Category Archives: Livros

Half Term Week Ideas

Por aqui estamos de ferias. Aqui é habito fazerem uma semana de intervalo antes do Halloween. Até calha bem para desanuviarmos um pouco por causa da pandemia. Por isso hoje trago algumas actividades que vamos fazer esta semana:

*passeio de comboio até Windsor – O Louis adora andar de comboio, por isso vamos aproveitar para ir até à cidade vizinha de Windsor para visitar o castelo da rainha e dar comida aos cisnes e aos esquilos. A viagem dura apenas meia hora, e temos de fazer fazer transbordo para o comboinho em Slought até Windsor. – Fiquem atentos ao post que vamos publicar em breve.

*fazer um bolo e bolachinhas– O Louis adoro meter mãos na massa, por isso esta actividade é sempre um entretenimento para o pequenote, e depois consola-se a comer as bolachinhas feitas por ele.

Imagem da minha autoria

*ver filmes de Halloween – esta ja fizemos este fim de semana e ficamos com a musica This is Halloween na cabeça 🙂 Ja viram The Nightmare Before Christmas? 🙂 O Disney Plus tem uma grande seleção de filmes de Halloween, foi a melhor criação para conseguirmos suportar a pandemia 🙂

*ir às compras com a mãe – é uma das actividades preferidas do Louis, e se houver brinquedos, tanto melhor mas não pede nada, apenas gosta de ficar a brincar com os brinquedos 🙂

*Ir ao playground com o pai – Foi este fim de semana e cansou-se tanto que dormiu uma sesta a tarde inteira 🙂

*Fazer os trabalhos de casa e pintar desenhos – Sim, porque não podemos esquecer da escola e das suas actividades, apesar do Louis estar sempre a falar na professora e nos seus amiguinhos. Ele adora fazer números mas tem de treinar as letras também. Ontem começamos o dia assim 🙂 Nota-se muito que ele continua a adorar o Grufallo e os seus amigos? 🙂

Imagem da minha autoria

*StoryTime – ele aprende tanto a ouvir historias e ja começa a decorar as suas preferidas e conta-las tambem… mesmo sem saber ler ainda. E trata tao bem os seus livros, como dizem as professoras 🙂

Gostaram destas sugestões? Deixem na caixa dos comentários as vossas 🙂

About Matilde Ferreira

Hora do pote Potty training

Louis no potty com o tablet, sem julgamentos pois para grandes males, grandes remédios… 😉

Ha um tempo certo para tudo. E tenho aprendido muito isso com o meu filhote como ja tenho dito aqui. Apresentei o pote ao Louis pouco tempo depois de ele ter feito um ano, antes de começar a andar, quando ja se colocava de pe agarrado às coisas, mas recusou sempre. Ja deu sinais e a creche ajudou, mas esta a ser difícil deixar de ser bebe. Eu sinto que ele vai conseguir, sem pressões, como conseguiu tudo atė agora. Eu também fui assim, apesar de ser rapariga, deixei as fraldas de pano aos 4 anos. Lembro-me disso pois é das primeiras memórias que tenho, e ultimamente estou constantemente a relembrar uma situação um pouco embaraçosa. Certa vez, eu fui a correr para a casa de banho muito envergonhada e cheia de receio que a minha mãe me ralhasse pois tinha acabado de fazer cocó na cueca… 🙁 julgando que ainda tinha fralda, ao ver a minha mãe mudar a fralda ao meu irmão do meio que ainda era bebé, mais novo que eu, 4 anos. A minha mãe, ao ver-me aflita tranquilizou-me, mas eu a partir daquele momento andava com o pote quase colado ao rabiosque e quando chegava a casa dos meus avós e fazia o mesmo. O mais incrível é que quando fui para a escola, aos 6 anos, aguentava a tarde sem ir à casa de banho por não me sentir à vontade…

Estou a ler um livro muito interessante para ajudar nesta fase: Potty Training in 3 days

Deixem as crianças serem crianças. O Tempo é muito importante nos primeiros 5 anos da nossa vida.

Como disse Ines Heredia nesta conversa, o sistema de ensino ainda tem muito para mudar nomeadamente quanto as idades das crianças nos níveis de ensino. Por exemplo, o Louis tinha um amiguinho na creche dele que fez os 4 anos em Outubro do ano passado, sendo do ano de 2015, quando a maioria era de 2016 como o Louis, logicamente esse menino vai estar sempre mais à frente q os outros meninos mas por fazer anos depois da abertura da escola não pode entrar para a pre juntamente com os outros meninos do seu ano… Parecendo que não isso faz muita diferença. No caso do Louis, ele é dos últimos a fazerem anos do ano dele, logo isso diz muito do seu desenvolvimento.

Está a custar muito deixar de ser bebé, meu querido, mas acredita que é por um bom motivo: Crescer ❤️

Para mim, serás sempre o meu bebé, do sorriso e olhar doces ❤️

Imagem da minha autoria

About Matilde Ferreira

Storyteller Dices d’As gavetas| Almoço de Verão

-Mummy, mummy! – exclamou o Louis no seu jeito apressado e excitado. – Vamos fazer um piquenique 😀

-Um piquenique? Parece uma excelente ideia 😀 Como é que nao me lembrei disso? – respondi – E o que gostavas de comer? – perguntei-lhe.

-Hmmm burger and orange juice, disse ele num ingles perfeito com sotaque português 🙂 – replicou ele sem pestanejar. – From Macdonalds! – acrescentou ele lambendo os labios, ja a pensar na surpresa do Happy Meal.

-Assim seja, vamos chamar o Uber Eats para trazer o almoço e depois preparamos tudo e vamos fazer um piquenique no parque.

