Tag Archives: storyteller dices

Storyteller Dices| A Bruxa e o Rei

Hoje trago-vos mais uma historia criada com a inspiração dos dados contadores de historias.

Lancei os dados e saíram estas palavras 🙂

Espero que gostem 😉

Imagem da minha autoria

Era uma vez uma bruxa tão má, mas tão má que vivia longe de tudo e de todos pois toda a gente tinha medo dela e ninguém conseguia se aproximar dela. Diz quem se lembra, que ela esconde um segredo que esta escrito numa carta que ela guarda religiosamente no seu livro de feitiços.

Certo dia o rei, que andava por ali a caçar, nas imediações do castelo da bruxa, decidiu aventurar-se e confrontar a bruxa.

-Que queres daqui?- perguntou a bruxa ao rei.

-Fiquei curioso e gostava de saber como te sentes por viver aqui sozinha longe de tudo e de todos…

-Aprendi a gostar e viver de estar sozinha para não fazer mal a ninguém…

-A ninguém ou a ti?…

-Sabes, eu tenho um segredo…

-Um segredo, como assim?…

-Sim, esta aqui guardado no meu livro de feitiços

O rei ficou ainda mais curioso, e num movimento rápido sacou do livro à bruxa, deixando cair a carta com o segredo dela. Esta apanhou a carta e disse em voz alta:

-Tenho a habilidade da transformação, posso me transformar ou aos outros naquilo que eu quiser. E a ti, rei, vou-te transformar num sapo!

-Croac! Croac! – exclamou o rei. – Porque fizeste isto?…

-Se me deres o teu maior tesouro, eu desfarei o feitiço – respondeu a bruxa – estas a ver esta ampulheta? O tempo dela é o teu prazo, e o feitiço só se desfará quando passar a estrela cadente.

-Aqui tens a minha coroa e o meu anel de diamantes do reino. – disse o rei.

-Não! – retorquiu a bruxa – Estas tão enganado, esse não e o teu maior tesouro…

O rei ficou confuso…

-O teu maior tesouro – continuou a bruxa – é a tua filha! A bruxa revelou que o seu maior segredo foi ter perdido a sua filha que morreu ainda criança com uma doença muita grave.

Num passe de magica, a filha do rei apareceu no castelo da bruxa. A princesa estava assustada, e ainda mais ficou quando ouviu o sapo falar: “Filha, nada temas” e este saltou para o colo da filha, que movida de coragem deu um beijo na face do sapo, e nesse mesmo instante o rei voltou à forma humana. Quanto à bruxa ficou tão furiosa ao ponto de ficar verde de raiva e se transformar ela própria em sapo e desaparecer nas profundezas da floresta.

O rei e a princesa voltaram aliviados para o seu castelo, e o seu povo pode viver em paz e sem medo.


About Matilde Ferreira

Storyteller Dice| Mushrooms for Dinner

Hoje trago-vos mais uma pequena historia inspirada pelos dados contadores de historias. Espero que gostem 😉

Today I bring You another little story inspired by storytelling dices.

Hope you all enjoy it 😉

Imagem da minha autoria

Certo dia fui dar um passeio pelo campo e deixei-me levar pelo som das pegas. Elas levaram-me ate um sitio magico, cheio de cogumelos coloridos mas venenosos. Inconsciente, colhi alguns, pois decidi que seria esse o meu jantar. Cheguei a casa, salteei os cogumelos com espinafres, misturei ovos e fiz uma omelete. Abri uma garrafa de vinho e deliciei-me com o meu jantar. A dada altura comecei a sentir alucinações, seria do vinho ou dos cogumelos?… Adormeci e no dia seguinte despertei do sonho, como se nada tivesse acontecido com uma sensação de satisfação boa mas com um gosto estranho na boca…

One day I went for a walk in the countryside and I was carried away by the sound of the magpies. They took me to a magical place, full of colorful but poisonous mushrooms. Unconsciously, I picked some because I decided that this would be my dinner. I got home, stir-fry the mushrooms with spinach, mixed eggs and made an omelet. I opened a bottle of wine and delighted my dinner. At one point I started to feel allucinations, would it be the wine or the mushrooms? … I fell asleep and the next day I woke up from the dream, as if nothing had happened with a feeling of good satisfaction but with a strange taste in my mouth …

O que acham que me aconteceu? Deixo ao vosso critério o desenlace desta historia.

