Despertar| Awakeness

Mais uma palavra que veio na hora certa. A nona palavra do desafio do blog da Cris Loureiro é Despertar| Awareness 🙂 Este desafio esta a fazer-me tao bem, acreditam? Éum estimulo a minha imaginação e criatividade. Bem hajas, querida Cris 🙂

Adoro despertares. Sempre fui uma pessoa de acordar muito cedo, muito por estimulo da minha  mãe que sempre foi uma pessoa madrugadora por natureza. Apesar da casa dos meus pais estar virada para o mar, como ja vos disse aqui,  sempre gostei do nascer do sol e desde que viemos morar para esta casa, ha quase 4 anos que tenho acordado com nascer-de-sois lindos. Os nossos despertares ca em casa são tranquilos, por entre sorrisos e risadas, muitos miminhos cheios de abraços e beijinhos. Sou grata por cada acordar, por cada despertar. Pequenos-almoços preparados com muito amor ao som do CBeebies.  Posso ficar com as musicas na cabeça mas acreditam que não me importo?

Deixo-vos com uma musica da minha infância que me fazia despertar  e pular em cima da cama dos meus pais 🙂

E para voces o que é Despertar? 😉

 

About Matilde Ferreira

Johnson & Johnson vs Dove…

40 anos depois a escolha recai para Johnson & Johnson.    

Eu juro que tentei mudar, mas não consegui. O Johnson ganha sempre a melhor. E uma das muitas referências da minha infância. Não ha volta a dar. O Dove pode ter um cheirinho bom mas fica-se por ai, pois fica logo a perder na questão do preço e da qualidade. Enquanto o shampoo da johnsons durou 9 meses, o da Dove não chegou a 2 meses, e lavo-lhe a cabecinha dia sim, dia não.

Não tenho duvidas, o antiguinho é que é bom 🙂 Sempre usei o shampoo amarelo na minha infância ate a minha pré-adolescência, e acreditem que foi das melhores coisas que a minha mãe fez. E são essas memórias que eu faço questão que permanece na minha vida e na vida do meu filho. Hmmm que cheirinho bom que fica no cabelinho dele.

E voces que recordações é que tem da vossa infância? 😉

About Matilde Ferreira

Cresci a ver o melhor :D

Para alem de fazer anos no mesmo dia que eu, o Verdadeiro Artista e uma das pessoas que mais admiro na vida. Falo claro, de Herman Jose  🙂 Não tenho palavras para descrever o que sinto pelo Herman. Ele faz parte da minha infância.

Como eu gostava de cantar isto, eu tinha 6 anos e corria o ano de 1983:

Adoro a tua luz, a tua cor, o teu sinal

Mas o que mais adoro em ti é o Tal Canal

Adoro a tua voz, a tua escrita, a tua oral

Mas o que mais adoro em ti é o Tal Canal

Adoro o teu olhar, teu gaguejar, teu ar fatal

Mas o que mais adoro em ti é o Tal Canal

Adoro a tua grelha, a tua taxa, o teu jornal

Mas o que mais adoro em ti é o Tal Canal

O tal canal (o tal canal)

O tal canal (o tal canal)

O tal o tal o tal o tal o tal canal

Adoro o teu andar, teu ondular sinusoidal

Mas o que mais adoro em ti é o Tal Canal

Adoro os teus botões e etcetera e tal

Mas o que mais adoro em ti é o Tal Canal

Adoro assim ligar-te e desligar-te no final

Mas o que mais adoro em ti é o Tal Canal

Adoro e em geral dá-me a impressão que faço mal

Mas posso lá passar sem ti, sem O TAL CANAL!

Maximiana, José Esteves, Serafim Saudade, Toni Silva, Nelito, Diácono Remédios, e mais recentemente, Nelo, personagens que ficaram para a historia ainda hoje fazem sucesso. Caramba, é incrível, como ainda hoje rio tanto com estas personagens. Se quero divertir-me ponho videos do Herman no Youtube, ou então vejo os instastories dele. Ando viciada na #bxafestivaleira  um dos bonecos criados pelo Herman no Instagram 🙂

Programas como o Tal Canal, Humor de Perdição, Casino Royal, Hermanias, e mais tarde Herman Enciclopédia fizeram da nossa geração mais alegre e feliz.

Dos momentos mais épicos da tv portuguesa 😀 O ultimo episodio da Roda da Sorte 🙂 Eu e o meu pai não perdíamos um episódio. 😀

E o Markl pareceu que adivinhou o meu TOP 5 do Grande Artista:

5- A Última Ceia

4- As aventuras de Lésse

3- Melga Shop – Manjedoura Injectável

2- Laurodermio – Não Pirilamparás…

1- Pai Natal vs Menino Jesus

Na minha opinião, o Não Pirilamparás ficava em primeiro 😀

E ca em casa adoramos bailarico:

Ai rapariga, rapariga, rapariga
Que só dizes disparates, disparates, disparates
É tanta asneira, tanta asneira, tanta asneira
Que p’ra tirar tanta asneira não chegam cem alicates.

Mas tu não sabes, tu não sabes, tu não sabes
Que isso de dar um beijinho já é um costume antigo
Ai quem te disse, quem te disse, quem te disse
Que lá por dares um beijinho tinhas de casar comigo.

