SOP Sindrome de Ovarios Policisticos…a doença silenciosa de Mulheres de Coragem!

A semelhança do que fiz com o post sobre a Fibromialgia no final de 2013, quis aproveitar o Mes das Consciencializacao da SOP para falar na primeira pessoa sobre esta doença.

Quantas mulheres sofrem em silencio sem saberem o que teem, ou porque estão assim?…
Chamem-lhe TPM, chamem-lhe o que quiserem… o que certo e que todas nos sabemos que temos momentos muito difíceis, com dores horríveis de aguentar. Vamos ao medico e muitas vezes a resposta e, ah deixe estar que isso passa com a idade… Mas nao passa, muito pelo contrario, se nao fizermos nada so tende a piorar…
Mas do que estou eu a falar?
O titulo deste post fala em SOP Sindrome de Ovarios Policisticos, tantos palavrões para uma doença tao complicada e ainda sem cura…
Sim, infelizmente ainda nao tem cura, os sintomas confundem-se com outras causas, prisao de ventre, sindrome de intestino irritavel, colicas, sinusite…

A Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP ou PCOS, sigla em inglês) é uma doença endocrinológica caracterizada pelo aumento da produção de hormônios masculinos.

E para saber o diagnostico desta doença e tão simples, basta um simples papanicolau, ja fizeram o vosso? 😉exame-papanicolau-4

Ainda ha pouco tempo morreu aqui no Reino Unido uma rapariga de 28 anos, com filhos, por se ter recusado a fazer este exame tao simples! Morreu com cancro do colon do utero 🙁

Sabiam quem o uso da pilula errada ou a certa durante tempos muito prolongados pode fazer muito mal?  Veja o caso destas mulheres que tiveram de amputar os dedos dos pes devido a sofrerem  de trombofilia

11081240_683980265057258_1736148100594053090_n

http://epoca.globo.com/vida/noticia/2015/03/quando-pilula-anticoncepcional-e-pior-escolha.html

Quantas vezes ouvimos dos medicos que a mlehor forma de tratar os cistos nos ovarios e tomar a pilula?… Pois e… e a Joana Farias mais uma vez leu os meus pensamentos, podem ler aqui o que ela escreveu sobre as pilulas:

http://writtenbyjoana.blogspot.co.uk/2015/03/a-pilula-mata-ou-nao-ii.html

E vejam tambem este artigo sobre os 15 mitos sobre a pilula:

http://lifestyle.sapo.pt/saude/saude-e-medicina/artigos/15-mitos-sobre-a-pilula

E em relacao a nossa higiene intima todo o cuidado tambem e pouco, ora vejam so o video que a Alex Mouro fez, acreditem que lhe dou muita razao, pois desde pequenina que tambem tenho paranoias das limpezas intimas… e que falta que me faz o bide ca na ilha 😛

E a proposito, todo o cuidado e pouco com o uso de pensos higienicos e tampoes, ja viram o que aconteceu a esta modelo, mais uma vez por causa das infecoes provocadas no nosso aparelho reprodutor… todo o cuidado e pouco! Ouviram falar na modelo que teve de amputar uma perna devido ao uso de pensos higienicos 🙁 naom_55834b1478845

http://www.noticiasaominuto.com/mundo/408192/modelo-perde-perna-devido-a-infecao-causada-por-tampoes

Ja imaginaram ficar sem uma perna, ou sem os dedos dos pes?… E preciso ter muita coragem e ter um espirito de luta!

Sabiam que a SOP quando nao tratada pode levar a diabetes devido a resistencia a insulina, ou pior se nao for controlada pode levar ao cancro do colon do utero ou endometriose…Assustador, nao? Mas se fizermos as coisas como devem de ser nao ha razoes para preocupações 😉

Setembro e o mes da consciencialização da SOP, mes em que muitas mulheres em todo o mundo se fazem ouvir. Sabiam que 50% das mulheres nos USA teem SOP e desconhecem esse facto?

