Manter uma relação…

…nos tempos que correm não é de todo fácil. Conto pelos dedos os casais à minha volta que se mantem unidos. A nível de famosos então… só me lembro do Raminhos e Catarina, e do Eduardo Madeira e da sua Joana.

Ninguém disse que era fácil. Mas desistir não é o meu forte. E entao quando se ama, o sentimento vence sempre.

Para onde vai o Amor das pessoas que desistem? Será que algum dia se amaram?

Conhecem a historia de Dom Pedro e da sua Ines de Castro? Eu acho que no caso dele virou loucura por causa do que o pai dele fez à sua amada. Mesmo louco ele não desistiu… E por falar nisso tenho o filme para ver protagonizado por Diogo Amaral e Joana de Verona.

Mas porque é que foi preciso a Pandemia para as pessoas chegarem à conclusão que ja não amavam a pessoa com quem fizeram votos e juras de amor?…

Nuno Markl e Ana Galvão têm um novo podcast, de seu nome Ex-Files, onde contam os porquês de se terem divorciado, ao fim do primeiro episodio, o Rui diz que, na opinião dele, eles se precipitaram. Eu entendo a Ana… ter sido trocada pelo trabalho quando tinham uma viagem marcada que ambos estavam a precisar… e a cena da tv foi totalmente escusada, Sr Nuno… Podem ouvir no Spotify e no Apple Podcasts.

Estão a ver? Uma relação tem de ser constantemente “alimentada” tal e qual uma planta. A amizade é essencial. Conversar. Ouvir. Estar presente. Mimar. Mimar muito. Abracem-se muito.

E por falar em casamento divirtam-se com este resumo alargado da Bumba na Fofinha… por estas e por outras é que eu e o Rui optamos por uma cerimonia no civil e uma pequena reunião simbólica do nosso grupo de amigos mais chegados 🙂

About Matilde Ferreira

5 thoughts on “Manter uma relação…

  1. Andreia Morais

    Há pessoas que entram na nossa vida por um tempo mais curto, mas não quer dizer que não tenha sido amor. Aliás, se calhar é preciso amarmos muito para reconhecermos que queremos coisas diferentes, em vez de insistirmos numa relação que não nos fará bem no futuro

    Tenho de ver Pedro e Inês!

    1. Matilde Post author

      Pela minha experiência, cito o Rui Veloso: não se ama alguém que não ouve a mesma canção 😉 hoje posso dizer que so encontrei o amor verdadeiro só lado de quem me faz me feliz… os outros foram paixões ❤️ Quando se ama alguém de verdade, não se desiste ❤️

  2. Vera Benavente

    As relações exigem investimento contínuo e trabalho contínuo…
    Muita gente viu-se numa situação em que nunca se tinham visto, 24 sobre 24h fechados em casa, a verem-se apenas um ao outro na maioria do tempo, muitos a terem de trabalhar com o mesmo rendimento de antes e a ter de dar aulas o que aumenta a pressão, nem todos os chefes são flexíveis e percebem que as pessoas têm de ajustar os horários para acomodar a escola dos miúdos por exemplo, o que aumenta a irritabilidade para com o outro, a falta de paciência aumenta e acabamos a descarregar em quem está ali. Claro que a solução passa pelo diálogo e pela introspecção, pela gestão inteligente de tarefas, pela gestão eficiente do tempo e por melhorar a organização…
    Hoje em dia também é “mais fácil” saíres de uma relação do que antigamente, já não é mal visto e às vezes as pessoas percebem que casaram com a ilusão de uma pessoa, ou acharam que de alguma forma a pessoa mudaria quando vivessem juntos nomeadamente com as tarefas domésticas e com os filhos e depois desiludem-se…

Leave a Reply