Oh chega cá…
Não vou.
Tu és tão linda…
Pois sou.
Dá-me um beijinho…
Não dou…

És tão boa, és tão boa
És tão boa, és tão boa
És tão boa, és tão boa
És tão boa, és tão boa

Teus olhos são pecado
Teu rosto enfeitiçado
De tanto e aveludado
brilho

Sorriso de arlequim
Com dentes de marfim
Deus fez-te boa assim
Comó milho

O teu sabor a mel
O cheiro dessa pele
Causa inevitável

Amanhã faço dieta

Amanhã faço dieta

Hoje é que não me apetece

Para mim fazer dieta  
É uma treta, é uma seca  
É pior do que parece

Amanhã faço dieta

Morra a massa, fora o pão  
Viva a água, abaixo o vinho

Amanhã faço dieta  

Hoje ainda é que não

Porque me sinto fraquinho

Pequeno almoço
quer-se bem ajuizado

Leite magro desnatado
 uma tosta muito fina

Com um chá verde
tipo meio medicinal  
Com uma fatia frugal

de uma fruta pequenina

Mas na altura  
de atacar a refeição  

Surge uma indisposição
Instala-se uma tremura

Já que um bolo
está mesmo ali à mão  
Devora-se um pedação  

Que o açúcar é que cura

Amanhã faço dieta

Amanhã faço dieta

Hoje é que não me apetece

Para mim fazer dieta  

É uma treta, é uma seca  
É pior do que parece

Amanhã faço dieta
Morra a massa, fora o pão  

Viva a água, abaixo o vinho

Amanhã faço dieta  
Hoje ainda é que não
Porque me sinto fraquinho

Para o almoço  
aconselha-se a salada  
Ligeiramente temperada
Com 3 pingos de limão
 uma coxa
de galinha sem gordura  
Venha seca triste dura  
Como uma migalha de pão

Mas na altura  
de atacar a iguaria  
Toca na telefonia
Um cantor napolitano
 sua honra  
põe-se a cozer uma massa
Devora-se numa taça  
Com um queijo italiano

Amanhã faço dieta
Amanhã faço dieta
Hoje é que não me apetece

Para mim fazer dieta  
É uma treta, é uma seca  
É pior do que parece

Amanhã faço dieta  
Morra a massa, fora o pão  

Viva a água, abaixo o vinho

Amanhã faço dieta  
Hoje ainda é que não
Porque me sinto fraquinho

Chega o jantar  
decisão está tomada

Uma sopa deslavada
Feita de água mineral

Com meia couve
Um puré requintado
Um tomate enlatado  

De uma marca nacional

Mas num repente
Vem-nos à mente a lembrança

  Que dormir-se com a pança
Vazia é perigoso

Come-se um bife
Frita-se uma batata
Embrulha-se tudo em nata  

Para que fique mais guloso

Amanhã faço dieta
Amanhã faço dieta

Hoje é que não me apetece

Para mim fazer dieta  

É uma treta, é uma seca  
É pior do que parece

Amanhã faço dieta  

Morra a massa, fora o pão  

Viva a água, abaixo o vinho

Amanhã faço dieta

Hoje ainda é que não  

Porque me sinto fraquinho

Amanhã faço dieta

Amanhã faço dieta

Hoje é que não me apetece

Para mim fazer dieta

É uma treta, é uma seca

É pior do que parece

Amanhã faço dieta  

Morra a massa, fora o pão

Viva a água, abaixo o vinho

Amanhã faço dieta

Hoje ainda é que não

Porque me sinto fraquinho

Amanhã faço dieta  

Hoje ainda é que não

Porque me sinto fraquinho

Amanhã faço dieta  

Hoje ainda é que não

Porque me sinto fraquiiiiiiiiiiinhooooo

Heróica e lusitana gente vamos em frente mas combictamente…

Va lá cambada infantes desportistas, homens de conquistas
Povo que és o meu
Bola redonda e onze jogadores em frente
Sem temores que as tácticas dou eu
Tragam as gaitas, as bandeiras e a pomada
Vamos dar-lhes uma abada, ensinar-lhes o que é bom
Vamos mostrar a esses carafunchosos
Por momentos gloriosos
Quem é a nossa selecção

Bamos lá cambada, todos à molhada que isto é futebol total
Deixem-se de tretas, força nas canetas que o maior é PORTUGAL

Acorda a espreguiçar-se e a pensar não fazer nada,
Compõe a brilhantina, veste a calça afunilada.
Mergulha como o Sol na grande balda nacional
O super-homem português em Portugal.
Atira c**primentos aos ardinas desportivos
E sente inchar o peito quando há jogos positivos,
Depois toma de a**alto um autocarro matinal,
O super-homem português sensacional!

Eu sou o super-homem, o maior da minha rua.
E faço dez segundos do Rossio até à Lua.
Um super, super-homem a**im tão super há só um.
Um super, super-homem português e mais nenhum.

No aperto do metro não resiste e bem ligeiro
Apalpa na menina à sua frente que é traseiro!
Leva c’a mal na testa p’ra que não se porte mal,
O super-homem português do sopeiral.

À hora do almoço faz das tripas coração,
Num pastel de bacalhau e num triste carrascão.
E conta uma anedota ao parceiro habitual,
O super-homem português de Carnaval.
Refrão

Ao Domingo faz de conta que é cowboy de matiné,
Que é rei de qualquer coisa ao balcão de um estaminé,
Apanha uma perua de tremoço e de imperial,
O super-homem português dominical.

a**im se faz a vida deste herói do nosso tempo
Usando o dia-a-dia no seu próprio contra-tempo
Está sentado na geral do manicómio nacional,
O super-homem português de Portugal.

“Há uma excelente razão para se estar na rede social o Instagram… O Herman seria uma vedeta mundial se tivesse nascido numa parte do mundo mais, digamos assim, exposta. Que sorte tivemos nós em que ele tivesse aqui nascido.”

Não hei-de morrer sem ver um espetáculo do Verdadeiro Artista 🙂

E voces, gostam do Herman Jose e dos trabalhos dele? Que recordações têm dele?

 

About Matilde Ferreira