Tag Archives: TVI

Algo vai mal no Reino de Portugal

Cristina Ferreira tem duas coisas em comum comigo, a mesma idade, 44 anos e 2 nomes, para quem não sabe o meu nome completo é: Matilde Cristina Marques Ferreira. E é só isto. E os meus nomes preferidos sao Matilde Marques, por causa do meu querido avô materno. 🙂

Cristina Ferreira escreveu um livro chamado “Pra Cima de Puta” onde denunciou que foi vitima de assedio sexual mas agora vem dizer que as imagens mostradas no video abaixo, e que todas as pessoas conscientes viram, é Amor. Quem ama não precisa de apertar pescoços para dar um beijo. Será que vale tudo por dinheiro, poder e audiências? Como é que é possível conseguir ser tao hipócrita e indiferente? Quer dizer só é valido para vender livros?

Cristina, na minha humilde opinião, talvez seja a pessoa menos entendida nas lides do Amor, se não vejamos, ao fim destes anos todos ainda nao conseguiu ultrapassar o fim do seu relacionamento com o pai do seu filho, pois continua presa e ressabiada não conseguindo se libertar e partir para outra. Se ela é feliz assim, maravilha para ela mas então que confunda as coisas… nem induza o publico em erro. 🙁

Em relação ao que ela disse sobre a televisão servir para entreter e não para instruir, devo dizer que eu aprendi muito com os 2 únicos canais que existiam na minha infância, e o meu filho também aprendeu muito com o CBeebies. Aprender a brincar é muito bom e faz muito bem.

O mundo está realmente perdido com tanta falta de noção. 🙁

Mas ainda bem que temos alguém com noção na televisão, como Ana Garcia Martins, a Pipoca Mais Doce, que diz as verdades e fala com consciência. E para aqueles que a criticam e dizem que ela devia sair do programa, na minha opinião, acho que ela faz muito bem em ficar pois não é ela que está errada.

Quanto a Bruno de Carvalho, acho que deve ser internado com urgência pois é um doido alucinado que não diz coisa com coisa a ver pelo que tem vindo a dizer a fazer, insultado tudo e todos que sao contra o que ele esta a fazer, desde Carolina Deslandes, à própria Pipoca e Joana Mortágua. Mas o pior e o mais assustador é o número de pessoas, maioritariamente jovens e adolescentes que o apoiam… e mulheres, muitas mulheres 🙁 Acham bem? Valha-nos o trabalho incansável da activista Francisca Magalhaes Barros e esperar que a queixa-crime que a CIG apresentou ao Ministério Publico vença em nome de todas as mulheres que sofrem de violência domestica.

Quanto a Liliana Silva… bem so posso dizer que acho que está/é deslumbrada e iludida, parecendo que vive numa realidade à parte e espero que quando acorde não seja tarde demais… 🙁 E espero bem que ouça a sua colega Marta Gil que lhe diz isto:

Fiquem com mais uma analise da Joana Marques que mais uma vez vai de encontro à minha opinião sobre o assunto.

Mas nem tudo é mau no reino da TVI ao apostar em duas series com profissionais de qualidade, Rua das Flores com Ana Bola e Ze Pedro Gomes, e Os Turistas com Eduardo Madeira e Manuel Marques. Gostava que isto fosse uma prova de que o canal se estivesse a redimir mas parece que não pois acabara de anunciar um proximo BB Famosos e a Cristina Ferreira quer a presença de… Jose Socrates. É rir para não chorar, meus amigos, e aguardar por cenas dos próximos capítulos.

Espero que gostem do meu trabalho de casa sobre o assunto 😉 E tambem espero que seja a Marta Gil a vencedora deste concurso pois era justo uma vez que ela perdeu trabalhos nos US por causa da Pandemia. Acho que se alguém tem a ganhar alguma com este program da treta que seja alguém que precise.