IMG_7197

Mas o que fazer para controlar esta doença?… Uma alimentação saudável,se possivel livre de carnes vermelhas, alimentos com gluten, exercicio fisico, simples caminhadas de meia hora ajudam bastante, meditação, yoga, ajudam bastante.

ohmmmm_by_doomdoom_nekito

Um passeio pelo parque ou pela praia faz milagres e dao-nos a energia que muitas vezes julgamos perdidas 🙂

sunset-beach-walk cornwall-park-ophelia-walking-rear-0512

Os sintomas como o hirsutismo (excesso de pelos no rosto e corpo) e a queda do cabelo devem-se a deficiência em vitamina D, que podemos encontrar no sol, em alimentos com o salmao (eu adoro salmao!), ovos, atum, etc…Alimentos Vit D

Outro dos alimentos que descobri e que adoro e a batata doce, ao contrario do que muita gente pensa, por ser doce nao significa que faca mal, muito pelo contrario 😉

batata

E também existe uma razao para que muitas pessoas se sintam mal e afrontadas com a ingestao de leite, pois e, nao e a toa que somos os unicos mamiferos a beberem leite na idade adulta sem termos necessidade para isso, podendo ir buscar o calcio essencial ao nosso organismo a outros alimentos

Calcium-Vegan-Street

E que tal substituir a batata normal pela couve-flor, broculos e couve romanesca?

couve-flor006

Rica em vitaminas e minerais,  a couve-romanesca traz inúmeros benefícios para a saúde cardiovascular e ajuda o trânsito intestinal.

couve-flor

Os Benefícios da couve-flor Para Saúde incluem o alívio da indigestão, diabetes, colite, papilomatose respiratória, degeneração macular, obesidade e hipertensão. O poder antioxidante da couve-flor ajuda a fortalecer o Sistema Imunológico e também ajuda na redução do risco de acidente vascular cerebral, cancro e doenças neurodegenerativas. Couve-flor também ajuda na manutenção de ossos, cérebro e saúde celular, o equilíbrio de eletrólitos, os níveis de colesterol ideais e previne doenças cardiovasculares. Couve-flor é normalmente e branco, mas também pode ser encontrado nas cores amarelo, laranja e roxo. Couve-flor é uma excelente fonte de Vitamina C (ácido ascórbico), ácido fólico, Vitamina K (filoquinona) e vitamina B-6. Vitamina B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3 (niacina), e E (alfa-tocoferol) também estão presentes em pequenas quantidades. A Couve flor fornece minerais essenciais tais como cálcio, magnésio, fósforo, potássio, manganês e sem a adição de qualquer prejudicial colesterol. É uma fonte de proteína e oferece muito baixas quantidades de gorduras. Uma quantidade substancial de gordura que contém vem de gorduras insaturadas e ômega-3 os ácidos gordos essenciais.

10 beneficios do brócolis

Quem disse que os legumes nao sao deliciosos? No caso dos broculos ate ajudam a controlar a insulina 😉

Ha dois anos, atraves de pesquisa no Dr Google, descobri esta menina, e gracas a ela comecei a tomar capsulas de oleo de onagra ou Evening Primrose Oil que a medio/ longo prazo me ajudou a ter um pouco mais de qualidade de vida e fez desaparecer os microcistos do ovario direito, nao quer dizer que eles nao voltem mas foi uma pequena vitoria para mim 😀 😀 😀 IMG_20150929_105641

http://vagueios-devaneios.blogspot.co.uk/2013/08/ovarios-policisticosovarios-preguicosos.html

http://vagueios-devaneios.blogspot.co.uk/2013/08/ovarios-policisticosovarios-preguicosos_5.html

E porque a palavra de quem sente e a mais importante ficam aqui 5 testemunhos de 5 mulheres guerreiras e cheias de coragem:

