Category Archives: Sociedade

A Coroa

Imagem retirada do Instagram

Acabei de ver a terceira temporada de The Crown em modo maratona. E aguardo com ansiedade a quarta temporada em que vamos conhecer Margareth Thatcher e a Princesa Diana. Dois ícones muito importantes da Historia Britânica.

Cresci a admirar A Rainha Isabel II, não consigo imaginar o mundo sem ela. Uma fonte de inspiração. Não consigo imaginar o mundo sem ela, apesar de estar consciente, e ela tambem que o dia dela vai chegar. E quando esse dia chegar, o mundo e a Grã-Bretanha ja estão preparados, dentro dos possíveis. Até já existe uma Operação com o nome de código London Bridge com os seguintes passos:

1- O Primeiro-Ministro será contactado.

2- “London Bridge is down” (London Bridge caiu) será a frase falada nos noticiários, conversas telefônicas e mensagens de segurança. Quando o pai da Rainha morreu, George VI foi utilizado “Hyde Park Corner” e “Tay Bridge para os planos fúnebres da Rainha Mãe e da Princesa Diana.

3- As notícias serão internacionalizadas em um ‘local não revelado’ em Londres.

4- Newsflash. Com os governos informados, a seguir será a imprensa mundial.O anúncio da morte da rainha Elizabeth será divulgado simultaneamente em um noticiário para a Press Association e outros meios de comunicação globais.

5- Aviso preto nos portões do Palácio de Buckingham.Um lacaio de roupas de luto prenderá um aviso preto nos portões do Palácio de Buckingham.

6- Braçadeiras pretas serão colocadas.Braçadeiras pretas medindo três e um quarto de polegada de largura serão usadas no braço esquerdo.

7- O site do Palácio de Buckingham entrará no modo de luto. Ao mesmo tempo em que os avisos públicos saem do lado de fora, o site do palácio é atenuado, tornando-se uma única página respeitosa, com texto em fundo escuro.

8- A BBC começará a usar um sistema especial.RATS significa ‘sistema de transmissão de alerta por rádio’ – é algo que a maioria dos funcionários da BBC aparentemente já viu em testes.Começou a vida na década de 1930 e foi projetado para resistir a um ataque ao país.Normalmente nunca usado, nada mais será confiável para espalhar a notícia sobre a morte da rainha.

9- Corrida para cobertura de notícias. “Sra. Robinson”, aparentemente, é um codinome para a morte da rainha na ITV e na Sky há anos.Jornais como o Guardian e o The Times têm histórias pregadas na parede de escritórios em Kings Cross e London Bridge, prontas para serem lançadas quando o anúncio é importante.Aparentemente, grandes empresas já foram assinadas por emissoras, aparentemente assegurando especialistas da realeza de forma exclusiva nos dias que antecederam o funeral.

10- ‘Luzes obit’ azuis para rádios comerciais entrarão em uso.Gosta de ouvir as radios Magic ou Heart FM?O primeiro sinal de que algo está errado pode ser uma música triste chegando ao rádio.Nos bastidores da sua estação de rádio favorita, um sistema de luzes azuis deveria ter começado a piscar.As ‘luzes de obit’ são testadas uma vez por semana e alertam o DJ para dar as notícias o mais rapidamente possível.Até as estações de rádio do hospital têm listas de reprodução apropriadas preparadas.

11- Gravatas pretas no noticiário da TV.Os programas agendados serão interrompidos na sua TV (se as pessoas ainda assistem televisão regularmente a essa altura).BBC One, Two e Four se fundem, desbotando as notícias.O hino nacional tocará em segundo plano, os leitores aparecerão vestidos de terno preto e gravata preta.Um padrão real será exibido na tela.Não haverá dúvida da gravidade da situação.

12- As pessoas vão voltar para casa do trabalho mais cedo.Este será popular com muitos de vocês, mesmo que as notícias sejam sombrias – a morte da rainha provavelmente significará que muitas pessoas voltarão para casa do trabalho mais cedo.Vai depender de quando, no dia em que as notícias forem anunciadas. E, claro, o que você faz para viver.Mas um clima de luto nacional exigirá que muitas empresas e locais de trabalho sejam fechados.

13- Pilotos dirão aos passageiros.Se você estiver na pista no aeroporto de Heathrow ou Gatwick, as notícias podem ser muito boas para você pelo piloto de sua aeronave.No dia do anúncio, haverá um senso de urgência sombria.

14- Se a rainha estiver no estrangeiro, um caixão será levado para ela. Se a rainha estiver numa visita estrangeira quando ela passar? Um jato BAe 146 do esquadrão n ° 32 da RAF, conhecido como Royal Flight, decolará de Northolt, no extremo oeste de Londres, com um caixão a bordo. Os agentes funerários reais, Leverton & Sons, mantêm o que eles chamam de “caixão da primeira chamada” pronto em caso de emergências reais.

