Tag Archives: violencia domestica

Johnny Depp vs Amber Heard

Afinal o meu instinto sobre este caso estava certo e eu detesto ter razão nestas coisas. Como mulher sinto-me envergonhada por existirem mulheres como esta. Não costumo por as mãos no fogo por ninguém mas neste caso estava-se mesmo a ver quem estava a mentir. Ouçam este video e tirem as vossas conclusões. O único defeito do Johnny é ser bêbado… e ela tentou aproveitar-se dessa fraqueza para lhe “sacar” dinheiro. E não foi so o Johnny, se seguirem a hashtag #JusticeForJohnnyDepp vão ver que ela que ela é perita em abusos, não lhe bastando ter abusado de ex-namoradas, também tentou abusar do filho de uma amiga… e ate os próprios pais dela estão do lado do Johnny.

Estas coisas põe-me doente. Mas depois vejo videos como este do Johnny e fico logo mais calma pois sei que ele vai conseguir ultrapassar isto por muitas sequelas que vai acarretar.

O Johnny é e será dos meus actores preferidos de sempre, e de cada vez que sai um filme dele, quando vejo, não me desiludo, seja a fazer de bom ou mau da fita. Os últimos filmes que vi dele foram Crime no Expresso do Oriente e Fantastic Beasts e os Crimes de Grimwald, em ambos o Johnny faz de mau da fita mas está fora de serie. O primeiro filme que vi com ele foi, claro está Eduardo Mãos de Tesoura, com a sua eterna primeira namorada Winona Ryder, de quem ainda hoje é amigo, e ja veio defende-lo, lembro-me como se fosse, de o ter visto na RTP2, na sala de casa dos meus pais, e chorei muito.

O que voces acham deste caso?

Qual o vosso filme preferido de Johnny Depp?

About Matilde Ferreira

Já chega!

Como é possível as coisas chegarem a este ponto? Em menos de 1 mês e meio ja morreram 10 mulheres vitimas de violência domestica, sem contar com a pequena Lara de 2 anos e meio, a mesma idade do meu Lu.

Ate quando os homens vão demorar a perceber que nos não somos nada uns sem os outros? :'(

Imagem retirada da internet

Estou cansada –  ainda agora chorei tanto
Outra noite –  o terror andou à solta
Vai e volta e promete que não volta
Vai e volta e promete que não volta

Estou cansada  – chorei tanto outra vez 
Outra vez a pensar que hoje talvez
Haja paz –  que o terror só vai não volta
Que a tua mão não se fecha contra mim

Estou cansada – não há fim nesta demência
Ou ciência que preveja que me mates
E quem bate depois chora e promete
Que não mais a mão se levanta fechada

Estou cansada – acho que não quero nada
Que não seja uma noite descansada
Sem ter medo ou chorar na almofada
Sem pensar no amor como uma espada

Tão cansada de remar contra a maré
O amor não é andar a pé na noite escura
Sempre segura que a tortura me espera
Insegura tão desfeita humilhada

Tão cansada de não dar luta à matança
À dança negra que me dizes que é amor
Que não concebes a tua vida sem mim
E que isto assim é normal numa paixão

E eu cansada nem sequer digo que não
Já não consigo que uma palavra te trave
Não tenho nada que não seja só pavor
Talvez o amor me espere noutra estrada
Mas tão cansada não consigo procurá-la
Já tão sem força de tentar não ser escrava
Já sei que hoje fico suspensa outra vez
Outra vez a pensar que hoje talvez…

Homens lembrem-se que para existirem precisaram de uma mulher para isso acontecer. Não pedimos muito, apenas Respeito!

Imagem retirada da internet

Se tiverem conhecimento de alguém que sofra de violência domestica, denunciem de imediato

About Matilde Ferreira