Maria Isabel Dias

Eu descobri que tinha ovários poliquisticos durante a adolescência mas o unico sintoma que tinha era a ausência do período,raramente vinha…na altura não dava grande importância ,só anos mais tarde,quando pensei em engravidar,é que tive a verdadeira noção do problema, quando quis engravidar…encaminharam me para a consulta de infertilidade e por lá andei 4 anos. Pior foi agora,á mais ou menos 2 anos,aconteceu me o contrário,comecei a ter hemorragias intensas e de vários dias,cheguei a estar 4 meses seguidos a sangrar….algumas idas á urgência e encaminharam me para a consulta de colposcopia  (especialidade apenas do útero)…de lá para cá são constantes os exames,a médica chegou a dizer que me ia operar,mas acabei por só fazer uma conização,agora já não acha bem eu ser operada…..e eu cá continuo com os meus quistos,no meu ovário ( pelo que percebi só tenho num,imensosssss),hemorragias intensas,outras vezes nada….em relação á pilosidade excessiva,nem me atrevo a falar,como costumo dizer,já só me falta ter pelos nas solas dos pés e nas palmas das mãos…..

Maria Isabel Dias – Lisboa, Portugal

 

Catherine Batista

Sorte no meio do azar…

Olá meninas, tal como o titulo, tive sorte no meio do azar. Numa ida às urgências devido a uma possível infecção urinária que não passava por nada deste mundo, já 4 semanas sem melhoras, lá fui eu.
Devo dizer que o nosso sistema de saúde é verdadeiramente miserável, pois quando disse o que se passava, o médico ridicularizou a minha situação, segundo ele estava a “empatar” as urgências. Mas adiante, fiz uns testes e tal, e ele ficou deveras preocupado e mandou-me para a ginecologia. Fiz uma eco-vaginal, quando para meu espanto o médico me diz que não tenho nada de especial que apenas tinha ovários micropolicisticos (nos dois), e que se não soubesse ficava ali a saber.
Não me explicou nada, deixou-me ali cheia de medos, dúvidas e mandou-me embora.
Fui para casa com antibióticos porque tinha uma infecção… mas o medo era o pior, chego a casa e toca de pesquisar na net.
Eu tinha esses sintomas há cerca de 2 anos:
– pêlo mais grosso, escuro e denso
– Estive 5 meses seguidos sem menstruação e outros saltitantes (mês sim mês não);
– Comecei a engordar imenso sem explicação (passei de 53 kg para 75kg num espaço de 2 anos);
– Tinha as vezes dores intensas nos ovários ao ponto de ter que parar no sitio onde estava!

Infelizmente ainda não encontrei nenhum médico que me desse apoio sobre esse assunto, nem nenhum tratamento viável, porque aqui em Portugal é algo sem importância, que não é grave (dizem eles que não é nenhuma patologia)

Hoje sou seguida por uma nutricionista que sabe do meu caso. Ela trabalho num hospital em Lisboa num estudo para mulheres com SOP.
Tomo a pílula normalmente, e devo dizer que me sinto melhor… Actividade física e uma boa alimentação é fundamental para que se atenua os sintomas.

Descobri por um simples acaso, não deixem de cuidar de vocês e vão à vosso ginecologista para fazer um check up! Insistem com o médico mesmo que ele não vos faça boa cara. A vossa saúde está em causa!
Beijinhos

