Rescaldo do Eurovisão 2018 em Portugal

Music is not fireworks… 

Começo assim este meu post sobre o festival pois no meu ver ninguém ouviu o vencedor do ano passado Salvador Sobral. Israel ao ganhar o evento fez-me lembrar aquilo que o meu pai sempre disse, o festival não é mais que uma manobra de diversão politica para que os povinhos se esqueçam da realidade.

Ficou tudo ressabiado por Portugal ter ganho no ano passado que este ano fizeram tudo para ficarmos em ultimo, e digo mais a nossa musica era bem melhor que a musica vencedora, bastava a nossa cantora ter tomado um pequeno almoço reforçado e tínhamos conseguido melhor.

 

Valeram-nos esta dupla fantastica que animou o inicio do festival com as suas grandes vozes

O momento negativo da noite foi quando alguém invadiu o palco e tira o microfone a SuRie a interprete do Reino Unido… que revelou uma grande coragem apesar de ter ficado a tremer ( qualquer uma teria ficado na situação dela) por ter continuado a actuar ainda com mais determinação. Situações lamentáveis que infelizmente sao habituais nestes eventos.

 

O preferido ca de casa foi a Hungria pela rockalhada 🙂

Também gostei muito da cumplicidade do casal espanhol 🙂

 

Das quatro apresentadoras portuguesas as minhas preferidas foram sem duvidas Daniela Ruah e Filomena Cautela 🙂

Deixo-vos com o momento da noite 🙂

 

Ora bem é desta que vou deixar de ver o festival outra vez pois para o ano como vai ser em Israel  quero assistir a bombas lançadas pelo Irão em vez dos habituais foguetes a que ja estamos habituados a assistir no evento…

 

 

 

About Matilde Ferreira