About Matilde Ferreira

Verdade da Mentira

“Se não morrermos de covid, morremos de fome”

Saúde ou Dinheiro? O que pesa mais na balança? Toda a vida ouvi a minha mãe dizer que sem saude não há trabalho. E eu concordo, mas o que é certo é que se não tivermos dinheiro também acabamos por não conseguir subsistir e sobreviver. Gostei muito de ouvir este senhor, Jorge Bateira, economista de profissão. Acho que as pessoas deviam ouvir mais estas pessoas com bom senso do que os “Jornalistas pela Verdade” representados por uma pessoa que nem sequer é jornalista… que absurdo. Pessoa essa que foi fazer figura de otário para a Suécia ao tentar entrar nos serviços intensivos e um hospital

Quando as pessoas preferem acreditar na Verdade do Facebook, algo vai de muito errado na sociedade… caso não saibam esta rede social foi criada com o intuito de engatar miúdas, logo podem ver que não pode ser levada muito a serio 😀




Deixo-vos com dois excelentes resumos da Joana Marques em que esta diz tudo o que eu penso sobre este assunto 🙂

Na minha humilde opinião, estas pessoas são vão sossegar quando ficarem gravemente doentes… 🙁

About Matilde Ferreira

Deixem-se de coisas…

Confesso que estou um pouco farta de ouvir falar destes conflitos nas tvs portuguesas. Não gosto de guerras muito menos de audiências. Deixei de seguir a Cristina Ferreira e a Rita Pereira porque não me identifico com este tipo de mulheres. Sou mulher mas acima de tudo sou real e natural sem quaisquer tipo de adições. Mas respeito quem as segue. Acho que ja cansa tanta imposição. Por um mundo com mais pessoas reais e menos influencers da treta.

Imagens retiradas da internet

Tenho saudades do Goucha na Praça da Alegria. Que senhor. E continua a se-lo. Gosto de o ver com a Maria Cerqueira Gomes. Esta sim uma Mulher com M grande. Sabe estar. Tem presença. Não precisa de levantar a voz para se fazer ouvir.

Quanto à Cristina acho que ela se está a esquecer de uma coisa: Reconhecimento e Gratidão. Se não fosse o Manuel Luis Goucha ela hoje não era ninguém. Devo relembrar que estes conflitos começaram por causa das polemicas que ela escreveu no livro. Lembro-me bem que estive com esse livro na mão ha 2 anos no Continente Bom Dia da Prelada a desfolha-lo e não me convenceu… e o meu feeling estava certo. Eu ja sofri de assedio sexual no trabalho e não infância e não tive este tipo de reação… tão descabido. Desculpem. Eu sei que não somos todas iguais mas eu não fui educada a ter o tipo de palavreado que a Sra Dona Cristina utilizou no livro para explicar a situação em que se viu envolvida. Menos… muito menos… acho que não havia necessidade para tanto. Eu não preciso que falem por mim. Eu sei defender-me muito bem, assim como me defendi ao longo destes anos de familiares, de patrões. Acreditem que passei muito. Mas hoje sinto orgulho de ter conseguido dar a volta por cima sem ter recorrido a psicólogos nem me ter feito de vitima. Nem senti a necessidade de ser o centro das atenções. Não precisei de usar situações menos boas para ganhar protagonismo.

imagem retirada da internet

Pela minha experiencia profissional, no meu entender, a Cristina foi convidada a sair da TVI, podem acreditar no que quiserem e quanto ao seu ordenado na SIC desenganem-se que seja mais do o do patrão… é tudo para inglês ver, e criar polemicas para dar audiências, vão por mim que não nasci ontem e ja vi de tudo 🙂

Atenção que não quero dizer com isto que estes casos não devam ser denunciados! Devem ser sim, nos lugares de direito e jamais devem ser usados para beneficio próprio como eu acho que foi o caso.

E Manuel Luis Goucha parece que me ouviu ao dizer isto ao minuto 1:09:

So mais uma coisinha tipo recado para Cristina Ferreira: em vez de escrever livros “para aprender inglês” mais uma vez para inglês ver, acho que agora deveria apostar num curso de jornalismo à seria 😉 Fica a dica!

