Call the Midwife

Não perco um episódio, e se por acaso não conseguir ver tenho sempre o BBC Iplayer para por os episódios em dia.

Esta serie diz-me mesmo muito porque tenho uma profunda admiração para com as midwives enfermeiras/ medicas parteiras) do NHS.

Esta serie é uma homenagem a todas estas profissionais de saude. Emocino-me tanto em cada episódio, não so por ser mãe e por ter vivido a experiencia maravilhosa da gravidez e parto mas também porque a serie faz com que no imaginemos nas situações de cada episódio. Uma serie que se passa nos anos 60 mas que tem muito de actual. E aprendemos tanto com ela.

Ja viram? 🙂

About Matilde Ferreira

19 thoughts on “Call the Midwife

    1. Rui Moreira

      Devo confessar que ja acabamos os dois a chorar no sofa (se calhar ate mais eu) devido a esta serie, retrata realidades que felizmente ja nao existem mas que nao deixam de ser tristes em todo o caso.
      Nao consigo esquecer o caso da senhora que tinha uma infeccao urinaria muito grave e os problemas sociais e de saude que aquilo lhe trouxe … vinham de uma cultura em que os maridos se distanciam muito das esposas, a todos os niveis … enfim bidas!!!

  1. Vera Benavente

    Conheço gente do Norte e sei que é uma expressão…
    Infelizmente não é uma realidade assim tão passada, há imensas situações semelhantes à que escreveste nomeadamente Endometriose ou vaginose bacteriana crónica, etc…

    1. Rui Moreira

      Referia me mais a maneira como os maridos ou namorados reagem a estas coisas.
      Quero pensar que nenhum marido nos dias de hoje faria a mesma coisa, o que ele fez foi simplesmente sair de casa e abandonar a esposa que sozinha e com dois filhos quase que morreu. Ela estava a sofrer e o marido dela decidiu abandonar a esposa porque “cheirava mal” e era uma “problema de mulher” em vez de a levar a um medico ou tentar ajudar. Era so a isso que me referia o resto eu sei que esses problemas ainda existem. Referia-me mais a atitude de certos maridos, que achavam que isto nao era nada com eles e que era “problema delas”.
      Desculpa se nao fui claro.

      1. Rui Moreira

        Tiveram de ser as enfermeiras a insistir para ela ser vista por um medico, o marido e a restante familia achavam so que ela era “porca” coitada da senhora.
        Comoveu-me, muito por ser uma historia de emigracao, a luta por melhores condicoes de vida… enfim … “bidas” 🙂

          1. Matilde Post author

            Sim, para nos hoje em dia e completamente normal mas… nos países sub-desenvolvidos ainda ha muito trabalho a fazer neste campo, coisa que ja nao deveria acontecer… 🙁

Leave a Reply