Nuvens de Algodão

Deitada na areia

A ver o ceu repleto

De nuvens de algodão

Deixo-me levar nas asas do vento

E dos sonhos…

Acordo…

Com a agua do mar

A tocar nas pontas dos pés

Entardecer lento e sereno…

Caminho pela areia molhada

Sentindo o cheiro da maresia

Deixo-me ir de encontro

Ao teu abraço

Forte e seguro

Que me protege desde

O primeiro momento

E deixo-me levar…

Porque amanha é outro dia

About Matilde Ferreira

6 thoughts on “Nuvens de Algodão

Leave a Reply