Conversas às Quartas… com a Mariana Guimarães

E a segunda convidada desta rubrica é a Mariana Guimarães. A Mariana vive cá em Londres com o namorado, é enfermeira e tem um blog chamado Mimi in the Mirror.

 

 

1- Para acompanhar a conversa… chã de… 

MG – Adoro chá, mas cada chá tem a sua altura…Se fosse com o George da Nespresso, claro que um chazinho de gengibre (afrodisiaco, claro); Chá de Urtiga, para aumentar a minha concentração numa conversa com a Princesa Diana…Chá de Hibiscos para parecer mais fina com a Rainha…

No geral chá de menta, um dos meus favoritos.

E claro, se fosse algum hater… chá de cianeto… para ele, claro! Ahahah (com sonoridade malévola) 😀 

2- Bolo ou Biscoitos?

MG – Bolos & Biscoitos? Quando? Onde? Estou à disposição e há espera de convite. 🙂 

3– Como surgiu a ideia de criares o teu blog? 

 MG – Tinha 20 anos e tinha saído duma relação com um gajo com síndrome de Sebastião, sim, desaparecia e voltava em manhas de nevoeiro. Cansada dessa brincadeira e duma vida amorosa da treta decidi dedicar-me à paixão de escrever… e queria gritá-los ao mundo, nada melhor que a Internet, não é? Daí o nome Liberdade Negra, irreverente, muito eu, nada politicamente correcto.

Post depois de Post, aventura depois de aventura, chegamos ao dia de hoje e ao rebrand para Mimi in the Mirror, ligeiramente mais british, feminino e maduro.

4- O que te da mais prazer na vida? 

MG – Lutar por um objectivo e atingi-lo, do mais pequeno ao maior, sou uma lutadora, ver os meus felizes, aprender algo novo.

5- Gostas de viver ca no UK?

MG – O Uk é a minha casa, e é o sítio para onde eu quero voltar, mesmo quando estava a nadar na água linda das Caraíbas, era para cá que eu queria voltar, aqui só me falta a minha família, mas eu sei que um dia a minha irmã provavelmente virá para cá viver… mas foi aqui que eu comecei a trabalhar, ganhar dinheiro e a ser independente, foi aqui que eu e o P* fomos verdadeiramente felizes, Londres convenceu-o a vir para cá viver e a termos o nosso Felizes para sempre, por isso sim eu gosto de viver cá no Uk.

6- Se pudesses escolher outro pais para viver qual seria, sem ser PT?

MG – Por muito que isso chateie as pessoas não escolheria viver em PT, sinto muito a falta dos meus 3 mosqueteiros, sinto, e quando mos tiram é como se me arrancassem parte de mim, mas para mim Portugal na actual conjuntura não é um sítio que eu queira viver. Gostava muito de viver na Austrália,é um lugar do mundo que me fascina mas é muito longe, se a coisa do Brexit corresse mal provavelmente teria de aprender uma língua falada na Suíça e seria uma opção.

7- Como te imaginas daqui a 10 anos? 

 MG – Não imagino! 

Todos os meus aniversários sofro por me afastar dos 20s, imagina daqui a 10 anos estar perto dos 40. Daqui a 10 anos vou-me rir a pensar nisto, mas quando tinha 16 anos não fazia ideia que ia viver nesta cidade e ter esta vida aos 26 anos, por isso não quero imaginar os meus 36, quero que seja uma surpresa… só sei que será melhor, sempre melhor.

Afinal o que é a vida sem mistério?!

8- Como é ser enfermeira aqui no UK? Qual e reação das pessoas quando sabem que es portuguesa? 

 MG – Por causa da minha maravilhosa dicção junta ao meu cabelo vermelho e pele branca a maioria das pessoas acha que eu sou de leste e às vezes conseguem ser um bocadinho infelizes, no entanto, quando descobrem que eu sou portuguesa e me desculpo pelo facto de ser um bocadinho sopinha de massa quase me estendem um tapete vermelho, falam do ronaldo, das nossas praias, da nossa comida, do Mourinho, dos nossos campos de golf e claro das nossas custard pies ahah, no geral sempre fui muito bem tratada, mas sempre me trataram melhor assim que sabiam de onde eu vinha. Os enfermeiros portugueses tem muitas portas abertas aqui, temos uma excelente reputação, trabalhamos bem e isso já me valeu vários postos e oportunidades que me fizeram sentir ainda melhor aqui!

Ser enfermeiro aqui é mais burocrático, muito papel, bastante diferente, mas ganhas a tua posição com conhecimento e as pessoas respeitam-te, tens de fazer cursos para poderes fazer o que fazes em Portugal em estágio, mas há progressão na carreira, há cursos pagos pelos hospitais, há condições, há trabalho, eu nunca fui enfermeira em Portugal, só fui estudante, recém licenciada e à procura do primeiro trabalho afinal eu estive um ano em Portugal à espera dum milagre, depois de me licenciar até me cansar e mudar para aqui!

9- O que gostas mais de fazer nos teus tempos livres? 

MG – Às vezes gosto mesmo de não fazer nada, de ficar na sornice no sofá, a fingir que vejo algo na tv, perdida nos meus pensamentos.

Gosto de estudar nos meus tempos livres e ler. Tenho períodos que gosto mais de séries, outros que gosto mais de filmes. Gosto de publicar nas redes sociais, às vezes apanhar uns pokemons, descobrir o mundo e fazer compras!

10- Qual e a tua viagem de sonho?

MG – Sabes viagens de sonho tenho muitas e tinha ainda mais, mas quando me mudei para o uk prometi a mim mesma que iria conhecer o mundo, e desde que importei o P* que temos cumprido essa promessa. Veneza era um sonho (cumprido), Punta Cana era um sonho (cumprido), Nova Iorque é um sonho prestes a cumprir, agora claro, Maldivas para a lua de mel, adorava ir ao Dubai e a minha criança interior sonha por ir à Disneyland e conhecer a Minnie e o Mickey.

11- O que gostarias de dizer aos teus seguidores e quem te lê?

MG – Eu adoro-vos do fundo do coração, porque sinceramente não percebo como me aturam há tanto tempo, há dias que nem eu Me aguento! Mas obrigada por estarem aí durante os últimos 6 anos vocês tem-me ajudado a superar cada momento da minha vida. 

Ainda nao conheciam a Mariana? Do que estão a espera para a ir visitar ao seu cantinho? 😉

Desde ja agradeço à Mariana por ter aceite o meu convite para esta conversa deliciosa 🙂

About Matilde Ferreira

10 thoughts on “Conversas às Quartas… com a Mariana Guimarães

  1. Andreia Morais

    Confesso que não conhecia a Mariana, mas adorei ler esta conversa. Que maravilha 🙂

    r: Também não me importaria de conhecer o Herman
    Sim, felizmente, já tive a sorte de ter estado com ele, e por isso estive em dúvida se deveria ou não colocá-lo na lista. Mas depois senti que sim, porque aquele conhecer seria no sentido de estabelecer uma conversa mais longa e não somente um encontro de 2 minutos, se tanto. Ainda que tenham sido dos melhores 2 minutos da minha vida 😀 ahahah

    Muito obrigada, minha querida!
    Beijinho grande

    1. Matilde Post author

      Foi mesmo, princesa 🙂
      Vale a pena conhecer a Mariana 🙂
      Bjinhosss
      r: nao te veo faltar mais oportunidades, acredita 🙂 Agora fizeste me lembrar o meu encontro com o Vitor Baia… foi mais ou menos assim tambem 🙂

Leave a Reply