Tag Archives: Jose Rodrigues dos Santos

O Magico de Auschwitz e O Manuscrito de Birkenau

Vivemos numa era em que as pessoas não sabem interpretar o que os outros dizem. Polemicas à parte eu tinha de ler estes livros e tirar as minhas conclusões. E mais uma vez não me arrependi de o ter feito.

Li o primeiro no Kindle, ja não vivo sem ele e por incrível que pareça leio mais rápido nele… a culpa é da pdi. O segundo li no formato papel, presente de Natal dos meus manos. Sabem aquelas leituras que nao conseguimos parar? Já há muito tempo que não tinha essa sensação. Arrepiei-me, chorei, fiquei revoltada… Quase que me revi em Auschwitz-Birkenau. A família de Herbert Levin, o magico Nivelli era composta por 3 pessoas, o casal e o seu filho pequeno, tal como a minha… personagens verdadeiras destes livros. Jose Rodrigues dos Santos baseou-se no diário de Levin, escrito por ele mesmo durante a sua estadia no campo de concentração, para escrever estes dois livros. Levin viu a sua família morrer em Auschwitz, numa das câmaras de gás, tendo conseguido escapar do campo de concentração Birkenau algum tempo depois., tendo vindo a falecer no ano do meu nascimento, 1977.

Segundo o Sr. Levin, os judeus ja sabiam para o que iam quando eram enviados para Auschwitz, ao chegarem la tinham duas realidades, ou a morte nas câmaras de gás e de seguida os corpos eram levados, por outros judeus para os crematórios, ou eram encaminhados para os campos de trabalho onde viviam em condições desumanas… resignados à sua “sorte” à espera de também eles serem encaminhados para a morte certa. 🙁 Eu não quero imaginar tamanho sofrimento e isto só me faz ter nojo e repudio dos nazis. Como é que alguém pode maltratar assim outros seres humanos? Ninguém é mais ou menos do que ninguém. Na minha ideia estamos todos aos mesmo nível e devemos viver todos da mesma maneira. Na minha cabeça não ha espaço para raças superiores.

Pensei muito em Anne Frank. O que teria acontecido se ela nao tivesse escondido o seu diário e o tivesse levado consigo para Auschwitz? Os nazis ficavam com todos os pertencentes dos judeus aquando da sua chegada aos campos de concentração. Jamais teríamos conhecido a historia de Anne… foi o pai de Anne, o único sobrevivente da família que publicou o Diario da filha.

Precisamos de mais livros sobre o Holocausto, sobre Auschwitz. Para calar aqueles que dizem que estes acontecimentos nunca existiram… 🙁

Sabem o que mais me deixa frustrada? Saber que existem pessoas capazes de deturpar as situações e se compararem aos judeus do Holocaustos como os anti-confinamento e anti-vacinas. Como é possível serem tão imbecis para fazerem semelhante comparação? Que falta de noção e bom senso… 🙁

Deixo-vos com o filme animado sobre a Vida de Anne Frank.

Jamais deixem esquecer a Historia!

About Matilde Ferreira

Estante Capsula| Desafio Dia do Livro d’As Gavetas

A Andreia Morais do blog As Gavetas da Minha Casa Encantada lançou o desafio e é claro, que eu resolvi participar.

Mudas de casa. E na tua estante nova só tens espaço para ter 4 autores e 3 livros. Quais escolhes?

Mudei 4 vezes de casa, deixando sempre para trás os livros que me ajudaram a abrir ainda mais os meus horizontes, e que me deram ainda mais certezas para fundamentar os meus pensamentos.

Código Da Vinci de Dan Brown foi um abre-olhos para mim. Li-o em menos de 1 semana. Veio confirmar factos e abrir muitos horizontes para mim. É um livro muito especial pois foi o meu Rui que me emprestou no inicio da nossa relação.

Em Paris, o simbólogo de Harvard Robert Langdon é despertado por um telefonema na calada da noite. O curador idoso do Louvre foi assassinado dentro do museu, seu corpo coberto de símbolos desconcertantes. Enquanto Langdon e a talentosa criptóloga francesa Sophie Neveu examinam os enigmas bizarros, eles ficam surpresos ao descobrir uma trilha de pistas escondidas nas obras de Leonardo da Vinci – pistas visíveis para todos verem e engenhosamente disfarçadas pelo pintor.

Ainda mais surpreendente, o curador falecido estava envolvido no Priorado de Sião – uma sociedade secreta cujos membros incluíam Sir Isaac Newton, Victor Hugo e Da Vinci – e guardava um segredo histórico de tirar o fôlego. A menos que Langdon e Neveu possam decifrar o quebra-cabeça labiríntico – enquanto evitam o adversário sem rosto que oculta todos os seus movimentos – a verdade explosiva e antiga será perdida para sempre.

