Tag Archives: Liberdade

Morreu Otelo.

Otelo Saraiva de Carvalho. Um dos heróis de Abril. O mentor da Revolução. Toda a minha vida ouvi o meu pai chamar de traidor a Otelo. Mas eu não lhe chamaria isso. Otelo ficou inconformado com o rumo dos acontecimentos politicos depois da Revolução. Não era isso o que ele esperava da Revolução. Não foi a sede de poder que o levou a candidatar-se a presidente da republica em 1976, mas sim a sede de justiça. Talvez por isso anos mais tarde disse que se soubesse o que sabia não tinha feito a Revolução. E eu concordo com ele 🙁 Nao concordo com os actos terroristas das FP25 mas as vezes quando estamos desesperados nao pensamos nas consequências dos nossos actos. Se Otelo deveria ter feito o mesmo que Salgueiro Maia, devia, mas eram pessoas completamente diferentes. E talvez por isso Maia foi o meu capitão de Abril preferido. Porque era um homem de paz e não gostava de aparecer nem de confusões. Se o 25 de Abril foi uma revolução pacífica foi graças a ele. O mundo precisa de mais pessoas assim.

Imagem retirada do Google

E hoje, ao ver o presidente de um partido português dizer estas asneiras publicamente, fico inclinada a dar razão a Otelo, apesar de estar do lado de Maia, e de lhes agradecer por terem devolvido a Liberdade ao país ao fim de quase meio século de Ditadura

As pessoas abusam da Liberdade e não lhe dão o seu devido valor… E isso é lamentável 🙁

Da minha parte vou fazer por continuar a honrar a Liberdade que os Capitães de Abril restituíram a Portugal, tal como a minha mãe me ensinou.

About Matilde Ferreira

25 de Abril Sempre!

47 anos de Liberdade. Estamos quase a atingir meio século desta data histórica. Desta data que tanto nos trouxe. Desta data que tirou o país das trevas. 47 anos. Quase tantos quantos aqueles em que o pais viveu na Ditadura. Temos tanto a agradecer aos homens que lutaram pela Liberdade.

O que é aprendemos com o 25 de Abril? Eu, mesmo não tendo vivido no tempo do Salazar, aprendi a dar valor à minha liberdade. Graças à minha mãe. Cresci entre um pai salazarista 🙁 e uma mãe que defendia o 25 de Abril. Ela tinha este livro guardado na sua mesinha de cabeceira. Foi graças a ele que antes dos 10 anos aprendi o que foi este acontecimento tão importante para o nosso país. Infelizmente o meu pai, apesar de ser um bom homem, tinha umas ideias muito mal concebidas em relação ao 25 de Abril. Estava sempre a dizer que devia haver um Salazar em cada esquina e no tempo da velha senhora é que era bom. Entravamos bastante em choque porque essa conversa repugnava-me, principalmente quando ele dizia que o que eu andava a aprender na escola era mentira… 🙁 Valia-me o bom senso da minha mãe, que tinha sempre um bom argumento para o contradizer, e eu acreditava nela. Porque ela viveu a realidade de ditadura. ela tinha 22 anos quando a Revolução dos Cravos aconteceu e foi um alivio muito grande para ela.

Lembro-me como se fosse hoje de no 11o ano ter feito um trabalho sobre o 25 de Abril que me deu muita satisfação fazer, fiz questão de colocar a fotografia de Salgueiro Maia na capa, com ele não só aprendi muito como senti um orgulho imenso nos nossos heróis da Liberdade, os nossos Capitães de Abril. Sim, Salgueiro Maia é um dos heróis da minha vida.

Por ultimo, quero vos fazer um pedido como emigrante: não deixem a Liberdade morrer em Portugal! Por favor! Eu digo isto porque vejo tantas pessoas a dizerem disparates nas redes sociais que chego a ficar frustrada com tanta estupidez junta… 🙁

Apesar de longe, estamos juntos! Da minha parte vou continuar a lutar para que o nosso país não perca a Liberdade que custou tanto a ser restituída! 25 de Abril Sempre!

About Matilde Ferreira

Porque escolhi esta linda aliança de casamento …

Este foi o primeiro post que escrevi no blog e fiz-lo como um teste… mal sabia eu que iria escrever este post 🙂 Parecia que estava a adivinhar.

Nas asas do teu amor

Voo livre como uma gaivota…

Foi este o motivo pela qual escolhi esta aliança, porque o amor dele faz-me sentir livre 🙂

Contigo concretizei o sonho de ser mãe. E com isso fizeste-me sentir realizada como mulher e ser humano. A nossa relação esta longe de ser perfeita. Mas a nossa amizade está sempre lá nos bons e maus momentos. E assim espero que permaneça ate sermos velhinhos.

