Conversas às quartas… com a Cris Loureiro

Conheci a Cris (Cristina) Loureiro, através do grupo Vidas quase Perfeitas, do qual ela é a criadora, e logo criei uma boa empatia com ela. Tem 43 anos (quase 44)  mãe de duas traquinas de 4 e 6 anos, mulher de um homem companheiro e cheio de coragem, dona de 2 gatos preguiçosos e de um gatinho cheio de energia. Considera-se uma Lisboeta do mundo. Aos 26 anos mudei-me para o Porto e aos 34 foi à descoberta de Londres, com 36 anos engravidou pela primeira vez e foi morar para Rochester, Inglaterra, onde actualmente mora mas já com vontade de voltar a mudar. Formada em Arquitectura, que exerceu por cerca de 8 anos, sempre amou escrever e hoje é isso que faz, isso e criar peças decorativas que fluem da sua escrita e dos momentos (im)perfeitos da sua vida, através da marca [im]perfect.

1- Para acompanhar a conversa… chã de…

Se fosse noutra altura dizia café mas estou cada vez a encantar-me mais pelo chá, em especial no Inverno. Durante o dia chá verde, ao fim do dia opto por Camomila.

2- Bolo ou Biscoitos?

Normalmente sempre bolo mas há determinados biscoitos que me tiram do sério, este de canela que estou agora a comer para acompanhar o meu chá é um deles, adoro canela.

3- Como surgiu a tua ideia de criar estas peças da tua loja Imperfect Store?

O Artesanato entrou na minha vida em 2006, cheguei a ter uma loja em sociedade com uma amiga onde vendiamos artigos feitos à mão para decoração de espaços infantis, alguns deles feitos por nós. Desde então nunca deixei de estar ligada à área. Em 2016 descobri finalmente a formula de unir as três áreas que mais gusto e que não consigo ver a minha vida sem elas: escrita, decoração e artesanato , nasceu a [im]perfect store, uma loja online que vende peças decorativas desenhadas e executadas por mim, inspiradas na minha escrita e na minha vida.

4- O que te da mais prazer na vida?

A vida tem imensos prazeres e é muito difícil destacar apenas alguns. Há coisas às vezes tão pequeninas que nos surpreendem quando descobrimos a felicidade que nos dão. Estar com os meus 3 amores no nosso ninho ou junto ao mar é dos momentos que mais me alegram. As viagens que fazemos, os planos que construimos, eles dão sentido a tudo, até aos dias solitários que passo no meu cantinho de trabalho a fazer crescer a [im]perfect.

5- Gostas de viver ca no UK?

Com as minhas pessoas viveria em qualquer parte do mundo mas sim, no seu todo o Reino Unido é um lugar fácil de se viver. Sinto a falta da luz do nosso país mas aqui a chuva e o frio também me parecem mais fáceis de aturar do que em Portugal.

6- Se pudesses escolher outro pais para viver qual seria, sem ser PT?

Acho que não escolhemos os países eles é que nos escolhem a nós pelas oportunidades ou possibilidades que nos apresentam. Viemos para Inglaterra porque tinhamos aqui quem nos desse um tecto para começar e, especialmente, um de nós já tinha trabalho garantido além de que ambos conheciamos a língua o que nos ajudaria muito nesta aventura. Se tivesse de sair daqui provávelmente pensaria da mesma maneira e neste sentido, das opções que tenho, optaria pela Bélgica.

7- Como te imaginas daqui a 10 anos?

Espero que a viver numa casa mais perto do mar onde a brisa marinha faça parte das minhas caminhadas diárias. Com as minhas filhotas como minhas melhores amigas e sempre de mão dada com o meu homem de e para sempre.

8- O que achas do meu blog Cantinho da Tily?

Um cantinho acolhedor onde pouso os olhos sempre que a azáfama da vida me permite. Nele encontro carinho, atenção e sonhos, encontro-te a ti

9- Livro de cabeceira?

“Uma casa na Grécia” de Rosie Thomas, é o primeiro livro que estou a ler desta autora, escolhi-o porque estou cheia de vontade de viajar até à Grécia e achei que esta seria uma forma de o fazer.

10- Conta-nos/ Como é o teu dia-a-dia?

Acordo por volta das 7:15 arranjo-me e preparo o pequeno-almoço delas, acordo as miúdas, ajudo-as a arranjarem-se e levo-as às escolas. Nos dias em que não sigo para a minha caminhada matinal, às 9:15 já estou em casa de novo, tomo o meu pequeno-almoço e subo para o meu espaço de trabalho onde fico até perto das 15:00, hora a que vou buscar as miúdas. Depois varia muito, se tenho trabalho urgente volto ao trabalho e elas ficam a brincar ou a ver um filme, se não tenho nada urgente fico-me pelo andar de baixo a arrumar, limpar, preparer o jantar, ajudar com trabalhos de casa, etc.

11- O que gostarias de dizer aos teus clientes e futuros clientes?

Cada peça que faço é um pedacinho de mim que envio, será sempre assim, com o mesmo carinho e atenção, quando assim deixar de ser deixará de fazer sentido. Obrigada por me fazerem voar para destinos que de outra forma provavelmente nunca visitaria.

Beijocas grandes e obrigada a ti, Matilde, por toda a amizade e apoio que tens dado a mim e aos meus projectos.

Espero que tenham gostado tanto desta conversa quanto nos e deve ja agradeço de coração à Cris por ter aceite o meu convite 😉

Do que estão à espera para visitar a loja da Cris? 🙂

About Matilde Ferreira