E ate Herman Jose ja comentou quanto à falta de originalidade do novo programa de CF:


Este post não pretende ferir susceptibilidades e serve apenas para dar a minha opinião 😉 Amigos amigos…opiniões à parte, mas sempre com respeito 🙂

Nota-se muito que sou #teamgoucha #mariamanel 😛 😀

About Matilde Ferreira

O que voces fariam…

Se vos oferecessem uma cirurgia no privado enquanto estavam em à espera de uma no serviço publico?…

Em Novembro fui contactada pela TVI, por motivo de ser administradora do grupo Mulheres Portuguesas com SOP e Endometriose pois estavam a procura de um testemunho de alguém que fosse fazer uma cirurgia brevemente. Eu não poderia ser uma vez que não estou em Portugal. Fiz um post no grupo e houve logo alguém que se disponibilizou, informei a jornalista que disse que ja tinham encontrado uma pessoa… pessoa essa que também fazia parte do meu grupo.

https://tviplayer.iol.pt/programa/a-tarde-e-sua/53c6b3883004dc006243ce59/video/5c1bebf00cf25417c35bc658

E eis que dias após o programa ser transmitido, por sorte ou azar, ao percorrer o meu feed do facebook, encontro este post… Cada um sabe de si mas fiquei um pouco chocada com este post. Fiz um post no meu grupo e logo veio esta senhora dizer “para não atirarem pedras pois no lugar dela tínhamos feito a mesma coisa”. Como não gosto de peixaradas tratei logo de remover e bloquear esta pessoa do grupo.

Confesso que no meio de tanto azar tive sorte ao emigrar. Estive mais de dez anos para ser operada. Tive um medico muito conceituado de Paços de Ferreira que me disse na cara que nem que eu lhe pusesse um lingote de ouro à frente ele me operava. Triste, não? E entretanto eu que vivesse com dores. Precisei de emigrar para ser operada… duas vezes, e sinto que não vou ficar por aqui. Cada um sabe de si… mas estando à espera de uma operação, não acham estranho esta recusa? Acreditem a operação, chamada laparoscopia, é muito simples e não precisamos de ter medo. Vale tudo para nos tirarem as dores.

A serio que não entendo o que vai na cabeça destas pessoas…e o que mais me deixa triste é que a pessoa que entrou em contacto comigo precisa mesmo de fazer a operação…

About Matilde Ferreira

Gente assim…

https://tvi.iol.pt/vocenatv/rever/03-01-2019/voce-na-tv-3-de-janeiro-de-2019/5c2e0d690cf2a84eaefb70d2

A ver a partir da 1.02.23

…assusta-me e mete-me nojo.

“Discurso nacionalista é muito marcado pelo ódio…” e violência. Como é que uma pessoa que não viveu no tempo do Salazar pede para existir outro Salazar? Será que esta pessoa não estudou a mesma Historia que eu? Como é que possível? Para alem de eu ter estado atenta nas aulas de Historia, tive uma mãe que odiou viver na época salazarista. A minha parte preferida da Historia do nosso país é, sem duvida, o 25 de Abril. Por tudo de bom que nos trouxe, pela lufada de ar fresco. Por podermos falar sem medos. Escrever sem medos. Dar a nossa opinião, sem medos. Que o povo não tenha sabido escolher bem os seus lideres, isso ja é outra historia. O povo foi iludido. Estava deslumbrado com uma coisa chamada Liberdade que ha muito não tinha. Compreensível. Aí culpa não foi do povo mas sim dos políticos corruptos que se aproveitaram dessa fragilidade das pessoas.

Uma das coisas que mais me chocou ditas por Manuel Machado foi este se mostrar indignado por ter sido condenado a 2 anos e meio de prisão por ter escrito um texto na internet… Uau! Será que este senhor sabe que no tempo do Salazar, muitas pessoas pessoas foram condenadas, presas e torturadas por escreverem textos e livros só por darem a sua opinião?

A conclusão que eu tiro disto, mais uma vez, é que infelizmente a ignorância tem mais voz que a Educação. 🙁

recriação da imagem da minha autoria


Comecemos pelo princípio: Alcindo Monteiro foi assassinado em Lisboa em 1995, morto ao pontapé por um grupo de nazis reunidos naquela noite de 10 de junho (o “Dia da Raça”, como Cavaco ainda há poucos anos dizia) que saíram pelas ruas para caçar pretos e os matar. Entre eles, encontrava-se um criminoso chamado Mário Machado, membro da Hammerskins, que cumpriu pena de prisão por discriminação racial, sequestro, coação agravada, posse ilegal de arma, ofensa à integridade física qualificada e tentativa de extorsão e que, como prova do seu amor ao nazismo, tem tatuada no corpo uma cruz suástica. Mário Machado esteve preso vários anos pelos seus crimes. Nunca se arrependeu. Mais: continua a defender exatamente as mesmas ideias, cuja concretização é, entre outras coisas, espancamentos como o que vitimou Alcindo Monteiro (e defender o mesmo remédio para gays, ciganos e comunistas). Os assassinos de Alcindo Monteiro, note-se, foram identificados pelos cabelos que tinham nas botas.