15- Corpo voltará à sala do trono do Palácio de Buckingham.Não importa quando ou onde ocorrerá a morte da rainha, seu corpo será levado de volta à sala do trono no Palácio de Buckingham. Haverá um altar, o estandarte real e quatro guardas de granadeiro com chapéus de pele de urso, os quais, obviamente, serão inclinados por respeito.

16- Príncipe Charles tornar-se-á rei.Em algum momento, quando os planos secretos se desenrolam ao seu redor, o príncipe Charles perceberá que ele é rei.Seus irmãos vão beijar cerimoniosamente suas mãos.Charles terá uma grande voz sobre alguns aspectos dos dias após a morte de sua mãe.Outras partes dos procedimentos serão definidas após anos de planejamento.Será no chamado ‘D + 1’ – um dia após a morte – que Carlos será oficialmente proclamado rei.Ele falará suas primeiras palavras como monarca no Palácio de St James.

17- Equipas de notícias se reunirão em locais pré-acordados.Os cabos de fibra ótica funcionam sob o Mall, permitindo que as emissoras façam suas coisas em ocasiões especiais como o Royal Weddings.Após a morte da rainha, porém, o nível de interesse será ainda maior que o normal.Locais específicos próximos ao Canada Gate, na parte inferior do Green Park, já foram acordados pela BBC, ITV, Sky e outros.

18- Anúncio no centro de Londres. Com Charles já jurado nos bastidores, o Garter King of Arms e meia dúzia de outros arautos pulam em uma carruagem e viajam para a estátua de Carlos I, na base da Trafalgar Square, que marca o ponto oficial de Londres, e leia as notícias novamente.

19- Saudação de armas de Hyde Park. Uma saudação de 41 armas – quase sete minutos de artilharia – será disparada do Hyde Park.

20- Mais trombetas na cidade de Londres. Um fio vermelho será amarrado do outro lado da estrada, fora dos Tribunais de Justiça Reais, na antiga fronteira da cidade de Londres. O marechal da cidade estará esperando a cavalo.Os arautos serão formalmente autorizados a entrar na cidade, antes de usar mais trombetas e mais anúncios: no Royal Exchange e depois em uma reação em cadeia por todo o país.

E vocês, vão sentir falta da Rainha de Inglaterra? 🙂

Ate la ainda muita tinta, ops, muitas temporadas vão correr na serie The Crown, pois a Historia da Família real britânica actual tem pano para mangas 😉

About Matilde Ferreira

Depois do bebe sem rosto…

…encontram um bebe no contentor do lixo. 🙁

Ao contrario da maioria não me sinto capaz para tecer qualquer tipo de opiniao, deixo-vos apenas com um texto carregado de verdades para lerem e reflectirem… porque me revi muito nele. :'(

ESTA CEGUEIRA QUE NÃO SARA
Da Sara sabe-se que tem 22 anos, que é de origem cabo-verdiana, diz-se que se prostituía, vivia na rua numa miséria total ali para os lados da Estação de Santa Apolónia. A Sara carregou no ventre uma criança durante nove meses. A Sara é invisível. Ou pelo menos durante nove meses a Sara foi invisível. Os elementos das equipas de apoio social não a viram. Os passageiros que circulam aos milhares em Santa Apolónia e nas imediações não a viram. Os habitantes de Lisboa não a viram. Ninguém a viu. Podemos ter-lhe passado os olhos por cima mas não a vimos realmente. Não a vimos porque somos cegos. Somos todos uns cegos, sofremos de uma cegueira suprema, aquela cegueira de que se padece quando não se quer ver, a tal que é a pior de todas as cegueiras na velha sabedoria do povo. A Sara pariu um menino a quem foi dado o nome de Salvador, na vaga esperança de salvarmos a nossa alma das culpas que todos temos de ter sido depositado num contentor de lixo. Toda a gente vê agora a Sara. O Presidente da República vê a Sara. A Embaixada de Cabo Verde vê a Sara. O sistema político vê a Sara. Os jornais vêem a Sara. Perdemos a cegueira perante a Sara e perdemos a vergonha na cara. Fazemos suposições, dizemos que jamais seríamos capazes, especulamos sobre a conjuntura que terá levado a Sara a deitar no lixo um recém-nascido, que pariu sozinha na rua, ali mesmo ao lado do Lux, uma das mil feiras de vaidades de Lisboa. Falamos disso tudo como se tivéssemos conhecimento de alguma coisa, como se fossemos alguém para julgar, como se tivéssemos direito a isso. Somos uma merda. Somos todos uma merda. Há centenas de Saras por aí, neste exacto momento em que chove e faz frio. Centenas de adolescentes e jovens adultas a viver em condições infra-humanas. E são todas invisíveis. Fugimos delas. Não tiramos os olhos dos nossos umbigos, não tiramos os olhos do telemóvel, não tiramos os olhos dos nossos problemas fúteis, não tiramos os olhos das redes sociais que nos distanciam da sociedade, da merda do Facebook onde escrevo este desabafo. Há tantas Saras que pedem ajuda com os olhos, de mão estendida, e nós não as vemos. E há tantos Salvadores por aí que nunca conheceremos. Não queremos conhecer. Fugimos, temos medo de ver a verdade, temos nojo do que fedem, temos pavor de os abordar. Deixamo-los de lado, à margem. Ficam para os outros, para aquela meia dúzia que ajuda os pobrezinhos e está tudo bem. A alma está limpa. E já há luzes de Natal. E vamos lá pensar nas prendas e em estoirar dinheiro.

