Assunto do dia…

Kathryn Mayorga foi aconselhada, pelo seu advogado, a aceitar o dinheiro na altura pois a influencia do jogador na altura ja era bastante grande… e o que levou a  reabertura  do processo de investigação passados 8 anos depois foi uma entrevista com o jornal alemão DER SPIEGEL

O que mais me revolta nesta historia de Cristiano Ronaldo e de Kathryn Mayorga, para alem da situação em si, é a quantidade de mulheres a julga-la. Como é que é possível tanta falta de bom senso? Ja pararam para se colocar no lugar dela? Ja pararam para pensar que ela estava iludida no calor da diversão? E o mais grave é que o Cristiano ao pagar e a pedir desculpas ja esta a assumir o que fez. Por isso so lhe resta a condenação. Mas em que mundo vivemos em que pouca gente consegue ver o obvio? A rapariga devia ter feito o mesmo que eu fiz ao meu ex quando ele também se enganou. Dei-lhe um  murro no meio das pernas que ele ate guinchou! Sabem porque me ponho no lugar dela? Porque a única coisa que me arrependo na vida é de não ter denunciado o meu padrinho e o meu ex-chefe por assedio sexual. No caso do meu padrinho eu tinha 13 anos e ele so nao me violou porque eu tive uma mãe atenta. No caso do meu ex-chefe acreditem que tive muito sangue frio para nao deixar as coisas se descontrolarem. Eu dava-lhe cada empurrão que ele ate andava de lado. Sempre com o meu Rui no meu pensamento. Foi isso que me deu forcas. E so nao o denunciei porque na altura o emprego me fazia falta e era a minha palavra contra a dele…

Parem para pensar um bocadinho comigo: que idade tinha a rapariga na altura do sucedido? Este testemunho conta tudo. Ela era uma miúda no começo da sua vida que trabalhava numa discoteca para pagar os estudos como fazem muitas raparigas da idade dela, bem ou mal, quem somos nos para a julgar. E porque demorou tanto tempo para divulgar o que aconteceu, perguntam vocês? Porque amadureceu. Cresceu. Está cansada. Esgotada. Sabem o que isso é? O dinheiro acabou porque possivelmente o gastou em tratamentos psiquiátricos e psicológicos para apagar o que lhe aconteceu. E como ela acreditem que devem existir mais. Ja para nao falar nas mães dos filhos dele feitos através de inseminação artificial… Sim, Cristiano, o dinheiro compra tudo mas nao compra moral e dignidade. E a consciência desta mulher falou mais alto.

Deixo-vos com estas analises sobre o assunto:

Ja chega! Agora deixem a justiça tratar do assunto!

About Matilde Ferreira

8 thoughts on “Assunto do dia…

  1. Vera Benavente

    Um post muito diferente do que estava à espera após o teu comentário no meu primeiro post sobre isto…
    Agora claro que tem de haver um julgamento imparcial, claro que até as provas serem apresentadas oficialmente não se tem certezas…
    Partilhei algo no meu facebook pessoal https://observador.pt/opiniao/a-mascara-que-caiu-com-ronaldo/ este artigo diz tudo! Portugal é uma sociedade machista e isto está impregnado nas pessoas… Se não fosse o Ronaldo pensariam diferente, se fosse o zé manel já o tinham crucificado. Há milhentos casos em que violadores saíram livres por causa do tipo de pensamento “estava à espera do quê?!”.
    É tão revoltante, dá tanto asco, só apetece sair a dar chapadas às pessoas, muitas mulheres e mães e mães de raparigas…

    1. Matilde Post author

      Pois eu compreendi 🙂 Admito que demorei a formatar a minha opinião em relação a este assunto, sou humana e como tal ca estou a assumir o meu erro… o que mais revolta sao as opiniões de mulheres que sao as primeiras a julgar a rapariga… Aqui entre nos o Ronaldo é culpado pelo motivo que frisei no post.

  2. Andreia Morais

    Sei o mínimo sobre este caso, por isso, não me sinto com competência para o analisar da forma mais correta possível. Ainda assim, sinto que há muitas pontas soltas nesta história. Não sei de que lado está a culpa, mas existem aspetos que não batem certo.
    Aquilo que acho é que tem de existir imparcialidade, não é por ser o Ronaldo que vamos olhar para esta situação de uma determinada forma, mas se fosse um homem anónimo o julgamento seria completamente diferente.

    r: Foi uma oportunidade fantástica, sem dúvida 🙂

    Beijinho grande, minha querida*

Leave a Reply