Catherine Batista – Houilles, França

12002072_917878178249706_4177899763373892086_nPCOS – a minha curta história.
Desde muito cedo quando aos 10 anos o meu 1.º fez a sua 1.ª visita, este foi sempre, apesar de regular, longo, intenso e muito doloroso, sintomas para os quais, médico nenhum encontrou explicação.
Já adolescente, este tornou-se tão doloroso que me era difícil andar, trabalhar, com perturbações visuais, diarreias fortes e “bexiga solta” que era um tormento. Após várias consultas, o ginecologista afirmou que eu nunca poderia ter filhos, que o meu período não era normal sem contudo afirmar qual a sua anormalidade dizendo-me ainda que: “Se pudesses ter filhos, esses sintomas paravam”.
Em finais de Agosto de 1992, acontece-me uma infecção de bexiga tão grande que mexer as pernas ou caminhar era impossível, motivo pelo qual fui internada no hospital. À chegada ao hospital foi-me diagnostica a tal infecção mas uma outra que me deixou perplexa – “Gravidez interrogada”, algo que achei não ser possível dado os diagnósticos anteriores. Após análise de sangue veio a confirmar-se de que estava grávida já de 3 meses mas que, assim que nascesse o bebé, havia dois quistos para remover.
Nasce o meu filho mais velho em Fevereiro de 1993 e uma semana após o parto, começou a confusão. As dores começam a aumentar, deixo de andar vou novamente para o hospital e sou operada de emergência, foram removidos 3 quistos e 1 tumor benigno.
Nos anos que se sucedem a este bebé que, 6 anos após veio o 2.º filho, os sintomas agravam-se, começo a ter dores numa perna cujo diagnóstico foi ciática e os choques na barriga aquando do período, não passavam. Sucedem-se mais quistos removidos, pólipos que surgem espontaneamente e o período começa a apresentar as suas 1.ªs falhas.
Isto tudo aconteceu em Portugal
Chegada a Inglaterra há 7 anos atrás sou diagnosticada com fibromialgia grau 4 e sou informada de que: “Sofres de Fibromialgia e o útero é um músculo, se nenhum músculo teu funciona como deve ser, porque é que achas que este funcionará de forma diferente?” – Fiquei aterrada com estas palavras, nem consegui dizer nada.
Foi-me proposto secar o período já que falha durante meses e quando aparece, repõe os meses em falta e com dores que não desejo nem ao meu maior inimigo.
Após muita insistência minha com o meu “GP”, lá me referiu à ginecologia do hospital. Chegada a este disseram-me logo: “ Se o teu GP já disse que é melhor secar, que vens cá fazer?” – Respondi: “Quero saber o que se passa com o meu sistema reprodutor porque, nem tudo é Fibro e não vou fazer tratamento nenhum sem saber o que se passa comigo, a Fibromialgia não pode ser justificação para tudo”. O médico começou a rir e lá vou eu para a marquesa.
Após 2:30 de consulta com biópsia e scans e análises de sangue foi-me dito o seguinte: “Tens útero poliquístico, fibrose uterina e período endometriótico. Vamos esperar pelo resultado da biópsia para saber se, metemos um aparelho para obrigar o período a descer todos os meses, se o secamos ou se removemos o útero porque, estás com mais 4 quistos e vários pólipos e acabaste de remover 2 há 3 semanas, parece que os fabricas”.
Até ao dia de hoje, ainda não sei resultados, apenas recebi uma carta para lá voltar se os sintomas persistirem, não me foi sugerido ainda nenhum tratamento e não sei em que situação estou.
Realmente minhas querida amigas, com 2 doenças invisíveis que ninguém sabe tratar, já começo a duvidar da minha sanidade mental.
Abraços a todas e desejo que com vocês, as coisas corram melhor do que comigo.

Susana Silva – Londres, Reino Unido

11903931_1656212577956076_1738055588373909346_nOla meninas! Vou-vos contar uma pouco da minha história.