Deixo-vos com a opinião da Dra. Suzana Garcia.

https://tvi.iol.pt/vocenatv/videos/suzana-garcia-pode-haver-um-homem-que-ontem-sem-saber-se-tornou-pai/5dc40fdb0cf24b90b3857682

E mais uma vez o problema está na sociedade actual… 🙁

Imagem retirada do Google

About Matilde Ferreira

Parece coisa de desenho animado…

…mas nao é. E atraves de uma pesquisa no Google, constatei que te método de assaltos a bancos é muito comum… no Brasil. Assaltou banco no Porto com um papel na mão. E logo uma dependência do Novo Banco… Era caso pra dizer, que ladrão que rouba ladrão tem 100 anos de perdão, mas o crime nunca compensa 😉

Imagem retirada do Google

About Matilde Ferreira

American Son

Um filme arrepiante e que dá que pensar com a maravilhosa Kerry Washignton. Um filme com assuntos com pano para mangas. Desde racismo, aos efeitos que o divorcio pode ter nos filhos… ate às relações humanas. Eu cresci e fui educada a respeitar as autoridades e continuo com esse pensamento. Da mesma forma que estes miúdos são filhos de alguém, os policias também são pais de outros miúdos. Eu sei que ha policias que abusam da autoridade mas também ha outros que estão so a cumprir o seu dever e a lei. E da mesma forma que nós, civis temos direitos também temos deveres.

Raças à parte como mãe entendo bem a personagem da Kerry. Alias passei o filme todo a por-me no lugar dela. E mais uma vez sou da opinião que o divórcio nem sempre é a melhor solução. E mais uma vez agradeço por ter sido ensinada a respeitar as autoridades.

Se ainda não viram este filme no Netflix, vejam e depois deixem aqui a vossa opinião…

About Matilde Ferreira

The Story of God with Morgan Freeman

Imagem retirada da internet

De onde vimos?

Para onde vamos?

Acreditam em Deus? Ou, o que nos leva a acreditar em Deus?

Porque existe tanto mal no mundo?

Sao questões frequentemente feitas pelo ser humano a dada altura da sua existência…

Morgan Freeman, ele próprio ja interpretou Deus no grande ecrã. Todos nos precisamos de acreditar em alguma coisa para a nossa vida fazer sentido. Seja em Deus ou em nos mesmos. E vocês em que é que acreditam?

Nesta serie fala-se de tudo um pouco, religiões, tradições, crenças, milagres… e o Mal. E acabamos por chegar quase sempre à mesma conclusão, o Homem tem tendencia a complicar as coisas mais simples.

Qual é a razão de todo o mal na Humanidade? Porquê é que o Homem tem tendencia confundir o Mal com o Bem? Fazer o Mal em nome do Bem. Milagres. Um homem caiu do cimo de um edifico com mais de 40 andares. Esteve meses em coma e so acordou na véspera do Natal, enquanto o seu irmão não sobreviveu, tendo morrido de imediato no dia do acidente. A questão é porque é que é só ele teve direito a um “milagre”, a uma segunda oportunidade? Terá chegado a hora do irmão?… Se Deus realmente existe porque é que também nao salvou o irmão? Ja sao muitas questões sem respostas e de facto não é muito justo

Ja andava ha algum tempo para ver esta serie. Não consegui ver na RTP por causa dos direitos de transmissão e ainda bem que esta disponível no Netflix.

Vejam esta conversa deliciosa de Morgan Freeman com Jimmy Kemmel.

Chego à mesma conclusão que Morgan chegou, as pessoas têm medo de morrer. Têm tanto medo de morrer que se esquecem de viver. O paraíso é este maravilhoso planeta que a humanidade tanto maltrata e não respeita. After death… there’s nothing.

Por isso aproveitem esta vida, por mais difícil que ela seja, tem sempre coisas boas, muitas vezes as mais simples 🙂

About Matilde Ferreira