Tag Archives: Eleiçōes

Dia de votar!

Porque é um direito que nos foi dado com muito sacrifício e luta. Porque se queremos que as coisas mudem, temos de fazer alguma coisa. Porque quero transmitir um bom exemplo e uma boa mensagem ao meu filho.

Hoje é dia de ir a votos aqui em no UK para as eleições europeias. Sim, vamos a votar a meio da semana. Sim, não vejo problema nenhum nisso. Quem vai trabalhar pode ir ir de manha cedo ou sair mais cedo ao final do dia. Nao ha desculpas para cumprir com este dever cívico que também é um direito, que como disse acima, custou a muita gente.

Se não sabem em quem votar, informem-se com consciência, afinal de contas é para o bem de todos nos!

Imagem retirada do facebook

About Matilde Ferreira

Onde é que voces estavam em 1986?

Eu tinha 9 anos e estava a terminar a Primária. Lembro-me como se fosse hoje do Verão quente das eleições deste ano. os autocolantes e calendários com o sol do Soares é fixe despertavam-me a atenção mais que os do outro partido, mas e só os podia ter em casa do meu avô Ilídio, pois o meu pai não suportava o Mario Soares, e hoje entendo-o. 

1986 foi um ano de viragem na minha vida, como disse acima, e para o pais. Eu mudei de escola. O país mudou de presidente, no meu ver um dos piores de sempre, por tanto ter roubado o pais e amealhado as suas fundações da treta. Mas isso são contos de outro vigário.

E quem melhor do Nuno Markl para criar uma serie sobre este ano? Sim, ele e da minha geração , apenas meia dúzia de anos mais velho hehe 😀

Estreia no próximo dia 13 e deixo-vos aqui um cheirinho  do trailer da serie 🙂

Deixo-vos com o tema da serie e a sua presumível letra… sim presumível porque a passei de ouvido como tantas vezes fiz nos anos 90 com as musicas da minhas bandas preferidas 🙂

O sonho vulgar e o futuro invulgar 

De olhos fixos no tecto de um quarto secreto 

A arrumar as estrelas Com mapas e tabelas

Como se alguém pudesse conte-las

Vamos conquistando o nosso canto no espaço 

Num vai-vem que um gesto na incerteza de um abraço 

Refrão: 

Nada de novo debaixo do céu, 

A não ser tu, a não ser eu 

Nada de novo no ecrã

Pensamos no futuro amanha 

Pensamos no futuro amanha

Tens a vida toda pela frente

Diz toda a gente

Mas é agora que se torce o futuro 

Com um tiro no escuro

Andas a ver os mosquitos da outra banda

Diz quem pode, diz quem manda

Vamos conquistando o nosso Porto seguro

O nosso universo para la do muro 

Que recordações têm deste ano? 🙂

 

 

About Matilde Ferreira