Aos vinte e cinco anos decidi deixar de tomar a pilula para ser mãe, após ter deixado de tomar, sempre que menstruava sentia dores horríveis, por vezes até tinha que vir embora do emprego pois só queria descansar mesmo tomando aulin, brufen e outros medicamentos e engravidar nada mês após mês. Foi então que decidi ir ao médico expor a minha situação fiz uma ecografia que deu como resultado: quistos nos ovários, passo seguinte fui à ginecologista que perante a ecografia me mandou fazer analises e uma ecografia vaginal, que deu como resultado:CA125, esta com um valor elevadíssimo a 835 quando o normal é 35 e a ecografia vaginal deu que eu tinha endometrioses, a ginecologista ficou preocupadíssima, pois pensava que já era maligno levou-me para o IPO do Porto lá fui operada. Entrei lá numa quarta-feira, fui internada no domingo e operada na segunda-feira, isto em junho de 1999, preparada para o pior, tudo pois perante a situação, eles achavam que não havia outra hipótese. Na segunda-feira fui a primeira doente a ir para o bloco , a pensar que nunca ia poder engravidar, mas o meu marido esteve sempre a dar-me apoio, pois dizia se não houver outra alternativa, que adotávamos uma criança, mas eu só chorava pois eu queria engravidar. Fui operada tudo correu muito bem, na terça-feira quando foi a visita médica, foi o melhor, o medico disse-me que era benigno e tiramos só um ovário e limpamos o outro como devem imaginar foi uma alegria, o medico disse-me que o melhor era procurar ajuda, para engravidar. Em Julho quando fui novamente a ginecologista já tinha menstruado e tinha tido os mesmos sintomas anteriores, não tão fortes, tinha voltado de novo as endometrioses, e a médica me encaminhou para as consultas de fertilidade, mandou- me tomar novamente a pilula, enquanto não fosse chamada para a consulta, e eu assim fiz. Em novembro começo nas consultas de fertilidade: conclusão no inicio de Fevereiro sou novamente operada, já ia mais confiante, limparam me o ovário. Em março menstruo para depois começar o tratamento, aparece me novamente os quistos, só que desta vez com mais sorte, eram líquidos e foram aspirados e não precisei de bloco operatório, então a opção do médico foi fazer três injeções uma por mês, para não menstruar. Em junho me deu o tratamento para seguir com o FIV. E fui preparada que seria muito difícil engravidar no primeiro ciclo, comigo estavam outras mulheres, que já iam no terceiro e quinto tratamento. Tomei injeções na barriga, que vocês devem conhecer, bem segui o tratamento que o médico me mandou. Chegou o dia de fazer a punção folicular e o meu marido a retirada do espermatozoide, foi para laboratório e todo corria pelo melhor, no 13 de junho, vou fazer a inseminação e o meu marido foi assistir, colocaram-me dois embriões, o primeiro o meu marido acha que correu mal, pois a agulha saiu com sangue e o médico abanou a cabeça em sentido negativo para a bióloga, sem nuca falarem, o segundo correu bem, pois sorriram um para o outro. Na primeiro consulta que tive, após saber que estava gravida a médica deu me os parabéns e disse-me que tinha que agradecer a Nossa Senhora De Fátima e eu respondi à Nossa Senhora e não só. Passados os oito meses, nasceu o meu filho com 2.840 quilos e 46 cm, foi a melhor coisa que me podia ter acontecido, apesar de nascer prematuro, nasceu bem e perfeitinho. Só tenho que dar graças a Deus e agradecer a equipa médica que me assistiu. Amamentei o meu filho até os oito meses com muita pena minha tive que deixar de amamentar, pois voltou me a aparecer as endometrioses, fui falar com o médico que me assistiu na fertilização, e ele confirmou as minhas suspeitas, e disse-me vou te adotar nas minha consultas, em vez de ires para genecologia, era um médico excelente, só lhe tenho agradecer tudo o que fez por mim. Estudou o meu caso e deu-me uma pilula para tomar seguida que é para não fazer ovulação e resultou as endometrioses, que tinha desapareceram, e até hoje tomo essa mesma pilula, que faz com que eu só menstruo de vez em quando, e até hoje nunca mais tive problemas.

Um beijinho a todas!