-Yeaaahhh 😀 – disse o pequenote numa grande excitação.

Assim que o almoço chegou, o Louis vou a correr à porta cumprimentar o senhor. Preparamos tudo na cesta do piquenique, vestimos os casacos e calçamos os sapatos e assim que saímos à rua… começou a chover. O Luis começou a cantar a musica “rain, rain go away” com as lagrimas nos olhos. Peguei nele ao colo e disse-lhe:

-E se fizemos o piquenique no chão da nossa sala? – perguntei-lhe, piscando-lhe o olho 😉

-Yeaaaahhh! That’s a great idea 😀 – disse ele numa grande excitação.

Colocamos uma manta no chão. O Louis comeu o seu hambúrguer com batatas fritas, e bebeu o seu sumo de laranja, dizendo: Delicious! 🙂

De seguida fomos ler o livro que saiu no Happy Meal, Os Três Porquinhos, e o Louis acabou por adormecer no sofa 🙂 Que rica soneca! 🙂

Imagem da minha autoria

About Matilde Ferreira

Silencio!

Façam uma pausa para reflectir. Qual é o nosso papel neste mundo?

Sei bem qual é o meu: Aprender, Conhecer, Saber. Deixar marcas positivas nos outros. Ja aqui disse muitas vezes que quero aprender ate morrer, pois o saber não ocupa lugar.

E quando não temos nada para dizer, a melhor solução é pegar num livro e le-lo. Sabiam que é isso o que o Louis faz? Tao pequenino e ja nos ensina tanto.

Imagem da minha autoria
Louis a ler 🙂

Quando lemos ganhamos a capacidade de entender os outros, e o mundo que nos rodeia. O Louis pode ainda não saber ler por ele, mas ja tem a capacidade de memorizar as historias que lhe lemos e muitas vezes dou por ele com um livro na mão a contar a historia que ouviu através das imagens.

Se mais pessoas lessem e pegassem em livros, o mundo não estava o caos que vemos hoje em dia… 🙁

E talvez pudéssemos enxergar os outros aos olhos de uma criança 🙂

Este menino fez-me lembrar o nosso Louis 🙂 Sabiam que os melhores amigos dele na creche são o Gurvansh, indiano e o Anor, muçulmano?

Uma vez tive uma conversa com a mãe do Anor em que ela desabafou dizendo que gostava que as crianças não perdessem a inocência da idade da creche… pois o irmão mais velho do Anor que anda na mesma escola mas no 3o ano é posto de parte pelos colegas so porque tem uma opinião diferente da deles… Por ele não saia da sala de aula e não gosta de ir à escola por causa da pausa para o recreio. Corta-me o coração, vê-lo sempre num canto quando vou levar o Louis à creche… 🙁 Eu era tal e qual e temo que o Louis também seja assim… Parece que quando começamos a crescer e a ter mais noção da realidade, a maioria dos humanos tem tendencia a perder a inocência. Coisa que eu não quero perder ate ser bem velhinha…

View this post on Instagram

🔁@oprahmagazine

A post shared by VIOLA DAVIS (@violadavis) on

Deixo-vos uma sugestão de leitura apropriada para os tempos que correm. Harriet Tubman, A Journey for Freedom, não sei se existe em português mas podem encontrar outros livros dela na Wook e na Fnac. Se mais pessoas entendessem o papel da comunidade negra na sociedade, talvez esta fosse mais valorizada. Pensem nisso!

Imagem da minha autoria

About Matilde Ferreira

Desafio: Um Erro Inocente|The Ice Cream Girls

Dorothy Koomson propôs o desafio e eu aceitei de imediato. Li este livro ha 10 anos atras em português. Estou neste momento a ouvi-lo em ingles. O meu livro preferido desta autora. Este livro causa-me um turbilhão de emoções. Quero entrar na Historia. Parece que estou dentro da Historia. Parece que estou a viver as emoções da personagens. Tenho vontade de as abraçar e protege-las do homem que lhes tirou a inocência… Peço desculpas pelo spoiler.

Durante a adolescência, Poppy Carlisle e Serena Gorringe foram as únicas testemunhas de um trágico acontecimento. Entre aceso debate público, as duas glamorosas adolescentes viram-se a braços com os tribunais e foram apelidadas pela imprensa de “As Meninas do Gelado”. 
Anos mais tarde, tendo seguido percursos de vida muito diferentes, Poppy está decidida a trazer ao de cima a verdade sobre o que realmente sucedeu, enquanto Serena, esposa e mãe de dois filhos, não pretende que ninguém do presente desvende o seu passado. Mas é impossível enterrar alguns segredos – e se o seu for revelado, a vida de ambas voltará a transformar-se num inferno… 
Emocionante e enternecedora, esta história fará com que nos perguntemos se alguma vez poderemos conhecer verdadeiramente aqueles que amamos.

Retirado do GoodReads

Como disse, Dorothy Koomson lançou o desafio nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook. Procurem pelas hashtags #GotMine and #TheIceCreamGirlsReadalong

O desafio começa hoje, segunda-feira, dia 25 e termina no final da semana. E há prêmios. O novo livro da escritora, All My Lies Are True, que é a sequela deste, e ainda um bonito saco.

Enquanto escrevo este post, estou a ouvir o livro e estou a gostar bastante da experiencia. “Ouvir” um livro é bastante relaxante e inspirador. Estou mesmo rendida ao ebook, claro que não vou deixar de ler livros físicos, mas o ebook é bem mais pratico para o dia-a-dia desta mãe a tempo inteiro 😀

Ja leram este livro ou algum livro desta escritora? 🙂

About Matilde Ferreira