Marriage Story

Dizem que é provavelmente o filme do ano. Vimos e ficamos a pensar na sorte que temos.

Acreditem que eu sei bem o que ela sentiu pois quando fiquei desempregada, tambem me senti “invisível” e as pressões da sociedade nao ajudaram nada. Mas conseguimos dar a volta porque o sentimento foi mais forte. Nao desistimos, lutamos e continuamos a lutar. Talvez por ja termos tido outras pessoas na vida, hoje nao conseguimos viver um sem o outro. Não faz sentido. Talvez as pessoas casem demasiado cedo, mais uma imposição da sociedade. Acho que devemos viver as coisas nos momentos certos. Sem pressas. O que tiver de ser será.

Eu seria incapaz de de fazer isto ao meu marido. De o deixar à beira da miséria so porque me deixei levar pelo impulso, e por advogados manipuladores e sem escrúpulos.

Adorei a personagem de Adam Driver. Vibrei e chorei com ele. Pensei tanto no nosso filho ao ver o filho deste casal.

O mais incrível é que no momento em que parecia que eles estavam a tentar a reconciliação, apareceram o raio dos advogados… mas ficamos com a ideia de que o sentimento do casal não morreu. Pelo menos da parte dele… Se calhar estamos a romantizar o impossível mas gosto de acreditar que tudo pode acabar bem.

Desculpem as minhas divagações, e se ainda não viram este filme recomendo que o façam se gostam de relações humanas.

About Matilde Ferreira

8 thoughts on “Marriage Story

Leave a Reply