Desafio Gratidão| Semana 29: A Memória

A nossa memoria é fantastica. Sinto-me agradecida por ter um boa memória. Quando trabalhava decorava números de telefone com muita facilidade. tenho muito receio de perder a minha memória. Tenho receio de esquecer. Por isso gosto de tanto de registar momentos. Gosto muito de escrever, de anotar tudo. Desde sempre. Ler e ouvir musica tambem ajudam.

Na gravidez tive alguns lapsos de memoria que vos cheguei a contar aqui 

Por vezes tenho brancas e dou por mim a parar no meio da casa a pensar no que eu ia fazer a seguir… Conhecem o filme Still Alice? É dos meus filmes preferidos. Ficar sem memória de um momento para o outro é assustador. 

A minha mãe está a recuperar lentamente de uma depressao que quase lhe causou demência… não é fácil mas fico admirada por ela ainda ter tantas memórias depois de tudo o que passou após a morte do meu pai.

Sabem qual é a melhor forma de preservar a nossa memória? Registar momentos. Momentos bons 🙂 Quantos mais melhor 🙂 E dos bons 😉

Por isso nao me canso de fotografar todos os momentos e fases do Lu 🙂 Porque o tempo voa e não tarda nada ele fica adulto… e eu velhinha.

Deixo-vos com algumas memorias do Lu com 1 aninho de idade, com o meu irmão Daniel  que tem neste momento 26 anos e o sobrinho do Rui. o Gui,  com a idade do Lu, 2 anos e tem neste momento 14 anos. 🙂

Gui

Daniel

Lu com 1 ano

Podem  acompanhar este desafio da Gratidão criado pela Liliana Silva do blog Silver Wing aqui .

 

E voces, têm boa memoria? 😉

About Matilde Ferreira

10 thoughts on “Desafio Gratidão| Semana 29: A Memória

  1. Andreia Morais

    Perder a memória poderia ser mais um medo da lista que enumerei hoje.
    Sinto que a minha é péssima, porque me esqueço das coisas com facilidade, por isso, também anoto tudo. E também tenho esses lapsos de chegar a uma divisão e já não me recordar do que ia fazer 😮
    Perder a memória de um dia para o outro deve ser mesmo assustador!

    r: Lá está, se fizesse falta, se calhar, já seria um medo ultrapassado. Sinto que quando necessitamos mesmo, não temos outro remédio que não fazer por superar os receios que nos impedem de seguir.
    Vou adorar ler, sei bem 🙂

    Beijinho grande, minha querida*

Leave a Reply