Category Archives: Escrita Criativa

Storyteller dices d’As Gavetas| O balão sobe no céu estrelado…

O balão do Louis sobe sobe sobe pelo ar… 🙂

Sobe sobe balão sobe vai pedir aquela estrela que me deixe lá morar e sonhar… 🙂

Quando o Louis era bebe costumava cantar-lhe a primeira musica, personalizando com o nome dele, para o adormecer 🙂 E quando era da idade dele adorava e andava sempre a cantar a segunda 🙂

Noite de São João. O céu estava repleto de estrelas. E o Louis corria de um lado para o outro com o seu balão, todo contente. Quando de repente, o vento puxou o balão e fez com que este se soltasse da mãozita do pequenote… Veio ter comigo a choramingar, dei-lhe um abraço e um beijinho, ao qual ele retribuiu com o seu sopro tao característico, a forma dele dar beijinhos. Comecei a cantar-lhe a segunda musica, e o Louis ficou tão encantado que acabou por adormecer no meu colo, a olhar para as estrelas 🙂

Nota: O Louis ainda não teve a oportunidade de viver a festa do Sao Joao mas mal podemos esperar para que isso aconteça 🙂 E nem de propósito este post é publicado, precisamente um mes depois do aniversário do Louis.

Este desafio foi criado pelo blog As Gavetas da Minha Casa Encantada.

About Matilde Ferreira

Storyteller Dices d’As Gavetas| Mummy Sunglasses

-Louis, onde estão os meus óculos? – perguntei num tom apressado, pois ja estávamos atrasados para ir para a escola.

O Louis apareceu com as mãos na carita dizendo:

-Mummy, I can’t see it! (Mami, eu não vejo!)- respondeu ele, com uma carinha triste.

-Oh come on, Louis, we are going to be late to school (Oh anda lá, Louis, assim vamos chegar à escola.) – disse eu.

De repente o Louis olhou para mim e começou a rir muito, com aquelas gargalhadas tão características dele, que fazem bem à alma.

Eu fiquei a olhar para ele perplexa e perguntei:

-O que se passa?

-Mummy, your sunglasses are here (ele chama sunglasses aos meu óculos normais) 🙂 – e apontou para a minha cara 😀

Foi então que levei as mãos à cara e constatei que realmente tinha os óculos postos.

Desatei a rir às gargalhadas, juntamente com o Louis que entretanto tinha ido buscar os seus “pretending glasses” (óculos de fazer de conta) 😀 😀 😀

-Today I’m going to wear my “sunglasses” to go to school 😀 (Hoje vou levar os meus óculos para a escola!)- disse ele todo contente e determinado. 🙂

Este desafio foi criado pelo blog As Gavetas da Minha Casa Encantada.

About Matilde Ferreira

Storyteller Dices d’As gavetas| Almoço de Verão

-Mummy, mummy! – exclamou o Louis no seu jeito apressado e excitado. – Vamos fazer um piquenique 😀

-Um piquenique? Parece uma excelente ideia 😀 Como é que nao me lembrei disso? – respondi – E o que gostavas de comer? – perguntei-lhe.

-Hmmm burger and orange juice, disse ele num ingles perfeito com sotaque português 🙂 – replicou ele sem pestanejar. – From Macdonalds! – acrescentou ele lambendo os labios, ja a pensar na surpresa do Happy Meal.

-Assim seja, vamos chamar o Uber Eats para trazer o almoço e depois preparamos tudo e vamos fazer um piquenique no parque.

-Yeaaahhh 😀 – disse o pequenote numa grande excitação.

Assim que o almoço chegou, o Louis vou a correr à porta cumprimentar o senhor. Preparamos tudo na cesta do piquenique, vestimos os casacos e calçamos os sapatos e assim que saímos à rua… começou a chover. O Luis começou a cantar a musica “rain, rain go away” com as lagrimas nos olhos. Peguei nele ao colo e disse-lhe:

-E se fizemos o piquenique no chão da nossa sala? – perguntei-lhe, piscando-lhe o olho 😉

-Yeaaaahhh! That’s a great idea 😀 – disse ele numa grande excitação.

