O Magico de Auschwitz e O Manuscrito de Birkenau

Vivemos numa era em que as pessoas não sabem interpretar o que os outros dizem. Polemicas à parte eu tinha de ler estes livros e tirar as minhas conclusões. E mais uma vez não me arrependi de o ter feito.

Li o primeiro no Kindle, ja não vivo sem ele e por incrível que pareça leio mais rápido nele… a culpa é da pdi. O segundo li no formato papel, presente de Natal dos meus manos. Sabem aquelas leituras que nao conseguimos parar? Já há muito tempo que não tinha essa sensação. Arrepiei-me, chorei, fiquei revoltada… Quase que me revi em Auschwitz-Birkenau. A família de Herbert Levin, o magico Nivelli era composta por 3 pessoas, o casal e o seu filho pequeno, tal como a minha… personagens verdadeiras destes livros. Jose Rodrigues dos Santos baseou-se no diário de Levin, escrito por ele mesmo durante a sua estadia no campo de concentração, para escrever estes dois livros. Levin viu a sua família morrer em Auschwitz, numa das câmaras de gás, tendo conseguido escapar do campo de concentração Birkenau algum tempo depois., tendo vindo a falecer no ano do meu nascimento, 1977.

Segundo o Sr. Levin, os judeus ja sabiam para o que iam quando eram enviados para Auschwitz, ao chegarem la tinham duas realidades, ou a morte nas câmaras de gás e de seguida os corpos eram levados, por outros judeus para os crematórios, ou eram encaminhados para os campos de trabalho onde viviam em condições desumanas… resignados à sua “sorte” à espera de também eles serem encaminhados para a morte certa. 🙁 Eu não quero imaginar tamanho sofrimento e isto só me faz ter nojo e repudio dos nazis. Como é que alguém pode maltratar assim outros seres humanos? Ninguém é mais ou menos do que ninguém. Na minha ideia estamos todos aos mesmo nível e devemos viver todos da mesma maneira. Na minha cabeça não ha espaço para raças superiores.

Pensei muito em Anne Frank. O que teria acontecido se ela nao tivesse escondido o seu diário e o tivesse levado consigo para Auschwitz? Os nazis ficavam com todos os pertencentes dos judeus aquando da sua chegada aos campos de concentração. Jamais teríamos conhecido a historia de Anne… foi o pai de Anne, o único sobrevivente da família que publicou o Diario da filha.

Precisamos de mais livros sobre o Holocausto, sobre Auschwitz. Para calar aqueles que dizem que estes acontecimentos nunca existiram… 🙁

Sabem o que mais me deixa frustrada? Saber que existem pessoas capazes de deturpar as situações e se compararem aos judeus do Holocaustos como os anti-confinamento e anti-vacinas. Como é possível serem tão imbecis para fazerem semelhante comparação? Que falta de noção e bom senso… 🙁

Deixo-vos com o filme animado sobre a Vida de Anne Frank.

Jamais deixem esquecer a Historia!

About Matilde Ferreira

2 thoughts on “O Magico de Auschwitz e O Manuscrito de Birkenau

Leave a Reply