Tag Archives: Miguel Araujo

Estou Por Tudo

Para hoje trago-vos uma musica que define o meu estado de alma no momento… 🙂 Por tudo mesmo, por causa desta pandemia que não há maneira de ter fim, por causa desta minha doença estúpida que não tem cura… por causa dos médicos que nao me ouvem ou teimam em não querer fazê-lo… Enfim, resta-me continuar a ter em mim e nos meus 🙂

Tenho um periquito dentro da gaiola
Que canta sempre que lhe dou uma Coca-Cola
Assobia os êxitos da rádio
Em dias de chuva canta um fadoLeio uma revista na diagonal
E consigo ver pra lá do meu quintal
Tenho um visão grande-angular
Que abarca tudo quanto cabe no olharQuando eu morrer talvez me esfume
Em vapor de céu azul
Talvez me purifiquem nalgum lume
Ou numa túnica de tule
Mas por enquanto eu nem me tenho dado assim tão mal
Pela Europa do sulViva o fado, viva o fado
Viva a vizinha do lado
Viva o fandango, viva o fandango
Viva o vira, vira o frango
Viva o entrudo, viva o entrudo
O gigantone e o cabeçudo
Que eu estou por tudo
Eu estou por tudoTenho uma amiga que se derrete
Sempre que me encontra na internet
Acho que me saiu a taluda
Às custas de um poema de NerudaCedo fui sugado pelo vortex
Das normas de algum algoritmo simplex
Embati de frente na tragédia
De ser meio classe média-médiaQuando eu morrer talvez me esfume
Em vapor de céu azul
Talvez me purifiquem nalgum lume
Ou numa túnica de tule
Mas por enquanto eu nem me tenho dado assim tão mal
Pela Europa do sulViva o fado, viva o fado
Viva a vizinha do lado
Viva o fandango, viva o fandango
Viva o vira, vira o frango
Viva o entrudo, viva o entrudo
O gigantone e o cabeçudo
Que eu estou por tudo
Eu estou por tudo
Eu estou por tudo
Eu estou por tudo
Eu estou

About Matilde Ferreira

Momento Mágico

Voltei atras no tempo ao ver Herman Jose cantar esta musica com Miguel Araujo. Esta musica linda escrita por Rosa Lobato Faria. Que saudades!

Eu não sei
Se este caso tem
Para ti algum valor…
Sabes bem
E eu sei também
Foste o meu primeiro amor
Este caso feliz
Foi um caso que eu quis
Foste caso, só para nós.
Podia acabar o mundo
Desabar a ponte sobre o Tejo
Que eu viria do fundo do mar
Só para te dar
Mais um beijo.
E eu pensava que estar apaixonado era brincar
E agora sei
Que toda a vida te sonhei e esperei
Sem saber porque.
Já perdi
Neste amor por ti
A vontade e a razão.
Tu dirás,
que voltar atrás
É trair o coração.
Este caso de amor
Por acaso é o maior
Do que tudo, que eu viviii……

About Matilde Ferreira

Um dueto…

… espectacular. Eu adoro estes dois. Ja tive o prazer de os ver ao vivo. Vi Ana Bacalhau duas vezes, a primeira em 2006 na Queima das Fitas, juntamente com os Deolinda e adorei. E a segunda, em 2011, bem próximo da minha casa de Gaia, na Serra do Pilar e vibrei ainda mais. Adorei ver a Ana a rockalhar vestida com uma blusa de couro vermelho. Quanto ao Miguel Araujo tive o privilegio de o ver no espetáculo “Como desenhar Mulheres, Motas e Cavalos” juntamente com Nuno Markl, em meados de 2012. Maravilha! Tenho tantas fotos para recordar esses momentos preciosos.

Mais que uma rosa
Mais que um perfume
Dou-te uma cena de Ciúme
Faço prova aparatosa
Do meu amor por tiDe peito aberto
Cabeça ao lume
Mostro-te as minhas feridas de guerra
Gentileza que o peito descerra
Aceita o meu ciúmeÀ vista de todos por cortesia
Salta-me a tampa
Vou ao teto
Como quem cede um afeto
Em plena luz do diaCiúme que não sai do peito
É espinho que corta a direito
E queima como sal
A ferida onde fermenta todo o malPodes soltar aos quatro ventos
Podes não contar a ninguém
Mas toma conta dos meus tormentos
Como um presente de quem te quer bemGuarda esta birra de menina
Aceita a minha gentileza
Guarda com uma certeza
De haver quem te queira assim

About Matilde Ferreira