Colocamos uma manta no chão. O Louis comeu o seu hambúrguer com batatas fritas, e bebeu o seu sumo de laranja, dizendo: Delicious! 🙂

De seguida fomos ler o livro que saiu no Happy Meal, Os Três Porquinhos, e o Louis acabou por adormecer no sofa 🙂 Que rica soneca! 🙂

Imagem da minha autoria

About Matilde Ferreira

Lágrimas de Coragem| Storyteller Dices d’As Gavetas

Ela parou o carro

em frente ao mar

Ele saiu mudo e calado…

Foi embora e deixou-a no carro a chorar…

Como pode ser tao insensivel

Depois de tudo o que ela fez por ele

Que mal fez ela?

Logo ela que sempre fez tudo por ele, pelos dois…

La fora a tempestade era forte,

Trovejava forte, o vento assobiava,

O tempo combinava com o estado

Da sua alma…

Tal como a chuva as suas lágrimas

Lavavam a sua alma…

Chora, menina, chora tudo o que tens para chorar

São essas lagrimas que te vao dar forças para

Seguir em frente

Olhou para a gaivota que pousou em frente ao carro,

E deixou-se inspirar pela sua liberdade.

E pensou:

Voa, menina, como uma gaivota voa nas asas do vento.

E a tempestade foi-se embora,

Dando lugar a um belo dia de sol.

E tal como a Natureza,

Ela seguiu em frente na sua caminhada da Vida,

Mais forte e segura de si.

Imagem da minha autoria

Este desafio foi criado pelo blog As Gavetas da Minha Casa Encantada.

About Matilde Ferreira

O coelho e a raposa 🐰🦊

Estes são os bonecos preferidos do Louis. Lembram-vos de alguma historia em especial? O Louis adora a raposa do Peter Rabbit, por isso escolheu estes dois peluches para serem os seus melhores amigos. Anda sempre com eles de um lado para o outro, seja para contar historias, “tomar chá”, hora da papa ou da naninha. 🙂

Imagem da minha autoria

Entretanto na floresta…

-Onde vais com tanta pressa?- perguntou a Raposa ao Coelho.

-Tenho de me despachar, não posso falar agora- respondeu Coelho.

-Posso te acompanhar? – perguntou novamente a Raposa.

-Não te ponhas com segundas intenções, raposinha – disse o Coelho, desconfiado- olha que eu sou muito rápido, para alem de estar sem paciência para as tuas “brincadeiras”.

-Tem calma, Coelho, eu só quero fazer amigos… Sabes que desde o tempo do Principezinho que me sinto muito sozinha… – disse a Raposa com um ar triste.

-Pois acredito, mas eu tenho imensa pressa pois não tarda nada começa a chover e eu tenho de levar cenouras para casa para alimentar os meus filhotes que devem estar cheio de fome.

-Eu ajudo-te. Assim como assim nao tenho nada para fazer.

-Está bem, mas tens de me prometer que te portas bem.

-Combinado.

O coelho corria muito rápido e a raposa tinha muita dificuldade em o acompanhar até que começou a chover torrencialmente e tiveram de parar.

-Assim nunca mais vou conseguir levar comida para os meus filhotes- disse o Coelho, muito triste.

-Calma, disse a Raposa- vais ver que quando a chuva parar o arco-iria vai-te mostrar o caminho.

E assim foi, depois de algum tempo a chuva deu lugar a um belo arco-íris que mostrou o caminho para uma pequena quinta onde havia uma pequena horta cheia de cenouras.

A Raposa ajudou o Coelho a colherem algumas cenouras sem serem vistos, e nova Minho para casa consolaram-se a comer duas grandes cenouras cada um.

Ao chegarem a casa do Coelho, este disse:

-Muito obrigada por me teres ajudado, Raposa, o que posso fazer te retribuir?

-Seres meu amigo basta-me.

Dito isto a Raposa virou costas e foi-se embora.

De repente o Coelho chamou-a e disse: -Gostava de te convidar para tomares um cha ca em casa e conheceres a minha familia.

A Raposa aceitou muito tímida, e foi assim que deram inicio a uma bela Amizade.

About Matilde Ferreira