Quando eu era pequenina…

…adorava andar a correr e a explorar o terreno dos meus avos. Não era muito grande, mas tina muitos esconderijos e por vezes deixava a minha mãe e avos aflitos. A minha mãe avisava-me sempre para eu não ir para o pé da fossa e do poço e eu ganhei de tal forma medo aqueles dois sítios que nunca ia para o pe deles. Ia sim, para o meu esconderijo secreto junto as framboesas e depois aparecia ao pe deles com os lábios todos lambuzados.

O que aconteceu ao menino de 2 anos, Julen, trouxe-me estas memórias. Não quero imaginar o sofrimento daqueles pais. Perder um filho deve ser horrível, agora perder 2, caramba. deve ser do pior 🙁

Este fim de semana fomos ao shopping e o Lu só queria ir para as escadas rolantes e elevadores. Imaginem se eu não estivesse atenta… Fiquei ofegante mas não descuidei por um segundo do meu filho. Não quero com isto criticar ninguém, longe de mim, só quero chamar a atenção de todos os pais para terem cuidado com os vossos filhos, pois não é fácil mas se estivermos atentos, ajuda bastante. Por muito cansados que andemos, eles estão sempre em primeiro nestas situações.

(…E o que me deixa mais triste é que ja divulgaram que o menino estava debaixo de um monte de terra… coisa que não existe num poço…)

Imagens retiradas da internet

About Matilde Ferreira

8 thoughts on “Quando eu era pequenina…

  1. Vera Benavente

    Eu já corri por descampados fora, até com os meus pais atrás e poderia ter tido o azar de eles estarem 20cm atrás e eu cair na mesma…
    É triste, perder 2 filhos com tão pouco tempo e tão novos, nem sei como se recupera da perda de um quanto mais de 2…
    É nisto que a parentalidade é assustadora, tens de dar espaço para que aprendam e corres o risco de que algo aconteça. Todos os dias desaparecem crianças, muitas vezes a caminho da escola, ou em actividades corriqueiras… É uma incerteza constante e é uma porcaria!

    1. Matilde Post author

      Ainda ontem fui com ele à rua fazer recados pequenos, levou arnês pois gosta de andar… pois acreditas que sempre que entravamos nas lojas aqui do bairro nao queria estar la dentro e tentava sempre fugir? :/ Bendito arnês! Ai os meus ricos bracinhos!

      1. Vera Benavente

        Já pensei comprar um, por outro lado nós fomos criados sem nada disso, é preciso também que eles tenham noção do perigo dentro de um meio com supervisão, mas para essas alturas deve dar imenso jeito e ainda pondero comprar um 😀

Leave a Reply