Category Archives: Review

American Son

Um filme arrepiante e que dá que pensar com a maravilhosa Kerry Washignton. Um filme com assuntos com pano para mangas. Desde racismo, aos efeitos que o divorcio pode ter nos filhos… ate às relações humanas. Eu cresci e fui educada a respeitar as autoridades e continuo com esse pensamento. Da mesma forma que estes miúdos são filhos de alguém, os policias também são pais de outros miúdos. Eu sei que ha policias que abusam da autoridade mas também ha outros que estão so a cumprir o seu dever e a lei. E da mesma forma que nós, civis temos direitos também temos deveres.

Raças à parte como mãe entendo bem a personagem da Kerry. Alias passei o filme todo a por-me no lugar dela. E mais uma vez sou da opinião que o divórcio nem sempre é a melhor solução. E mais uma vez agradeço por ter sido ensinada a respeitar as autoridades.

Se ainda não viram este filme no Netflix, vejam e depois deixem aqui a vossa opinião…

About Matilde Ferreira

The Sinner

A Vera recomendou e eu rendi-me. É daquelas series que não consegues parar de ver ate ao fim, e ficas ansiosa para que comece uma nova temporada.

Nem tudo o que parece é. Gosto destas historias que nos transportam para a realidade. Por mais incríveis e tristes que sejam. E gosto de historias que me façam pensar, por isso vi as duas temporadas de rajada, e aguardo com ansiedade pela terceira.

Venha a terceira temporada em 2020…

About Matilde Ferreira

Currently Reading

Em pleno Século XXI ja não deveria ser necessário ir buscar estes grandes exemplos ao passado, mas os valores da humanidade andam tao em baixo e tao virados ao contrario que dei por mim a ler a historia de Harriet Tubman, A Journey to Freedom de Sandra A. Agard. Harriet foi uma escrava que lutou pela sua liberdade, e conseguiu. Tenho lido este livro ao Lu e ele tem adorado, fica encantado como se percebesse mesmo o sentido das palavras. Este livro está escrito de uma forma muito simples e cativante.

Por incrível que pareça o tema da escravatura da História de Portugal e Mundial foi a parte que mais me chocou por todos os acontecimentos neles envolvidos. E só de pensar que actualmente existem pessoas com os mesmo ideais, como é o caso das extremas direitas, isso repugna-me muito mesmo…

Imagem da minha autoria

Este livro foi-me sugerido pela minha escritora preferida, Dorothy Koomson.

About Matilde Ferreira

Madama Butterfly

A minha primeira opera. Fomos vê-la ao Coliseu do Porto em 2012, pouco antes de virmos para o Reino Unido, e eu fiquei emocionada do principio ao fim da peça. É uma historia triste mas muito bonita e intensa.

Esta ópera estreou pela primeira vez em Milão, no Teatro alta Scala, e conta a historia de uma jovem gueixa que sei apaixonou por um oficial da marinha americano, mas quando a guerra termina, ele regressa aos Estados Unidos, levando-a a suicidar-se 🙁

A trama da ópera M. Butterfly foi inspirada no relacionamento entre um diplomata francês,

Bernard Boursicot, e um cantor da ópera de Pequim, Shi Pei Pu.

One good day, we will see
Arising a strand of smoke
Over the far horizon on the sea
And then the ship appears
And then the ship is white
It enters into the port, it rumbles its salute.

Do you see it? He is coming!
I don’t go down to meet him, not I.
I stay upon the edge of the hill
And I wait a long time
but I do not grow weary of the long wait.

And leaving from the crowded city,
A man, a little speck
Climbing the hill.
Who is it? Who is it?
And as he arrives
What will he say? What will he say?
He will call Butterfly from the distance
I without answering
Stay hidden
A little to tease him,
A little as to not die.
At the first meeting,
And then a little troubled
He will call, he will call
“Little one, dear wife
Blossom of orange”
The names he called me at his last coming.
(To Suzuki)
All this will happen,
I promise you this
Hold back your fears –
I with secure faith wait for him.

E vocês, ja foram à Opera? 🙂

About Matilde Ferreira

Fantastic Beasts e os crimes de Grimwald

Johnny Depp. Johnny Depp fez-me gostar desta saga. Confesso que não sou grande fã dos filmes de Harry Potter, não podemos gostar todos do mesmo, certo? Vi o primeiro filme porque gosto muito do actor Eddie Redmayne mas infelizmente não me convenceu…mas esta sequela surpreendeu-me pela positiva. Os efeitos especiais são extraordinários mas o melhor é mesmo a historia que envolve Grindelwald, interpretado pelo Johnny, e Dumbledore, também genialmente interpretado por Jude Law.

Vimos este filme na companhia do Lu que estava tão entretido a comer os nachos que fizemos para acompanhar o filme mas mesmo assim curtiu metade do filme ate adormecer.

Deixo a cargo da autora J K Rowling o spoiler principal do filme:

Ha por aqui fãs de Harry Potter?

Páscoa Feliz 🙂

About Matilde Ferreira