Manuel Luís Goucha, que conduz um programa na TVI, apresentou Mário Machado como um entrevistado conhecido por ser “autor de algumas afirmações polémicas”. Fraquinho. Devia ter apresentado o seu convidado como “o espancador de pretos que defende o nazismo”. Era mais rigoroso e, assim como assim, talvez lhe desse mais uns espectadores. Mas Goucha está no bom caminho: ter um nazi que bate em pretos no programa da manhã até é divertido, porque nós vivemos numa democracia e toda a gente tem direito a ter opinião. Só é pena que o Alcindo Monteiro não possa ter dado a sua opinião no mesmo programa. É chato, mas não dava para “fazer o contraponto”: é que o Alcindo foi assassinado ao pontapé, porque era preto. Mas pronto, isso agora pouco interessa e, assim como assim, o que é facto é que o Alcindo já cá não está, não se fala mais nisso, venha o nazi e faz um sucesso. Foi pena que Goucha não lhe tenha perguntado em direto o que sente quando espanca pretos e, já agora, que não tenha perguntado a Machado se acha que os paneleiros devem ser assassinados ao pontapé, assassinados à estalada ou se teriam apenas de ser submetidos a tratamentos forçados para expulsarem de si a enfermidade e o vício de que padecem. Além de, claro, estarem calados e quietos no seu armário. Que pena, querida direção da TVI, ter-se perdido uma oportunidade destas.

No mesmo programa, um suposto jornalista que se interessa muito pelo Machado – mas que é tão jornalista que pelos vistos nem sequer está registado na Comissão da Carteira Profissional – foi dizendo que “algumas partes do Salazar faziam falta” e um repórter andou pela rua a fazer um inquérito aos transeuntes em que se perguntava se estes achavam “que precisamos de um novo Salazar”. Coisa normal. A pergunta aliás podia ter sido específica e detalhada: “defende a reabertura do campo de concentração do Tarrafal, criado pelo Salazar?” ou “acha que precisamos de uma nova lei que proíba os sindicatos livres, designadamente o sindicato dos jornalistas?”. Ou, por exemplo, sei lá, para uma pergunta mais aberta com várias respostas possíveis: “acha que as pessoas que defendem ideologias democráticas e um sistema de múltiplos partidos deveriam ser submetidas à tortura do sono, à tortura da água ou ao isolamento em celas sem janelas?”. É importante conhecer o que pensam os portugueses e, vivendo nós em democracia, devemos respeitar todas as opiniões.

Aos que não compreendem nada disto, antes de apontarem o dedo, pensem bem. Portugal vive um tempo de exceção que exige medidas drásticas: estamos em plena guerra de audiências nos programas da manhã, a Cristina Ferreira foi para o outro canal e não há tempo a perder. Para batalhas desta envergadura, a TVI sabe que todos devem ser mobilizados e todas as armas devem ser empenhadas. Ó gente da minha terra, que se lixe a democracia, o antirracismo, as eleições livres e essas coisas todas do politicamente correto (que já não há pachorra!) como os direitos humanos, o código deontológico ou a ética profissional dos jornalistas, a Constituição mais os palhaços que a defendem. O mundo é para os espertos. Venham os que arrebentam com os pretos, os que espancam os gays e os que querem as mulheres a levar na tromba e a estarem caladinhas, que é assim que se defende a liberdade de expressão, a inovação televisiva e o aprofundamento de uma sociedade aberta.

Finalmente alguém torna a cruz suástica uma coisa banal. Obrigado, Goucha. Obrigado, TVI. Impecável.


E a melhor resposta para este tipo de gente está aqui:

Apesar de tudo Manuel Luis Goucha e Maria Cerqueira Gomes estiveram muito na condução da entrevista.

E vocês, o que acham sobre este assunto?

About Matilde Ferreira