Das coisas que descubro…

…e gosto de ouvir 🙂

Descobri esta musica numa manha em que estava a ver a RTP3 e tanto eu como o Lu começamos a dançar ao som dela 🙂 Gostamos de tudo, desde a harmonia dos instrumentos à melodia leve e boa onda 🙂

Falam, falam, falam

De nós na rua

Medem a distância

De minha casa à tua

Dizem que tomámos
De assalto a lua
Que perdemos o chão
E que a paixão é sol de pouca dura

Das janelas chovem pedras e baldes de água fria

Já ninguém tolera a nossa euforia

Meu amor, quem me dera

Viver a sós contigo esta loucura

Num lugar para nós
Do outro lado da rua

Ficarmos enfim sós

Só eu tu e a lua
Num lugar para nós

Num lugar para nós

Do outro lado da rua

Falam, falam, falam
Do teu vestido
Uns dizem que é curto
Outros dizem que é comprido

Que tens cara de santa
Mas que és um perigo
E que eu dou ares de senhor

Mas tenho alma de sem abrigo

Das janelas chovem pedras e baldes de água fria

Já ninguém tolera a nossa euforia

Meu amor, quem me dera

Viver a sós contigo esta loucura

Num lugar para nós
Do outro lado da rua

Ficarmos enfim sós

Só eu tu e a lua
Num lugar para nós

Num lugar para nós

Do outro lado da rua

[Solo]

Meu amor, quem me dera

Viver a sós contigo esta loucura

Num lugar para nós
Do outro lado da rua

Ficarmos enfim sós

Ja conheciam? 😉

Bom domingo 🙂

About Matilde Ferreira

Um Filme… para ver de novo

A Raiz do Medo, ou no titulo original Primal Fear, que conta com a participação principal de Richard Gere e tem como banda sonora, a musica Canção do Mar, original de Amalia Rodrigues, cantada por Dulce Pontes.

Vi este filme em 2011, um pouco tarde pois este é do ano de 1996. Mas valeu a pena, pois gostei mesmo muito do filme, da sua mensagem e de todo o suspense existente do princípio ao fim dele. Richard Gere representa como um peixe na água.

Em Chicago, a morte de um arcebispo a facadas choca o público, atraindo a atenção da mídia local. Um advogado oportunista em busca de fama se oferece para defender o principal suspeito do crime, um adolescente pobre com problemas mentais.

Uma curiosidade: segundo me lembro de ouvir dizer, a musica foi escolhida pelo próprio Richard Gere que adora fado e tem uma profunda admiração por Dulce Pontes.

Fiquem com o som do filme 😉

Fui bailar no meu batel
Além do mar cruel
E o mar bramindo
Diz que eu fui roubar
A luz sem par
Do teu olhar tão lindo
Vem saber se o mar terá razão
Vem cá ver bailar meu coração
Se eu bailar no meu batel
Nao vou ao mar cruel
E nem lhe digo aonde eu fui cantar
Sorrir, bailar, viver, sonhar contigo
Vem saber se o mar terá razão
Vem cá ver bailar meu coração
Se eu bailar no meu batel
Nao vou ao mar cruel
E nem lhe digo aonde eu fui cantar
Sorrir, bailar, viver, sonhar contigo
Ja viram este filme? Lembram-se desta musica? 🙂

About Matilde Ferreira

Viva o 10 de Junho!

Viva Portugal! Este dia é tambem o dia dos emigrantes 🙂 Por todo lado aqui no Reino Unido as comunidades portuguesas juntam-se em festas e arraiais 🙂

Fiquem com a Marcha do Pião das Nicas do saudoso Carlos Paião

Viva o Santo António viva o São João
viva o dez de Junho e a restauração
viva até São Bento se nos arranjar
muitos feriados para festejar

Bora para o bailarico? 😉

Bom domingo, gente boa e linda 🙂

About Matilde Ferreira