Sonia Correia – Arcozelo V.N. Gaia, Portugal

11745616_870898732945385_248182255887898631_nBom minha história com ovários policisticos . Aos 14 anos tive minha primeira M. Dores e cólicas terrível alguns anos depois engravidei e logo aos 5 meses perdi o bebê . Depois a falta de M. E muitas dores fui ao médico onde foi diagnosticado ovários policisticos fiz tratamento para diminuir os cistos e em seguida para engravidar com seis meses de tratamento tive minha filhota . Bom hoje tenho quatro lindos 3 meninas 1 menino por acaso não foi tão grave comecei meus tratamento em boa altura está semana fui ao médico e meus cistos já quase não se vê mudei de pílula por já não ter necessidades de pílula tão fortes . Mas o tal do período dores de cabeça e de ser uma pessoa bipolar e instável estamos ainda na luta pra melhorar os sintomas e ter uma vida mais estável . A quem tenha um diagnóstico mais complicado mas Deus está no comando e a medicina já vai nos proporcionando resultados mais eficiente . Ana Hugo – S. Bras d Alportel, Portugal

5 mulheres guerreiras,5 historias de coragem, e quantas de nos nao se reviu nestas palavras, desde ja so tenho a agradecer de coração a todas, minhas queridas! E por me identificar tanto com tudo o que foi escrito acima, actualizei o meu proprio testemunho que escrevi sobre a Fibromialgia:

IMG_20150929_113751Em pequenina toda a gente me chamava de “florzinha de estufa”… porque era um pisco pra comer, era uma trinca espinhas sempre engripada ou constipada.. os anos foram passando, o meu periodo so veio aos 18 anos, e a minha mae com as ralaçoes caracteristicas de qualquer mae… Os medicos recomendaram a pilula para o periodo ficar regular e para acabar com os quistos nos ovarios e eu nao me preocupava, sentia-me bem, como qualquer rapariga da minha idade… a excepcao disso, tudo corria as mil maravilhas!! Comecei a trabalhar, com essa idade quando terminei o liceu, e sempre dei o maximo de mim, em todas as funcoes que desempenhava. Como todas as raparigas de 20 anos, adorava divertir-me com os meus amigos, sair pra dança, foi das melhores fases da minha vida e nao me arrependo de nada, so gostava de ter conhecido o meu Rui nessa altura, mas tudo acontece por um motivo e quando menos esperamos somos recompensados. Vivia sem preocupacoes, e levava tudo na boa, alias sempre dei muito de mim a quem nao merecia… e no fim lixava-me sempre…

Ate que aos 22 anos, ela surgiu… esse monstro, que durante anos, e ainda hoje, me custa pronunciar o seu nome… a depressao… tudo surgiu com uma gripe mal curada, que depois passou a principios de pneumonia… doia-me muito o corpo, tinha febres altas, muita tosse, muita expectoracao, dores horriveis nas costas… so tinha pensamentos negros mesmo… so queria que o meu sofrimento acabasse… foram 10 longos meses de martirio que pareciam q nao tinham fim, so queria ficar no meu canto e nao chatear ninguem nem dar trabalho a ninguem, consegui recuperar sozinha, com a minha fe em Deus (acreditem ou nao) a minha mae e a minha melhor amiga, Silvia na altura tambem me deram muita forca, mas consegui sair do buraco, e acreditem que era mesmo um buraco muito escuro, sem medicacao nenhuma, apenas com muito descanso e meditacao, mas acreditem q tenho muitas sequelas desse bicho papao, mas acho que hoje sou mais forte do q ela mesmo nos momentos de fraqueza, ganhei imunidades contra ela, tao cedo ela nao me apanha noutra, mesmo quando eu for bem velhinha.

Depois da depressao tive mais alguns altos e baixos, mais algumas desilusoes, mas sempre consegui manter-me por cima, aos 24 anos tive mais uma pneumonia por motivos de mas condicoes de trabalho mas consegui recuperar e consegui empregos que me deram estabilidade, independencia e experiencia, apesar das fortes exigencias e dos fracos rendimentos do primeiro, consegui sempre ultrapassar todas as dificuldades, terminei uma relacao de 3 anos por causa de uma traicao, e ate mesmo isso me fez mais forte, chorei o que tinha a chorar, e segui em frente, jurando para mim mesma que nao queria mais homens a nao ser que aparecesse alguem mesmo muito especial, vivi mais de um ano tranquila, aproveitei, diverti-me e quando menos eu esperei ele apareceu, e mesmo ai, tudo aconteceu com muita calma, primeiro a amizade, e ainda hoje ele continua a ser o meu melhor amigo, assim o sera ate sermos bem velhinhos 🙂

