Quando…

Imagem da minha autoria – Lu Feliz

um artigo vai de encontro a tudo o que eu penso. Realmente, quem é que anda aqui ha mais tempo? 😉 Para eles é tudo novo. O desejo de explorar é sempre mais forte e ficam frustrados quando não conseguem fazer as coisas e nos ca estamos para ajudar. Estão sempre prontos para a brincadeira, quem me dera ter tanta energia. Eu bem tento acompanha-lo. Todo o tempo que perco com ele é ganho. 🙂 Fico de coração cheio por vê-lo e faze-lo feliz.

“A verdade é que os pais encontram-se cada dia mais fragilizados e sem saber o que fazer para educar os filhos. Talvez porque tenham sido a última geração de filhos que obedeceu aos pais, tornando-se também a primeira geração de pais que, covardemente, obedece aos filhos.

Seja por preguiça ou por falta de conhecimento (nunca por má fé, acredito eu), os pais estão a abrir mão de exercer o papel que lhes compete na educação, comprometendo seriamente o desenvolvimento psicológico dos seus filhos que esperam, sequiosos, por um adulto competente que os direcione nos caminhos da vida.”

Imagem retirada da internet

About Matilde Ferreira

10 thoughts on “Quando…

  1. Andreia Morais

    Aquilo que me parece (e posso estar completamente errada) é que há muitos pais a quererem ser melhores amigos dos filhos. E isso acaba por ter contrariedades. Estabelecer uma relação de plena confiança e abertura é saudável, no entanto, perde todo o mérito quando se ignoram os papéis.
    Vê-los crescer é maravilhoso!

    r: Muito obrigada, minha querida <3
    Fiquei mesmo surpreendida com este marco, até porque não tinha, sequer, pensado nisso. Claro que o meu objeto passa por manter publicações regulares, mas nunca tinha estado tão perto deste ponto. E foi uma viagem incrível
    Se calhar, é mesmo por isso ahahah

    Beijinho grande

    1. Matilde Post author

      Mas isso nao é mal nenhum, o meu filhote juntamente com o meu marido e a minha mae são os meus melhores 🙂 O importante é haver bom senso 🙂
      Beijinhos*

  2. Vera Benavente

    Eu ia tecer um comentário semelhante ao da Andreia…
    Amigos são amigos e pais são pais. Claro que pais também podem ser amigos mas têm de, acima de tudo, ser pais! E são funções muito distintas porque um amigo não te diz que tens de dizer obrigada e por favor e ficar sentado à mesa e que não podes ver mais televisão e que tens de estudar. Não tem de ensinar a ouvir não, que não podes ter tudo o que queres por exemplo…
    Espero ter passado o meu ponto de vista da forma correcta 😉

Leave a Reply