1 + 3 | Os Líderes de Hoje

Costumo dizer que não tenho perfil para chefe pois não gosto de mandar. Na escola nunca gostei muito de trabalhos de grupo pois sentia sempre que não era muito justo uns ficarem com os louros de quem trabalhava. E depois em adulta na vida profissional sempre fui mais de ajudar e fazer no meu trabalho em paz e sossego. Mas desde que vim para o UK que me fui apercebendo de que afinal o trabalho em equipa com um bom líder poder ser muito benéfico e proveitoso. E fico a pensar que afinal o mal está nas mentalidades antiquadas em Portugal… Lembro-me que o meu chefe dizia-me muitas vezes para eu ter cuidado pois estava perto de fazer 35 anos, segundo ele a idade limite para ser mais difícil de arranjar emprego. Acham que isto é coisa que se diga a uma funcionaria? Na minha terra isto chama-se “pressão psicológica“. Se fosse aqui no UK ele corria o risco de ser processado pois vai contra a ética profissional. Isto não é ser um bom líder. Um bom líder apoia, incentiva, organiza as suas equipas. E isto vai de encontro a que estou a estudar: Agile. Uma ferramenta, metodologia criada pela Toyota em 1980 com vista a ajudar na organização das suas equipas para melhorar o seu rendimento. Se todas as empresas praticassem este método ficavam a ganhar muito mais. Mas acredito que um dia todos conseguiam apesar de ainda haver um longo caminho a ser desbravado. Da minha parte estou a preparar-me para ajudar nesse sentido.

Imagem desafio criado pelo blog Thirteen da Carolina

Falemos agora de lideres nos governos. Com esta situação das eleições no Brasil que ja falei aqui dou por mim a constatar que estamos completamente entregues à bicharada. Não só no Brasil, mas nos USA com o Trump, aqui com o Brexit e em Portugal com a geringonça… cada vez chego mais a conclusão de que os políticos se aproveitam do desespero a que levam os próprios povos e depois estes ficam de tal forma iludidos caem que nem patinhos nas promessas falsas dos primeiros. Eu neste momento não sei em quem votar em Portugal. cansei de partidos, quero pessoas inteiras de alma e coração a governarem-nos. Porque nós precisamos de governos, caso contrario instala-se o caos. O mundo  não precisa de Trumps, nem de Bolsonaros, nem de Putins, nem de Brexits… o mundo precisam de Homens com H grande que unam as pessoas em vez de as separar. Porque juntos somos mais fortes!

 

About Matilde Ferreira

Desafio 3+1: Uma situação de coragem

Deixar a escola aos 18 anos, após terminar o secundário, foi para o inicio da minha prova de coragem. A partir daí fui perdendo medos que julgava serem impossíveis de dar a volta.

As maiores provas de fogo foram sem duvida emigrar, sair da minha/nossa zona de conforto, e por incrível que pareça foi mesmo muito fácil a adaptação, apesar da idade já tardia. Só nos arrependemos de não o o ter feito mais cedo, mas tudo acontece na altura certa. Aprendi a gostar de mudanças pois estas ajudam-me a crescer interiormente e a amadurecer.

Sempre tive o sonho de ser mãe mas também sempre tive o receio da hora do parto, desde miúda que isso me assustava mesmo muito. Acho que todas as mulheres têm esse receio, umas mais outras menos, talvez por isso muitas abdiquem de serem mães. Mais uma vez o meu espirito positivo superou esse medo e tornou tudo muito mais facil: o Lu demorou apenas 3 horas a vir ao mundo 🙂

É nos nossos medos que vamos encontrar a nossa coragem. 

E voces, são pessoas corajosas? 😉

About Matilde Ferreira

Desafio 1+3: Um objetivo que já está a ser cumprido

Tive de parar para não voltar a cair no fundo. Ao fim de quase 15 anos de muita luta, tive de parar. Aos poucos, estou a voltar a recuperar a minha saude. O ano de 2015 foi fulcral para a minha recuperação. Passei mal, muito mal, por esta altura. Olho para trás, e as memórias que tenho desse ano foram menos boas, mas o final dele valeu bem a pena.  Foi mesmo tudo por um bom motivo! Engravidei 🙂 A concretização de um sonho. Tive uma pequena ajuda da ciência e foi maravilhoso. Depois disso gradualmente com alguns altos e baixos e uma operação para extrair um cisto de 8 cms fui recuperando a minha saude. Devagar devagarinho, vivendo um dia de cada vez isto vai ao sitio. Pois agora  objectivo é ajudar o meu filho a crescer saudável e tornar-se num ser humano bom e feliz. 

About Matilde Ferreira