Deixei de tomar a pilula ha seis anos, passado +/- 12 apos a ter começado a toma-la… foi mesmo muito tempo para o organismo estabilizar novamente, desde ai o meu periodo regulou mas com altos e baixos, e volta e meia muito doloroso ultimamente cada vez mais doloroso e sofrido, fortes dores nas costas, ancas e parte de cima das pernas muito doridas e presas, dores de cabeca, antes e no fim, e o pior de tudo, as malditas colicas… a sinusite tambem se agrava ainda mais, parece que esta tudo interligado… o meu utero incha tanto q a minha barriga parece um balao. Tento abstrair-me ao maximo, faco exercicios de respiracao, uso muito a bolsa de agua quente para amenizar as dores das colicas, leio muito e medito que tambem ajuda muito. Mas o melhor sao os miminhos do meu Rui, esses sim sao o melhor remedio, e eu sei, e acredito que juntos vamos conseguir aquilo que tanto queremos, basta ter fe e acreditar.

Desde que estou ca no Reino Unido, ha quase 3 anos, que tenho passado a minha vida em hospitais, ja fiz tratamento com Metformina durante 3 meses mas tive muitos efeitos secundarios visto estou bem a nivel de resistencia a insulina; Logo depois fui encaminhada para o Hospital no final do ano passado para ser submetida a uma laparoscopia para drenarem o cisto de 4cms alojado no meu ovario esquerdo mas parece que o maldito nao gostou da operacao e resolveu crescer para o dobro e os medicos tiveram receio de me operar para nao por em risco os tratamentos da FIV e receitaram-me a pilula Microgynon 30 e depois do Verao todo la conseguiu diminuir 3 ou 4 cms do cisto… Neste momento ele esta inofensivo e eu so estou a espera que o periodo desça para iniciar as injeçoes da FIV. Hoje por exemplo estou com uma crise de sinusite e outra de colicas… E com cada esticao, choque electrica no baixo ventre, as pernas ficam dormentes, nao me seguro em pe… Mas la tera que ser, e por uma causa maior, certo?

Aquilo que peço para mim, peço para os outros, so estou bem a ver as outras pessoas bem e felizes, adoro ver sorrisos bonitos e adoro sorrir, porque faz bem a alma e da-nos forças para continuar a viver.

Matilde Ferreira- Londres, Reino Unido

Setembro de 2015

A todas as mulheres que sofrem em silencio, sem saberem o que teem, procurem a ajuda especializada, porque num dia temos tudo…e no outro, lembrem-se sempre, sem saude nao somos nada!

Dedico este post a todas as mulheres guerreiras e cheias de coragem que memso com dores lutam todos os dias para terem uma vida melhor!

um dia de cada vez

Conheciam esta doença? Deixem as vossas duvidas e opiniões na caixa dos comentarios 🙂 😉 

Nosso Grupo no Facebook: Mulheres Portuguesas Com Ovarios Policisticos

Estamos juntas 🙂 🙂 🙂 

 

About Matilde Ferreira

4 thoughts on “SOP Sindrome de Ovarios Policisticos…a doença silenciosa de Mulheres de Coragem!

  1. Obrigado por todas as palavras e por todo o apoio ao longo deste tempo que eu não consegui comentar. és uma pessoas fabulosa!!!
    <3

    Acho este post muito bem estruturado e bastante informativo. É preciso que as mulheres sejam alertadas neste sentido porque muitas sabem da doença mas poucas sabem como a fazer prevenir!

    NEW OUTFIT POST | Black and White Plaid
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me 😀

    • Ooh deixaste-me sem palavras…
      Obrigada, meu querido 😀 E de coracao que eu te sigo 🙂
      Sim, ainda existe muito desconhecimento nesta doença… ha que fazer a diferenca e passar a palavra!
      Beijinhooosss

Leave a Reply