Tag Archives: Actividades

Do nosso domingo… PYO – Pick Your Own

Este domingo fomos apanhar maças numa quinta aqui bem perto de nós. O Louis adorou esta actividade ou não fossem as maças o seu fruto preferido 🙂 Tem dias que chega a comer mais que duas. E quando o vamos buscar à escola, se lhe levo uma maça fica todo contente, lambe os lábios e diz: Hmmm delicious! 🙂

Recordei os meus tempos de infância, a correr atras das galinhas dos meus avós ou pela pequena horta onde eles plantavam de tudo um pouco. Lembro-me perfeitamente de desaparecer e deixar a minha mãe preocupada, e depois aparecer com os beiços lambuzados de vermelho, por causa das framboesas que eu tinha acabado de comer.

O meu avô também tinha uma ramada de maracujás, um dos meus frutos preferidos. Eram tempos tão felizes.

O Louis pode não ter a mesma sorte que eu tive na minha infância, por não ter o quintal dos avós mas tem estes sítios para que possa ter contacto com a Natureza e perceber de onde as coisas vêm.

Quando chegou à quinta foi logo a correr ver as galinhas, tal como eu fazia quando chegava a casa dos meus avós. 🙂 E adorou apanhar as maças das arvores, como se ja estivesse habituado a faze-lo desde sempre. 🙂 Não estava muita gente, por isso andava-se bem, mas quando chegamos também estavam uns miúdos mais crescidos que o Louis, com sacos, prontos para ir colher as maças deliciosas, que o Louis tratou logo de cumprimentar 🙂

Se ainda não fizeram esta actividade, recomendo que o façam pois é mesmo muito para usufruir do contacto com a Natureza 🙂

Vamos aproveitar estas macas para fazer uma tarte e assa-las com canela e vinho do Porto, o que acham? 😉 Se tiverem mais sugestões, deixem na caixa dos comentários 🙂

About Matilde Ferreira

O coelho e a raposa 🐰🦊

Estes são os bonecos preferidos do Louis. Lembram-vos de alguma historia em especial? O Louis adora a raposa do Peter Rabbit, por isso escolheu estes dois peluches para serem os seus melhores amigos. Anda sempre com eles de um lado para o outro, seja para contar historias, “tomar chá”, hora da papa ou da naninha. 🙂

Imagem da minha autoria

Entretanto na floresta…

-Onde vais com tanta pressa?- perguntou a Raposa ao Coelho.

-Tenho de me despachar, não posso falar agora- respondeu Coelho.

-Posso te acompanhar? – perguntou novamente a Raposa.

-Não te ponhas com segundas intenções, raposinha – disse o Coelho, desconfiado- olha que eu sou muito rápido, para alem de estar sem paciência para as tuas “brincadeiras”.

-Tem calma, Coelho, eu só quero fazer amigos… Sabes que desde o tempo do Principezinho que me sinto muito sozinha… – disse a Raposa com um ar triste.

-Pois acredito, mas eu tenho imensa pressa pois não tarda nada começa a chover e eu tenho de levar cenouras para casa para alimentar os meus filhotes que devem estar cheio de fome.

-Eu ajudo-te. Assim como assim nao tenho nada para fazer.

-Está bem, mas tens de me prometer que te portas bem.

-Combinado.

O coelho corria muito rápido e a raposa tinha muita dificuldade em o acompanhar até que começou a chover torrencialmente e tiveram de parar.

-Assim nunca mais vou conseguir levar comida para os meus filhotes- disse o Coelho, muito triste.

-Calma, disse a Raposa- vais ver que quando a chuva parar o arco-iria vai-te mostrar o caminho.

E assim foi, depois de algum tempo a chuva deu lugar a um belo arco-íris que mostrou o caminho para uma pequena quinta onde havia uma pequena horta cheia de cenouras.

A Raposa ajudou o Coelho a colherem algumas cenouras sem serem vistos, e nova Minho para casa consolaram-se a comer duas grandes cenouras cada um.

Ao chegarem a casa do Coelho, este disse:

-Muito obrigada por me teres ajudado, Raposa, o que posso fazer te retribuir?

-Seres meu amigo basta-me.

Dito isto a Raposa virou costas e foi-se embora.

De repente o Coelho chamou-a e disse: -Gostava de te convidar para tomares um cha ca em casa e conheceres a minha familia.

A Raposa aceitou muito tímida, e foi assim que deram inicio a uma bela Amizade.

About Matilde Ferreira