Maratonas em Isolamento

Nem tudo foi mau em ter apanhado Covid… Quer dizer não desejo a ninguém o que senti, mas conseguimos aproveitar o tempo da melhor forma possível. Vi estas duas series e ainda começamos também a fazer maratona dos filmes de Harry Potter que vos falarei mais tarde noutro post. Só vos digo que o Louis tem adorado e já é fã da saga 🙂

Para hoje trago-vos duas series de excelente qualidade. 🙂


A primeira é Heartstopper, depois de ter amado os livros, adorei a serie, que não só não desiludiu, como superou as minhas expectativas. Os actores foram muito bem escolhidos e identifiquei-me bastante com o papel de Olivia Colman como mãe. Podem ver esta serie no Netflix e eu mal posso esperar pela próxima temporada e pelo próximo livro. Todos os pais e filhos devem ler estes livros e ver esta serie pois quanto mais falarmos nestes assuntos menos preconceito existe em relação a eles.

A segunda serie, é It’s a Sin, uma produção do Channel 4, neste momento a ser exibido pela Disney + e Netflix em simultâneo aqui no UK.

Gostei muito de saber que esta serie foi filmada aqui perto, em Windsor junto ao castelo da Rainha conforme podem ver nesta imagem captada or mim na serie. Se se recordarem ja mostrei aqui fotos tiradas por mim neste preciso lugar 🙂

It’s a Sin passa-se em plena década dos anos 80 quando o movimento LGBT a aparecer ca em Londres e os jovens têm de lidar com o impacto da sociedade nas suas escolhas de orientação social, e pior com o aparecimento da SIDA. Se ja eram postos de parte, com o aparecimento da doença, foram completamente excluídos, chegando a ser maltratados 🙁 Como mãe, fiquei com o coração apertado por ver tanto preconceito e descriminação. 🙁

O mais incrível é que eu cresci em plena década dos anos 80 e enquanto eu brincava feliz, não imaginava o quanto estas pessoas sofriam por não poderem assumir o que realmente eram e sentiam… 🙁

It’s a Sin é uma minissérie britânica criada e escrita por Russell T Davies e desenvolvida pela Red Production Company. A minissérie de cinco episódios se passa entre os anos de 1981 a 1991 em Londres e retrata a vida de um grupo de gays e seus amigos que viveram durante a crise de HIV/AIDS no Reino Unido.

Deixo-vos com a musica original dos Pet Shop Boys, mas cover do Elton John feat Years and Years, que da nome à serie e cujo vocalista Olly Alexander é um dos protagonistas da mesma. Sabem quando uma musica não vos sai da cabeça? Pois tem acontecido comigo com esta 😀

Twenty seconds and counting

T-minus fifteen seconds, guidance is okay}

When I look back upon my life

It’s always with a sense of shame

I’ve always been the one to blame

For everything I long to do

No matter when or where or who

Has one thing in common, too

It’s a, it’s a, it’s a, it’s a sin

It’s a sin

Everything I’ve ever done

Everything I ever do

Every place, I’ve ever been

Everywhere I’m going to

It’s a sin

At school they taught me how to be

So pure in thought and word and deed

They didn’t quite succeed

For everything I long to do

No matter when or where or who

Has one thing in common, too

It’s a, it’s a, it’s a, it’s a sin

It’s a sin

Everything I’ve ever done

Everything I ever do

Every place I’ve ever been

Everywhere I’m going to

It’s a sin

Father, forgive me, I tried not to do it

Turned over a new leaf, then tore right through it

Whatever you taught me, I didn’t believe it

Father, you fought me, ’cause I didn’t care

And I still don’t understand

So I look back upon my life

Forever with a sense of shame

I’ve always been the one to blame

For everything I long to do

No matter when or where or who

Has one thing in common, too

It’s a, it’s a, it’s a, it’s a sin

It’s a sin

Everything I’ve ever done

Everything I ever do

Every place I’ve ever been

Everywhere I’m going to, it’s a sin

It’s a, it’s a, it’s a, it’s a sin

It’s a, it’s a, it’s a, it’s a sin

Confiteor Deo omnipotenti vobis fratres, quia peccavi nimis cogitatione

Verbo, opere et omissione, mea culpa, mea culpa, mea maxima culpa

Se ainda nao viram estas series, recomendo que o façam 🙂

About Matilde Ferreira

2 thoughts on “Maratonas em Isolamento

Leave a Reply