What do you think that have happened with me? I leave up to you the end of this story. 😉

About Matilde Ferreira

Storyteller Dices| Desafio d’As Gavetas: Lábios

E hoje trago-vos a minha historia para o desafio criado pela Andreia do blog As Gavetas da Minha Casa Encantada. A palavra deste mês de Abril é:

Imagem cedida pelo blog As Gavetas da Minha Casa Encantada

Acordei com um sorriso nos lábios e um beijo do meu Rui. O sol brilha la fora O meu filho da-me um abraço sem contar com as suas típicas gargalhadas contagiantes, expressando um habitual: “Hey, Duggee!” dos seus desenhos animados preferidos. Tomamos o pequeno-almoço no apoio com o sol a despertar e a dar-nos beijinhos nos nossos rostos.

Saímos à rua para aproveitar o dia. Fomos até ao parque onde cumprimentamos todos com quem nos cruzamos, sorrisos atraem sorrisos, gentileza atrai gentileza e coisa melhor não há.

Ja no parque o Lu correu para o seu “castelo” onde se divertiu a contar os seus passos ate ao escorrega. Depois foi para os baloiços onde voou e deu as suas gargalhadas gostosas e contagiantes. Riu tão alto que chamou a atenção de uma menina da idade dele a quem ele deu um abraço tão forte e ofereceu uma pequena flor branquinha. A menina ficou muito feliz e contente.

De regresso a casa, o Lu desgostou-se com uma maça. Ele adora maças verdes e vermelhas.

O dia terminou como começou, com um beijo nos lábios do meu amor. Haverá algo melhor do que beijo na boca da pessoa que amamos?

E assim terminei o dia da mesma forma que o comecei, com um sorriso nos lábios. ♥

Espero que tenham gostado 😉 E vocês, que historias contam os vossos lábios? 🙂

About Matilde Ferreira

Storyteller Dices| O Cavaleiro e o Gato Preto

Haverá ha coisa melhor do que criar/inventar historias? A Andreia do As Gavetas da Minha Casa Encantada inspirou-me e eu tive de adquirir uns Dados Contadores de Historias. Lanças os dados e fazes magia com imagens e palavra.

E a primeira historia surgiu assim:

Foto da minha autoria

Estava uma noite gélida, o nosso cavaleiro ja andava perdido há muito tempo, até que avistou uma pequena sombra que se movia lentamente pela floresta. A sombra parou quando o avistou. Ao chegar mais perto, o cavaleiro apercebeu-se que era um gato preto que se deixou afagar docilmente. Com a cabeça deu a entender que queria que o cavaleiro o seguisse. levou-o até a uma árvore, e junto desta estava um frasco de veneno… Mas não era um veneno mortal, era sim uma poção que dava super poderes, segundo o gato. O homem bebeu a poção a medo, e do nada sentiu-se mais forte. O gato voltou a guia-lo, desta vez, ate a uma casa assombrada. Sem medos, o cavaleiro entrou nela. À porta estava um punhal, pegou nele para se proteger, não fosse o diabo tece-las. Percorreu a casa toda, cautelosamente, ate que viu algo a brilhar no fundo das escadas. Esta rangia bastante mas o cavaleiro foi, mais uma vez sem medos mas sempre com cuidados ate chegar à luz brilhante. Ao chegar lá verificou que se tratava nada mais nada menos do que um anel brilhante. O cavaleiro ficou tao feliz com esta recompensa que agarrou no anel e fugiu dali o mais rápido possível. Não sem antes levar o gato com ele.

Gostaram da historia e da ideia? 😉

About Matilde Ferreira