O Poder da Internet…

influencers. Hoje em dia as pessoas têm na internet uma ferramenta, uma arma muito forte. Para o bem e para o mal. E muitas das vezes as pessoas não fazem por mal quando estão a sugerir alguma coisa só porque gostam (eu contra mim falo, pois as vezes dou por mim inconscientemente a sugerir algo sem saber se as pessoas vão gostar). Eu gosto de partilhar coisas que gosto sem querer influenciar ninguém, pois sei que todos temos gostos diferentes ou não fossemos todos isso mesmo… diferentes. A minha mãe sempre me disse para não ser “maria vai com as outras” ou então, perguntava-me sempre se os outros se fossem atirar ao mar, eu também queria ir?

Mas o que é demais é exagero, e eu começo a ficar cansada de tanta gente a influenciar sobre o que comer, o que vestir, onde ir, o que fazer… parece que estão a impor a vida delas aos outros. Eu gosto de viver a minha/ nossa vida sem dar satisfações a ninguém. Gosto de ser feliz à minha/ nossa maneira. 🙂

Agora aqui em Inglaterra o governo criou a maxima com o hashtag #eatouthelpout como forma de ajudar a restauração (sabem muito, estes governantes), coisa que nos sempre o fizemos em pleno lockdown através de take-away, não precisamos agora de modas, so porque toda a gente está a fazer… e o que eu acho mais incrível, é terem criado esta campanha com o virus ainda à solta por aí… tudo em prole da economia. 🙁 Não estou contra, o mundo tem de continuar mas acho que devíamos ser mais cautelosos porque o virus ainda não desapareceu. É que parece que as pessoas de um momento para o outro ja foram vacinadas, sem ainda existir vacina… 🙁

Hoje em dia as pessoas expõe tudo nas redes sociais, um exemplo disso, noutro dia uma rapariga que eu sigo aqui da cidade vizinha postou nos stories do instagram que numa manha de sábado, estava toda orgulhosa porque tinha tomado banho e mudado as roupas da cama, coisas essas que acho naturalíssimas de se fazer sem sentir necessidade de partilhar com o resto do mundo… Só sou eu que acho isso uma futilidade e uma forma de chamar a atenção?… 🙁

Pergunto-me, se nao existissem redes sociais o que seria da vida destas pessoas? Como exerceriam o poder de influenciar os outros?

About Matilde Ferreira

4 thoughts on “O Poder da Internet…

  1. Andreia Morais

    Sugerir é sempre uma bela maneira de mostrarmos as diferentes opções que existem, seja em que área for. Porque, muitas vezes, aquilo que eu consumo, cultural, patrimonial ou gastronomicamente é completamente diferente, então, sabe bem poder fazer essa partilha e ver que, do outro lado, há tantas ou mais indicações. O problema maior, para mim, é que se tentam impor essas sugestões, pois deixa de ser saudável. Aliás, já nem é uma partilha, é só uma tentativa de converter alguém a seguir os nossos passos.

  2. Vera Benavente

    Aqui estimulam não necessariamente eat out mas encomendar para ajudar a economia e este tipo de incentivo eu compreendo. De resto os ” influencers” só influenciam quem se deixa influenciar!
    Eu sou como tu, dou opinião do que gosto, o que não quer dizer que outros terão a mesma opinião se forem e experimentarem, mas às vezes é um bom barómetro… Tudo com conta peso e medida.
    Também fui criada com essa expressão “Então e se os outros se mandassem a um poço tu também ias?” ahahah

Leave a Reply