E se fosse comigo?…

Eu costumo fazer muitas vezes esta pergunta. E se fosse eu? A minha mãe passou-me esta mensagem: “Poe-te no lugar dos outros, filha, para saberes dar o valor“. E eu aprendi a ser assim. Ponho-me muito no lugar dos outros, às vezes ate me esqueço de mim. Se mais pessoas o fizerem a Pandemia resolve-se muito mais rápido. Pois o problema das pessoas é ser demasiado umbiguista, não acham?… Eu estou sempre pronta a ajudar, sempre a primeira a enviar um sms… mesmo quando as pessoas se esquecem de o fazer. Mas eu não consigo ser de outra maneira por muitas desilusões que tenha… Fico de coração cheio por poder ajudar. A minha alma fica mais leve.

Gostava tanto que as pessoas tivessem aprendido mais com esta Pandemia… mas infelizmente não vi isso a acontecer 🙁 As pessoas só revelaram aquilo que realmente são.

E é por isto que me revi no que a Jennifer Aniston, que depois de tomar as duas doses da vacina decidiu cortar relações com amigos que não estivessem vacinados ou que fossem anti-vaxxes… Pois é, eu confesso que fiz o mesmo. Fiz o que minha consciência disse para o fazer. Não preciso de dar satisfações a ninguém, apenas preciso de me sentir bem comigo mesma. E quando não me sinto à vontade com certas pessoas, prefiro sair de cena. Vocês ja sabem qual é o meu lema: Poucos mas bons. E assim continua.

Acreditem que nao fiz o que fiz de animo leve. Fiz por as pessoas ora disseram que o covid era igual a uma gripe ora que não confiavam nas vacinas porque não sabiam como estas feitas ou que não sabiam que efeitos estas causavam e porque vi algumas delas a partilharem posts anti-vacinas… por isso afastar é sempre a melhor solução e estou com a Jennifer 🙂

Por mais pessoas a porem-se no lugar dos outros.

About Matilde Ferreira

4 thoughts on “E se fosse comigo?…

  1. Vera Benavente

    Uns amigos aqui na Holanda apanharam covid mesmo no início, moram a uns 20min da nossa casa. Têm “amigos” que moram literalmente ao fundo da rua ou a 1 minuto de carro e um dia eles perguntaram se podiam lá ir levar pão, era umas 18h ou 19h. As 3 famílias que vivem lá ao lado disseram que não, as mesmas que disseram “se precisarem de alguma coisa estamos aqui”. Uma disse “até tenho no congelador mas não vou a esta hora levar” e as outras disseram que não iam sair de casa a essa hora para irem ao supermercado. Todos têm carro, supermercado ao lado. Sabes quem foi a única pessoa que ajudou e fez compras e lhas foi levar? Pois, fui eu… Quando soube da cena do pão até lhe dei na cabeça porque podia ter lá ido, talvez não a correr mas podíamos ter ido nesse dia depois de jantar ou depois de meter a Bia na cama, nem que fosse 1h de caminho porque eles fariam o mesmo por mim!
    No 1o Natal com a Bia ia lá almoçar mas os miúdos dela ficaram com varicela e a Bia tinha 2 semanas, foi-me levar almoço a casa, quando nós tivemos covid foi-me levar comida também porque tínhamos combinado almoçar no fim de semana que depois tivemos de cancelar e ela cozinhou na mesma e foi lá levar. Amigos destes são preciosos e aparentemente raros…

    1. Matilde Post author

      Tao triste existirem mais pessoas que nao conseguem se colocar no lugar dos outros… mas aqueles que o fazem valem pelos outros todos <3 Bem hajam <3

Leave a Reply