Eu jamais permitiria que um homem se endividasse para me dar um anel de noivado. Isso vai contra os meus princípios e a minha consciência. Acho que nunca mais iria conseguir dormir descansada à noite. Cada um sabe de si mas quando vejo as ditas influencers nas redes sociais a mostrar os seus anéis de diamantes oferecidos pelos seus noivos, não me faz sentir inveja mas sim pena do péssimo exemplo que estas estão a transmitir a quem as segue. Vivemos num mundo tão fútil que as pessoas se encantam coisas cheias de nada, que para quem pouco ou nada tem pode ser muito. Perdoem-me o devaneio… mas falar destes assuntos deixam-me triste, mais uma vez não por mim mas por constatar que vivemos numa sociedade tão oca e vazia… onde os sentimentos verdadeiros são esquecidos.

Tanto aqui no UK como nos EUA o custo do anel de noivado deve ser equivalente a 2 ou 3 meses de ordenado do noivo…

O custo médio de um anel de noivado no Reino Unido é de £ 1.483, mas os resultados revelam que apenas 24% dos britânicos esperam que seu parceiro gaste tanto (entre £ 1.000 e £ 2.999)

Este foi o meu anel de noivado, com uma pequena ametista, a minha pedra preferida. O Rui ofereceu-me em 2015, 3 anos antes de assinarmos os papeis 🙂

Imagem da minha autoria

Eu acho muito o custo medio do anel… o meu custou 200£ e eu ja achei demasiado, ja para não falar nas nossas alianças, que juntas custaram 600£… So acho que ha coisas melhores e mais uteis para gastar o nosso dinheiro, e podemos fazer tanta coisa que nos faz bem mais feliz 🙂 tal como viajar sem nos endividarmos 😉

Imagem da minha autoria – o Amor verdadeiro tornou o sonho realidade

O que vocês acham deste assunto?

About Matilde Ferreira

Bravo, Évora!

E a melhor resposta para o partido Chega de André Cocó foi mesmo a do povo alentejano. Foi lindo!

Vamos todos cantar com Évora! Basta de Chega!

Juntos vamos calar estas vozes ridículas! Quem está comigo?

About Matilde Ferreira

25 de Abril Sempre!

46 Anos de Liberdade!

Para hoje só quero dizer isto! Que a voz dos nossos heróis jamais se cale! Que o sentimento da Liberdade jamais seja esquecido! Lembrem-se Sempre! Não deixem que ninguém vos faça esquecer este acontecimento tão importante das nossas vidas!

Grândola Vila morena
Terra da fraternidade

O povo é quem mais ordena
Dentro de ti ó CidadeEm cada esquina um amigo
Em cada rosto a igualdade
O povo é quem mais ordena
Dentro de ti ó CidadeDentro de ti ó Cidade, oh, oh, oh
Juro em ter a companheira
A sombra de uma azinheira
Que já não sabia a idade

Deixo-vos com a Historia contada aos mais pequenos através da musica, haverá melhor forma de ensinar? É assim que eu quero transmitir a mensagem ao meu filhote 🙂

“Esta é a história De uma grande vitória

Sei que és novo mas vou tentar explicar

A vida era de pedra Tão dura como a guerra

Que na rua não se podia falar

Eram tantas as palavras

Entoadas com guitarras

Que nas rádios não se podiam cantar

As prisões eram o castigo

De um país que andava ferido

Sem saber que já não dava para aguentar

Esta é a história

Que um dia tb vais contar

Esta é a história

Que um dia tambem vais contar

Cansados da ditadura

Da uma vida de amargura

A tropa decidiu avançar

Mas os carros de combate

Que partiam para o ataque

Só tinham muito amor para disparar

E então fez-se outra guerra

Lá para o meio da Primavera

Só com flores para ninguém se magoar

Esta é a história

Que um dia tambem vais contar

Esta é a história de um povo

Que lutou sem sangrar

E a dura ditadura

Que já estava tão madura

Caiu logo sem ninguém para a amparar

E o povo que andava triste

Então gritou de mão em riste

Somos livres ninguém nos pode parar

E a festa veio pra rua

Prolongou-se até que a lua

Pudesse com o povo celebrar

Esta é a história

Que um dia tb vais contar E

sta é a história de um povo

Que lutou sem sangrar

Esta é a história

Que um dia tambem vais contar

Esta é a história de um povo

Que lutou a cantar

E se algum dia alguém te perguntar

Como era vida naquele tempo e lugar

Podes dizer que era como ter asas e não poder voar

Podes dizer que era como ter asas e não poder voar…

About Matilde Ferreira