught me how to be
so pure in thought and word and deed
They didn’t quite succeed
For everything I long to do
no matter when or where or who
has one thing in common too

It’s a, it’s a, it’s a, it’s a sin
It’s a sin
Everything I’ve ever done
Everything I ever do
Every place I’ve ever been
Everywhere I’m going to
It’s a sin

Father forgive me
I tried not to do it
Turned over a new leaf
then tore right through it
Whatever you taught me
I didn’t believe it
Father you fought me
‘cause I didn’t care
and I still don’t understand

So I look back upon my life
forever with a sense of shame
I’ve always been the one to blame
For everything I long to do
no matter when or where or who
has one thing in common too

It’s a, it’s a, it’s a, it’s a sin
It’s a sin
Everything I’ve ever done
Everything I ever do
Every place I’ve ever been
Everywhere I’m going to I
It’s a sin

Ah e ja me esquecia deste dueto com a Dua Lipa que eu adoro com uma das suas musicas mais conhecidas: Cold Heart, originalmente chamada Sacrifice:) Eu adorava o videoclip 🙂

It’s a human sign
When things go wrong
When the scent of her lingers
And temptation’s strong
Cold, cold heart
Hardened by you (oh)
Some things lookin’ better, baby
Just passin’ through (no, no, no, no, no)
And I think it’s gonna be a long, long time
‘Til touchdown brings me ’round again to find
I’m not the man they think I am at home
Oh no, no, no
And this is what I should have said
Well I thought it, but I kept it hid
Cold, cold heart
Hardened by you (oh)
Some things lookin’ better, baby
Just passin’ through (no, no, no, no, no)
And I think it’s gonna be a long, long time
‘Til touchdown brings me ’round again to find
I’m not the man they think I am at home
Oh no, no, no (no, no, no, no, no)
And this is what I should have said
Well I thought it, but I kept it hid
Cold, cold heart (oh)
Hardened by you
Some things lookin’ better, baby (oh)
Just passin’ through (no no, no, no, no)
And I think it’s gonna be a long, long time
‘Til touchdown brings me ’round again to find
I’m not the man they think I am at home
Oh no, no, no (no, no, no, no, no)
And this is what I should have said (and I think it’s gonna be a long, long time)
(‘Til touchdown brings me ’round again to find)
Well I thought it, but I kept it hid (I’m not the man they think I am at home)
(Oh no, no, no) (no, no, no, no, no)
Sugar (oh)
Sugar
Sugar (oh)
Sugar
(No, no, no, no, no)

About Matilde Ferreira

Playlist do Momento

Para hoje trago-vos a minha playlist para relaxar e terminar o ano da melhor maneira 🙂

Com as vozes de Tony Bennett e Lady Gaga, não podia estar em melhor companhia 🙂

Descobri esta dupla no Instagram e fiquei rendida. O Louis adora e farta-se de dançar ao som destas vozes únicas. Alias ele volta e meia lembra-se de pedir para por a tocar 🙂

E vocês, o que andam ouvir? 😉

Feliz 2022!!!

About Matilde Ferreira

Quando ouves uma musica…

… numa serie e ficas com ela na cabeça por tempos infinitos. Ja vos aconteceu? Ouvi esta musica na serie Lupin que recomendo como ja falei aqui. Esta é intemporal. No gênero soul, transportam-nos para as épocas dos anos 50 e 60. Como eu gostava de ter vivido nessa altura. 🙂

Now if you feel that you can’t go on
Because all of your hope is gone
And your life is filled with much confusion
Until happiness is just an illusion
And your world around is crumblin’ down
Darling, reach out, come on girl, reach on out for me
Reach out, reach out for me
I’ll be there, with a love that will shelter you
I’ll be there, with a love that will see you throughWhen you feel lost and about to give up
‘Cause your best just ain’t good enough
And you feel the world has grown cold
And you’re drifting out all on your own
And you need a hand to hold
Darling, reach out, come on girl, reach out for me
Reach out, reach out for me
I’ll be there, to love and comfort you
And I’ll be there, to cherish and care for you
I’ll be there, with a love that will see you through
I’ll be there to love and comfort youI can tell the way you hang your head
You’re without love and now you’re afraid
And through your tears you look around
But there’s no peace of mind to be found
I know what you’re thinkin’
You’re alone now, no love of your own
But darling, reach out, come on girl, reach out for me
Reach out
Just look over your shoulder
I’ll be there, to give you all the love you need
And I’ll be there, you can always depend on meI’ll be there, to give you all the love you need
I’ll be there, you can always depend on meI’ll be there

About Matilde Ferreira