Um Erro Inocente de Dorothy Koomson foi o primeiro livro que li desta escritora que se tornou a minha preferida, fiquei rendida à sua escrita, nao tendo conseguido parar de ler as suas obras de seguida. A conclusão que tiro deste livro é que a maldade pode tirar a inocência de uma pessoa. Foi mais um livro que li, praticamente em 2 dias durante as minhas viagens de camioneta de casa para o emprego e vice-versa.

Durante a adolescência, Poppy Carlisle e Serena Gorringe foram as únicas testemunhas de um trágico acontecimento. Entre aceso debate público, as duas glamorosas adolescentes viram-se a braços com os tribunais e foram apelidadas pela imprensa de “As Meninas do Gelado”. 

Anos mais tarde, tendo seguido percursos de vida muito diferentes, Poppy está decidida a trazer ao de cima a verdade sobre o que realmente sucedeu, enquanto Serena, esposa e mãe de dois filhos, não pretende que ninguém do presente desvende o seu passado. Mas é impossível enterrar alguns segredos – e se o seu for revelado, a vida de ambas voltará a transformar-se num inferno… 

Emocionante e enternecedora, esta história fará com que nos perguntemos se alguma vez poderemos conhecer verdadeiramente aqueles que amamos.

Aproveito para dizer que a escritora vai lançar a continuação desta historia em Junho entitulado: All My Lies Are True.

Imagem retirada do site da escritora Dorothy Koomson

A Formula de Deus de Jose Rodrigues do Santos – As respostas estão todas na ciência e não na religião como nos fizeram acreditar ao longo dos anos. Este livro, na minha opinião, dá-nos a entender a importância de um Deus/Universo na relação com o Homem, também gostei da relação dele com o pai (que depois é estendido para a Mão do Diabo, já numa fase final da vida do pai dele). O autor põe muito de si nas suas obras, ou seja, dá a sua opinião nos seus escritos e talvez seja isso que eu mais gosto nos seus livros.

“Nas escadarias do Museu Egípcio, em pleno Cairo, Tomás Noronha é abordado por uma desconhecida. Chama-se Ariana Pakravan, é iraniana e traz consigo a cópia de um documento inédito, um velho manuscrito com um estranho título e um poema enigmático.

O inesperado encontro lança Tomás numa empolgante aventura, colocando-o na rota da crise nuclear com o Irão e da mais importante descoberta jamais efectuada por Albert Einstein, um achado que o conduz ao maior de todos os mistérios. A prova científica da existência de Deus.

Uma história de amor, uma intriga de traição, uma perseguição implacável, uma busca espiritual que nos leva à mais espantosa revelação mística de todos os tempos.

Baseada nas últimas e mais avançadas descobertas científicas nos campos da física, da cosmologia e da matemática, A Fórmula de Deus transporta-nos numa surpreendente viagem até às origens do tempo, à essência do universo e ao sentido da vida.”

Por incrível que parece li o primeiro livro de Valter Hugo Mãe no ano passado, 2019, O Nosso Reino, fiquei rendida com a escrita simples mas apaixonada do autor. Uma coincidência feliz, ofereci o livro “A Maquina de Fazer Espanhóis” no Natal de 2011 ao meu Rui que também ficou rendido à sua escrita tendo comprado de seguida “O Filho de Mil Homens” que leu quando veio cá a Londres antes de emigrarmos.

PERGUNTAS DE BOLSO

 -Para acompanhar a leitura…um cha 🙂

– Sublinhar livros? Depende, se as citações me disserem muito uso lapis e marcadores.

– Uma personagem para tomar café? Hmmm, nao é uma personagem mas adorava tomar um cha com a minha escritora preferida Dorothy Koomson e isso ja esteve mais longe de acontecer 🙂

– Team marcador de livro ou qualquer coisa serve para marcar a página? Bem, eu faço os meus marcadores 🙂

– Um livro para reler? Neste momento, ca em casa relemos muito os livros do pequeno Louis que não se cansa de ouvir sempre as mesmas historias para as memorizar e contar aos seus bonecos e amiguinhos na creche. 🙂 Nao sou pessoa de reler livros que ja li mas talvez volte a ler a biografia de Jim Morrison que li no final da minha adolescência e me ajudou a compreender um pouco melhor a vida e mundo em que vivemos: No One Here Gets Out Alive

– Um livro que vos acompanha da infância? Todos os livros infantis de Sophia de Mello Breyner, com destaque para A Menina do Mar pela sua mensagem simples e cativante. Tambem gosto da Fada Oriana e do Cavaleiro da Dinamarca.

Imagem da minha autoria

– Na mesa de cabeceira tenho… [assim temos um momento de cusquice, ficando a saber as escolhas de leitura uns dos outros] – As vidas de mãe fazem-me ler a conta a gotas, não é como há uma década atras em que lia um livro em menos de 48 horas… Tenho estes 3 para ler para alem de outros que estão na estante em fila de espera. Devagar se vai ao longe 😉

Imagem da minha autoria

Para comemorar o Dia do Livro a Wook está a fazer uma campanha em que oferece 20% de desconto imediato e portes grátis em todos os livros, incluindo as Novidades.

About Matilde Ferreira